Campo Grande, Terça-Feira , 22 de Agosto - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: sergio-moro

Grupo que se autointitulou de 'coxinhas' levou coxinhas e bolo para comemorar os 45 anos de Sérgio Moro

Postado por Marco Eusébio , 02 Agosto 2017 às 09:00 - em: Principal

Um grupo de apoiadores de Sérgio Moro levou coxinhas em frente ao prédio da Justiça Federal de Curitiba para cantar parabéns ao juiz da Lava Jato que completou 45 anos ontem. "Simbolicamente, os coxinhas estão com ele", disse uma manifestante. Um bolo com o rosto do magistrado estampado em meio a uma bandeira do Brasil foi entregue aos seguranças do prédio, que prometeram levar ao gabinete do juiz. Os manifestantes soltaram bexigas verdes e amarelas com o número 45 e entregaram dois presentes aos seguranças: um vaso de orquídea e uma Bíblia. Senhoras cantaram parabéns e refrões como "Sergio Moro, você é nosso tesouro" e "Moro, guerreiro, do povo brasileiro". O aniversariante não desceu. "Deu bolo", escreveu o repórter Walter Nunes, da Folha de S.Paulo.



Fotos de Lula no sítio de Atibaia, uma delas em conversa com o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro também réu no processo

Postado por Marco Eusébio , 01 Agosto 2017 às 17:00 - em: Principal

O juiz Sérgio Moro aceitou hoje denúncia contra o ex-presidente Lula e outras doze pessoas, dentre elas o pecuarista José Carlos Bumlai, Marcelo Odebrecht e Emílio Odebrecht, donos da Odebrecht; e Léo Pinheiro, dono da OAS; no caso do sítio em Atibaia, no âmbito da Operação Lava Jato. Agora, todos são réus no processo. É a terceira vez que Lula vira réu em processo na Justiça Federal de Curitiba. Conforme o Ministério Público Federal (MPF), Lula recebeu propina em seis contratos firmados entre a Petrobras e a Odebrecht e a OAS, por meio de reformas realizadas no sítio que totalizaram R$ 1,02 milhão. Bumlai, conforme a denúncia, também teria pago parte da obra. Apesar de o imóvel estar em nome dos empresários Fernando Bittar e João Suassuna, os investigadores da força-tarefa encontraram uma série de elementos que, segundo a denúncia, comprovariam que o sítio pertence, na verdade, ao ex-presidente. Entre eles, estão bens pessoais, roupas e indícios de visitas frequentes ao imóvel. A denúncia afirma que entre 2011 e 2016, Lula esteve no local cerca de 270 vezes. (Com G1)




Lula durante seu primeiro depoimento perante Sérgio Moro na sede da Justiça Federal em Curitiba

Postado por Marco Eusébio , 26 Julho 2017 às 17:00 - em: Principal

A defesa de Lula informou hoje ao juiz Sérgio Moro que "não concorda" com o interrogatório por videoconferência, e que o depoimento "deve ser realizado presencialmente, tal como havia sido definido pelo juízo". Nesta ação, Lula é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF)  na Lava Jato de receber um terreno como propina, onde seria construída a sede do Instituo Lula, e um imóvel vizinho ao seu apartamento em São Bernardo do Campo (SP) adquiridos pela Odebrecht em troca de contratos com a Petrobras. O petista nega as acusações. Ao convocar o depoimento de Lula para o dia 13 de setembro, Moro permitiu que o petista pudesse ser ouvido por videoconferência, em São Paulo, para evitar sua ida a Curitiba e "gastos indesejáveis de recursos públicos com medidas de segurança" como a que envolveu policiais do Paraná e da PF em maio, quando o ex-presidente foi depor pela primeira vez perante o juiz na capital paraense, em maio. Em nota enviada à imprensa nesta tarde, o advogado Cristiano Zanin Martins diz que a defesa também informou a Sérgio Moro que pretende realizar gravação independente do depoimento.



Para desembargador do TRF4, Lula não provou que sua subsistência esteja em risco por causa do bloqueio de bens

Postado por Marco Eusébio , 26 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

O ex-presidente Lula sofreu sua primeira derrota no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) onde recorrer contra sua condenação pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex. O desembargador federal João Pedro Gebran Neto negou ontem pedido da defesa do ex-presidente para revogar o bloqueio de seus bens determinado por Moro, na semana passada, que inclui R$ 606,7 mil em contas bancárias retidos pelo Bancio Central mais de R$ 9 milhões de planos de previdência privada em nome do petista. A defesa alegou que Moro não poderia ter promovido novas medidas cautelares após a sentença, que condenou Lula a nove anos e meio de prisão, e pediu urgência na liberação dos recursos. Para o desembargador do TRF4, o petista não comprovou que a sua subsistência esteja em risco por causa do bloqueio.




