Campo Grande, Terça-Feira , 23 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: ulisses-rocha

Ulisses e André: presidente do MDB de Campo Grande vê Mandetta 'muito mais próximo' de seu partido
Correu em grupo de políticos no WhatsApp em Campo Grande, ontem, versão de uma suposta chapa que poderia ser encabeçada pelo MDB em 2018: "André governador, Mandetta vice, Nelsinho e Moka para o Senado e os ex-deputados Arroyo e Paulo Duarte puxando a chapa proporcional". 
 
Indaguei ao presidente municipal do partido. Ulisses Rocha respondeu: 
 
– "Se for, não é ruim. Há muita conversa, mas de concreto, até agora, é que o MDB terá candidato ao governo".
 
Em seguida, o Ulisses fez questão de acrescentar: 
 
– "O Mandetta tem conversado muito com o ex governador André Puccinelli. E com a ida da deputada Tereza Cristina para o Democratas, o deputado Mandetta está muito mais próximo do MDB. Tendo em vista que o ministro Marun não será candidato em 2018, o MDB, que é um grande partido, pode transferir muitos apoios ao Mandetta. Ele tem convite do Podemos, mas entendemos que seu melhor caminho é o MDB."



'Vamos mostrar o PMDB forte e unido' diz André, em vídeo, convidando correligionários para a convenção

Postado por Marco Eusébio , 01 Dezembro 2017 às 15:30 - em: Principal

Reforçando o discurso de candidatura própria ao Governo de Mato Grosso do Sul em 2018, lideranças do PMDB pretendem mostrar "união e força" depois da prisão temporária de seu principal líder, André Puccinelli, na convenção deste sábado em Campo Grande. Por causa do episódio, o ato que era previsto para 18 de novembro, foi adiado para amanhã e elegerá o ex-governador como presidente regional da sigla em chapa de consenso.
 
"Vamos ter candidato ao governo. Quem aposta o contrário, vai perder", disse hoje ao Blog o presidente municipal da sigla, Ulisses Rocha, frisando que o partido possui três nomes para a disputa: "O principal cotado continua sendo o André. Caso o ex-governador resolva não disputar, temos o Waldeli (dos Santos Rosa, prefeito de Costa Rica) que já assinou a ficha de filiação; e o presidente da Assembleia, Júnior Mochi".
 

Em vídeo postado em seu perfil no Facebook, André Puccinelli convida correligionários ao evento marcado para 8h na sede campestre da Associação Nipo-Brasileira em vídeo no Facebook (veja abaixo), Puccinelli afirma: "Vamos mostrar o PMDB forte e unido".




Ex-deputados Antonio Braga, Coronel Ivan e Antonio Carlos Arroyo são reforços do PMDB para 2018

Postado por Marco Eusébio , 01 Dezembro 2017 às 13:30 - em: Principal

Dentre as lideranças que vão se filiar ao PMDB na convenção deste sábado em Campo Grande que elegerá o ex-governador André Puccinelli presidente regional para comandar a sigla nas eleições de 2018, três ex-deputados: "Antonio Braga, Coronel Ivan e Antonio Carlos Arroyo", disse hoje ao Blog o presidente municipal da legenda, Ulisses Rocha.




Ulisses Rocha diz que sem André não haverá reunião e Mochi confirmou o encontro para amanhã na sede do PMDB

Postado por Marco Eusébio , 15 Novembro 2017 às 14:00 - em: Principal

Lideranças do PMDB contam com a presença de André Puccinelli amanhã na reunião para tratar da convenção estadual do partido. O encontro foi marcado após a prisão do ex-governador na Operação Papiros de Lama da Polícia Federal, ontem, em Campo Grande, para decidir se manteriam para sábado ou seria adiada a convenção que visa eleger André presidente regional para conduzir a sigla nas eleições de 2018. Com a decisão do desembargador Paulo Pontes, do TRF3, que hoje mandou soltar Puccinelli, o evento deve ser mantido para às 10h de sábado no Golden Class. 
 
