Campo Grande, Sexta-Feira , 19 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: ufms

Dermatologistas voluntários farão exames gratuitos, sábado, no Ambulatório do HU em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 30 Novembro 2017 às 09:00 - em: Principal

No próximo sábado, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), com suas regionais, realiza em todo o Brasil o Dia Nacional de Combate ao Câncer da Pele com dermatologistas voluntários fazendo atendimento gratuito à população para análise, diagnóstico e tratamento da doença. Em Campo Grande, a campanha será das 9h às 15h no Ambulatório de Dermatologia do Hospital Universitário da UFMS. Interessados devem ir ao local portando cartão do SUS. Heloíde Marcelino diz que no ano passado foram mais de mil atendimentos e que o número deve crescer. A prevenção e o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento, explica.

 



Areia do assoreamento causado pelo desmatamento vem 'engolindo' o Lago do Amor da UFMS em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 19 Julho 2017 às 18:30 - em: Principal


Estudo mostra aumento do número de casos em MS: na foto simulação de acidente em empresa de Epitácio

Postado por Marco Eusébio , 03 Julho 2017 às 15:45 - em: Principal

O número de casos de vazamentos de amônia em frigoríficos, laticínios, indústrias de refrigerantes e outras empresas que se mantinha de uma a duas ocorrências anuais de 2003 a 2012, está aumentando perigosamente em Mato Grosso do Sul. Foram cinco casos no ano passado, com 25 pessoas intoxicadas e feridas. E seis só nos primeiros seis meses de 2017, com 198 vítimas. É o que aponta estudo inédito feito com base em registros da imprensa pelo professor de Química da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Dario Pires. O químico alerta sobre a necessidade urgente de um controle e fiscalização mais rígidos dos governos federal e estaduais devido à volta do uso da amônia na refrigeração industrial.
 
Usada para refrigeração pela primeira vez em 1876 em uma máquina de compressão à vapor por Carls Von Linde, a amônia foi até o início do século passado um dos principais refrigerantes industriais. Porém, com o desenvolvimento dos clorofluorcarbonos (CFCs) em 1920 nos EUA, considerado menos perigoso do que substâncias químicas, estes passaram a ser usados como propelentes de aerossóis de perfumes e inseticidas, como líquidos refrigerantes em geladeiras e aparelhos de ar-condicionado, e como gases expansores para a produção de polímeros na forma de espumas.
 
Na década de 70 veio a descoberta do risco dos CFCs para a camada de ozônio que protege a Terra. Em 1987, 47 países, inclusive o Brasil, assinaram o chamado Protocolo de Montreal, que passou a vigorar em 1989, se comprometendo a reduzir a emissão de substâncias nocivas à camada de ozônio. Com isso, a amônia voltou a ser usada como refrigerante industrial. As medidas de prevenção aumentaram. Em novembro, por exemplo Bombeiros de MS participaram de simulação de socorro a vítimas em simulação de vazamento de amônia na empresa Rousselot Gelatinas do Brasil, em Presidente Epitácio (SP) na divisa com o estado.
 
Porém, o professor da UFMS alerta: "Por se tratar de produto tóxico, corrosivo e explosivo, há necessidade urgente de um controle e fiscalização mais rígidos devido aos graves riscos que a falta de equipamentos e manutenção constante e adequada proporcionam". E o problema pode ser ainda muito mais grave. Dario Pires explica que, dependendo da direção dos ventos e dos fatores climáticos, o vazamento do produto químico pode afetar a comunidade vizinha em um raio de até 500 metros.



Depois de doze livros de arquitetura e urbanismo, professor da UFMS resolve publicar seus poemas

Postado por Marco Eusébio , 19 Junho 2017 às 13:30 - em: Principal

Autor de doze livros sobre arquitetura e urbanismo de Campo Grande e de MS, o professor da UFMS Ângelo Marcos Arruda vai lançar "A Invenção do Silêncio", seu primeiro livro de poesias, no dia 27, às 19h30, no Sesc Morada dos Baís. É uma coletânea de 50 poemas escolhidos pelo autor de seu arquivo do que escreve há 40 anos e, afirma, só agora teve "coragem de publicar". Editado pela Diniz Marketing, o livro tem desenhos do arquiteto Luiz Pedro Scalize e prefácio do poeta Rubênio Marcelo, da Academia Sul-mato-grossense de Letras. No evento, será vendido a R$ 30 o exemplar e renda revertida a duas entidades: a Associação dos Amigos das Crianças com Câncer (AACC) e a Fundação Chico Xavier, cuja orquestra Jovem Emmanuel de meninos e meninas vai se apresentar no evento, assim como a banda Clube do Litoral Central (Jerry Espíndola, Rodrigo Teixeira, Guga Borba, Rodrigo Sater, Ju Souc e Leandro Peres) e Gilson Espíndola.




Ricardo Senna participou do lançamento que atraiu cerca de 150 acadêmicos da UFMS

Postado por Marco Eusébio , 27 Abril 2017 às 17:40 - em: Principal

Estudantes de graduação da Escola de Administração e Negócios da UFMS fundaram a primeira empresa júnior na área de gestão e negócios do estado. O lançamento com talkshow ontem, teve participação de mais de 150 acadêmicos. Entusiasta desse tipo de iniciativa, o professor Ricardo Senna, atual secretário-adjunto de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, foi convidado a representar o Governo de MS e participar como debatedor, no evento da Effectus Júnior. Para Senna, novos negócios e oportunidades de mercado se abrem para os jovens a partir de ações como esta. Orientados pelos professores Filipe Quevedo Pires de Oliveira e Silva e Ricardo José dos Santos, os acadêmicos já inseriram no portfólio da Effectus pesquisas de mercado, plano de negócios, análise e viabilidade de projetos de investimentos e precificação. Entram na próxima fase: produtos e serviços voltados à área turística e de contabilidade, como gestão de atrativos turísticos e análise de custos.




Ricardo Senna participou do lançamento que atraiu cerca de 150 acadêmicos da UFMS

Postado por Marco Eusébio , 27 Abril 2017 às 17:38 - em: Papo de Arquibancada

Estudantes de graduação da Escola de Administração e Negócios da UFMS fundaram a primeira empresa júnior na área de gestão e negócios do estado. O lançamento com talkshow ontem, teve participação de mais de 150 acadêmicos. Entusiasta desse tipo de iniciativa, o professor Ricardo Senna, atual secretário-adjunto de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, foi convidado a representar o Governo de MS e participar como debatedor, no evento da Effectus Júnior. Para Senna, novos negócios e oportunidades de mercado se abrem para os jovens a partir de ações como esta. Orientados pelos professores Filipe Quevedo Pires de Oliveira e Silva e Ricardo José dos Santos, os acadêmicos já inseriram no portfólio da Effectus pesquisas de mercado, plano de negócios, análise e viabilidade de projetos de investimentos e precificação. Entram na próxima fase: produtos e serviços voltados à área turística e de contabilidade, como gestão de atrativos turísticos e análise de custos.