Campo Grande, Segunda-Feira , 20 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: fiscalizacao

A 'chefe de controle de gastos' Liliana, e a reunião dos técnicos da AGU com secretários de Costa Rica

Postado por Marco Eusébio , 04 Novembro 2017 às 14:00 - em: Principal

Um inspeção de surpresa foi feita por técnicos do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (AGU) em uma prefeitura do interior de Mato Grosso do Sul. O motivo da "fiscalização", entretanto, foi diferente. A equipe ficou por três dias na cidade, duas semanas atrás, tentando entender como a gestão do prefeito Waldeli dos Santos Rosa, em Costa Rica, consegue economizar nos gastos, fazer sobrar dinheiro em caixa e até pagar o "décimo sexto salário" para professores da rede municipal e usar essas informações para servir de modelo a outros municípios brasileiros.
 
A subsecretária de Administração, Liliana de Campos, que na prática atua como "chefe do controle de gastos", explicou ao jornal O Estado MS que o "segredo" da gestão não se trata de mágica e consiste em três atitudes: transparência, controle social efetivo e responsabilidade fiscal. "Todo dia no 'Diário Oficial' publicamos algo parecido com um livro-caixa, que é o nosso boletim de contas. O Waldeli é muito exigente quanto à transparência e ao controle dos gastos. Todo funcionário público sabe que aqui os gastos são obrigatoriamente diminuídos cada vez que uma operação é realizada, ou pelo menos mantidos de patamar. Outro ponto importante é o feedback. Não há processo sem avaliação", disse Liliana.
 
Leia mais aqui em pdf no site de O Estado MS.



Crianças limpando túmulos em troca de gorjetas em Dia de Finados é prática comum em várias cidades brasileiras

Postado por Marco Eusébio , 01 Novembro 2017 às 17:15 - em: Principal

A Superintendência Regional do Trabalho em Mato Grosso do Sul (SRT-MS) vai realizar operação de combate ao trabalho infantil em cemitérios de Campo Grande na próxima quinta-feira, Dia de Finados, período quando é comum encontrar crianças e adolescentes oferecendo serviços de limpezas de túmulos em troca de gorjetas ou vendendo produtos como flores e velas. No ano passado, a ação flagrou 49 menores de 18 nessas atividades na cidade. Neste ano, a fiscalização será em conjunto com conselhos tutelares e a prefeitura, informa o chefe da Seção de Inspeção do Trabalho da SRT-MS, auditor-fiscal Kleber Pereira de Araújo e Silva.




Fiscalização no comércio em Dourados e Campo Grande começa na sexta-feira e vai até o fim do ano

Postado por Marco Eusébio , 25 Outubro 2017 às 11:00 - em: Principal

Pelo menos 100 empresas em Campo Grande e Dourados serão alvo de dez operações contra o trabalho informal no comércio da próxima sexta-feira até o fim do ano. Fiscais do Ministério do Trabalho vão verificar registros de empregados, condições de segurança e saúde do trabalhador e se a empresa oferece condições dignas para o exercício das funções exercidas pelos funcionários. Kleber Pereira de Araújo Silva, chefe da Seção de Inspeção de Trabalho, diz que a informalidade no setor aumenta no fim de ano devido ao acréscimo nas vendas. A fiscalização vai verificar se o empregador cumpre normas reguladoras como a NR7, que obriga implementação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional; a NR17, sobre a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, para proporcionar conforto, segurança e desempenho eficiente; e a NR24, que trata das condições sanitárias no ambiente de trabalho.




Fiscal do Crea-MS coloca aviso em obra vistoriada em Campo Grande, onde foram constatadas 198 irregularidades só neste mês

Postado por Marco Eusébio , 25 Julho 2017 às 16:30 - em: Principal

O Crea-MS encontrou 198 irregularidades, em mais de 60% de 318 obras obras ou reformas de construção civil vistoriadas no início deste mês em Campo Grande e também, em menor número, em outros tipos de ações como falta de extintor de incêndio em locais de acesso público; refrigeração adequada em supermercados etc. Dentre as principais irregularidades estão a falta de profissional técnico responsável, ausência de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e falta de placa de identificação. 
 
A ação ocorreu em nove bairros da região sul e teve como foco postos de combustíveis, escolas, centros de saúde, supermercados, condomínios, igrejas e obras civis. De janeiro a junho deste ano foram constatadas 778 irregularidades 1.351 vistorias nas várias regiões da cidade. "Deste total, cerca de 30% não foram regularizadas no prazo concedido e receberam auto de infração", explica o presidente do Crea-MS, Dirson Freitag, ressaltando que a fiscalização concede prazo antes de aplicar o auto de infração. O custo é o principal argumento usado pelos que optam por construir ou reformar sem acompanhamento técnico, exigido por lei federal. 
 
Essa economia pode custar caro. "Problemas futuros, que podem ir da fundação ao acabamento, são comuns devido à falta de projetos específicos, sem contar os gastos com retrabalhos. É possível ainda economizar cerca de 20% do valor do empreendimento com bons projetos e acompanhamento técnico de profissional habilitado" diz Freitag. Para denúncias ou esclarecimento de dúvidas, o telefone do Departamento de Fiscalização do Crea-MS é (67) 3368-1009 ou 1014.