"A reunião está marcada para amanhã, às 11h, na sede do partido" informou há pouco o atual presidente regional da sigla, deputado Júnior Mochi. "O PMDB trata esse assunto com a maior seriedade. Essa ação foi completamente direcionada a atingir a honra e a integridade do ex-governador André Puccinelli e eu penso que o partido deve a ele um grande ato de desagravo. Não haverá reunião sem a presença dele", disse ao Blog o presidente municipal da sigla, Ulisses Rocha.



Ulisses discursa ao ser reeleito no comando do PMDB municipal afinando o discurso da sigla para 2018

Postado por Marco Eusébio , 21 Agosto 2017 às 16:30 - em: Principal

Lideranças do PMDB demonstraram discurso unificado em torno da candidatura própria ao Governo de Mato Grosso do Sul durante a convenção que reconduziu Ulisses Rocha à presidência municipal da sigla em Campo Grande. O próximo passo neste sentido será eleger André Puccinelli presidente estadual do partido em novembro para que ele passe a percorrer o estado preparando a sigla para 2018. E se depender da vontade da maioria das lideranças da sigla, pavimentando seu próprio caminho para voltar a disputar a cadeira de governador.




Oriundos da Juventude peemedebista em encontro 'casual': Juliano (Podemos), Ulisses (PMDB) e Odilon (PDT)

Postado por Marco Eusébio , 18 Agosto 2017 às 12:15 - em: Principal

Em temporada de articulações pré-eleitorais, três ex-integrantes da Juventude do PMDB, que hoje são presidentes municipais de seus respectivos partidos, se reencontraram nesta semana em Campo Grande: Juliano Gogosz (Podemos), Ulisses Rocha (PMDB) e o vereador Odilon Júnior (PDT). 




Senador Moka, Ulisses (que será reeleito presidente na Capital), Mochi (que deixará o comando estadual) e André Puccinelli

Postado por Marco Eusébio , 15 Agosto 2017 às 14:30 - em: Principal

Ulisses Rocha será reconduzido à presidência do Diretório Municipal do PMDB de Campo Grande, por consenso das lideranças, durante convenção no próximo sábado das 8 às 11h na sede da sigla na Capital. A direção estadual vai ter mudança. Na convenção prevista para novembro, ainda sem data marcada, o deputado Júnior Mochi deixará a presidência. Os cotados para ocupar o cargo e comandar o partido nas articulações para as eleições de 2018 são, por ordem alfabética, o ex-governador André Pucinelli e os senadores Moka e Simone Tebet.




Apesar de obstáculos na pista, Ulisses aposta em polarização de grupos ligados a André e Azambuja

Postado por Marco Eusébio , 12 Junho 2017 às 13:00 - em: Principal

Faltando pouco mais de seis meses para 2018, quase ninguém se arrisca a apostar em quem será candidato ao governo de Mato Grosso do Sul no ano que vem. No meio político, o consenso é o de que a Lama Asfáltica e a denúncia da JBS na Lava Jato embaralharam as cartas ao respingar nos três últimos governadores – Zeca do PT, André Puccinelli (PMDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB).
 
Há, entretanto, quem pense diferente. Consultado, o presidente do PMDB de Campo Grande, Ulisses Rocha, disse acreditar que a disputa deve seguir polarizada entre os grupos ligados Puccinelli, de seu partido, e o tucano e atual governador Azambuja. 
 
– "Ambos estarão na disputa. Seja como candidatos, seja como apoiadores. No nosso partido, o desejo continua sendo que o ex-governador André seja candidato. E no PSDB, Azambuja segue sendo o principal nome. Os dois partidos têm a maior representação na Capital e no interior e isso pesa no cenário eleitoral."
 
Questionado se alguém "fora da política" pode acabar surpreendendo, Ulisses demonstrou pouca fé em um 'outsider' e respondeu aqui ao Blog: "Acho difícil. Mas, se acontecer, esse novo político só terá força se for apoiado por um desses dois grupos políticos."