No Twitter, a senadora e presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann vetou a 'vaquinha': 'Estamos conversando s/isso ainda'

Postado por Marco Eusébio , 21 Julho 2017 às 13:30 - em: Principal

A senadora e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), avisou no Twitter que "ninguém está autorizado a fazer coleta/vaquinha" para ajudar Lula que teve cerca de 10 milhões de reais bloqueados por ordem do juiz federal Sérgio Moro – 606,7 mil reais em quatro contas bancárias (leia aqui) mais R$ 9,3 milhões em depósitos de previdência privada. 
 
A "vaquinha" está proibida por enquanto, pois a @gleisi acrescentou: 
 
– "Estamos conversando s/isso ainda". 
 
Também no Twitter, o bloqueio foi comentado pelo líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), que ironizou: 
 
– "Lula tem esse dom de transformar o salário de presidente em milhões. Precisa ensinar essa mágica para os pobres que diz tanto defender". 
 
Caiado emendou: "Me lembro quando disputei a Presidência da República em 1989 e o confrontei em debate. Lula me rotulou de latifundiário. Hoje é milionário e não explica como."



No Twitter, a senadora e presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann vetou a 'vaquinha': 'Estamos conversando s/isso ainda'

Postado por Marco Eusébio , 21 Julho 2017 às 12:41 - em: Papo de Arquibancada

A senadora e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), avisou no Twitter que "ninguém está autorizado a fazer coleta/vaquinha" para ajudar Lula que teve cerca de 10 milhões de reais bloqueados por ordem do juiz federal Sérgio Moro – 606,7 mil reais distribuídos em quatro contas bancárias (leia aqui) mais R$ 9,3 milhões em depósitos de previdência privada. A "vaquinha" está proibida por enquanto. "Estamos conversando s/isso ainda", acrescentou a Gleisi.




Procurador Deltan Dallagnol durante palestra ontem promovida pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará

Postado por Marco Eusébio , 21 Julho 2017 às 10:15 - em: Principal

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, procurador Deltan Dallagnol, afirmou que as penas aplicadas por Sérgio Moro são "brandas" e que vai recorrer da condenação de nove anos e meio de prisão aplicada pelo juiz ao ex-presidente Lula. "O que nós vimos em vários casos é que o tribunal tem sistematicamente ampliado as penas aplicadas pelo juiz Sérgio Moro. As penas do juiz Sérgio Moro têm sido brandas para a gravidade dos fatos que estão sobre consideração" declarou Dallagnol em Fortaleza (CE), onde fez palestra ontem na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). Na maioria dos casos, os desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), no Rio Grande do Sul, aumentaram ou mantiveram as penas aplicadas por Moro. De setembro de 2015 a junho de 2017, o TRF-4 avaliou 48 condenações da Lava Jato: aumentou as penas em 16 casos, manteve em 10, reduziu em nove e cinco viraram absolvição.




A caminhonete Ford F 1000 de Lula ficou fora do confisco de Lula por se tratar de 'antiguidade' disse Moro

Postado por Marco Eusébio , 20 Julho 2017 às 13:15 - em: Principal

Ao ordenar o bloqueio de bens de Lula no limite de até R$ 10 milhões (leia aqui), Sérgio Moro deixou de fora da medida um velho veículo do petista com mais de três décadas de uso exibido na foto acima. Em sua sentença, o juiz federal de Curitiba justificou: "A constrição do veículo Ford F1000, de 1984, indefiro pela antiguidade do veículo, sem valor representativo."




Lula: R$ 606 mil, três apartamentos, um terreno e dois veículos confiscados a pedido do MPF

Postado por Marco Eusébio , 19 Julho 2017 às 15:45 - em: Principal

Por ordem do juiz Sérgio Moro, o Banco Central bloqueou R$ 606.727,12 do ex-presidente Lula ontem, a pedido do Ministério Público Federal. O dinheiro foi encontrado em quatro contas do petista: R$ 397.636,09 (Banco do Brasil), R$ 123.831,05 (Caixa Econômica Federal), R$ 63.702,54 (Bradesco) e R$ 21.557,44 (Itaú). Além do dinheiro, Moro confiscou três apartamentos e um terreno de Lula em São Bernardo do Campo (SP) e dois veículos. O bloqueio foi decretado até o limite de R$ 10 milhões e atinge "a parte ideal de 50% correspondente à meação" – pois em fevereiro, a mulher do ex-presidente, Maria Letícia, morreu vítima de um AVC. Leia mais aqui no blog do Fausto Macedo no site do Estadão.




Lula com spinner no nariz, rodeado de netos, em cena descontraída com a família no primeiro fim de semana após condenação

Postado por Marco Eusébio , 18 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

O primeiro fim de semana de Lula após ser condenado por Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão foi com a família e descontraído. Em foto publicada por um familiar em rede social, o petista aparece com um spinner no nariz, brinquedo da moda, brincando com netos. Conforme a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, todos participaram de um churrasco promovido pelo ex-presidente em São Bernardo do Campo.