Campo Grande, Quinta-Feira , 18 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: sergio-cabral

Lula e Sérgio Cabral, antigos aliados: Rio 'não merece ter governadores presos porque roubaram o povo'

Postado por Marco Eusébio , 11 Dezembro 2017 às 16:00 - em: Principal

Lula defendeu seus aliados presos e voltou a criticar a imprensa, a Lava Jato e o juiz Sérgio Moro que o condenou a nove anos de prisão por acusações de corrupção. Ao encerrar sua caravana no Rio de Janeiro no fim de semana, o ex-presidente declarou que o Rio "não merece ter governadores que foram eleitos democraticamente pelo povo estejam presos porque roubaram o povo brasileiro, e porque roubaram o dinheiro do povo", em referência a Sérgio Cabral, Antonhy Garotinho e Rosinha Garotinho. "Eu nem sei se isso é verdade, porque não acredito em que tudo o que a imprensa fala". Se você não acredita que Lula falou isso em Nova Iguaçu no fim de semana, veja o vídeo.




Sérgio Cabral e Lula nos tempos de parcerias no poder

Postado por Marco Eusébio , 30 Novembro 2017 às 11:15 - em: Principal

Do O Antagonista: "Um dirigente do PT disse para o Estadão que a caravana carioca de Lula é 'uma burrada sem tamanho'. Sua passagem pelo Rio de Janeiro vai relembrar os eleitores de sua parceria com Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão. Pior ainda: o Comperj, que o condenado vai visitar, é um dos principais focos de roubalheira revelados pela Lava Jato."




Garotinho foi transferido para o presídio Bangu 8 depois que câmeras mostraram que ninguém invadiu sua ala, em Benfica

Postado por Marco Eusébio , 25 Novembro 2017 às 10:40 - em: Principal

Três ex-governadores do Rio continuam aprontando, mesmo atrás das grades. Antonhy Garotinho foi transferido para um isolamento no presídio de Bangu 8, ontem, "como punição" por dizer que foi agredido por homem com um bastão, de madrugada, dentro da cela em Benfica, e não conseguir provar sua história. Imagens das câmeras de segurança não mostram ninguém entrando na sua ala, o governo diz que Garotinho se autolesionou e ele pode ser indiciado pela polícia por falta comunicação de crime. No caso dos ex-governadores Sérgio Cabral e Rosinha Garotinho, e da ex-primeira-dama Adriana Anselmo, promotores acharam camarão e iogurte nas celas. (Com O Globo)




Garotinho e Sérgio Cabral, assim como suas esposas, parecem ignorar as grades e continuar a viver na mordomia do poder

Postado por Marco Eusébio , 25 Novembro 2017 às 10:30 - em: Principal

Três ex-governadores do Rio continuam aprontando, mesmo atrás das grades. Antonhy Garotinho foi transferido para um isolamento no presídio de Bangu 8, ontem, "como punição" por dizer que foi agredido por homem com um bastão, de madrugada, dentro da cela em Benfica, e não conseguir provar sua história. Imagens das câmeras de segurança não mostram ninguém entrando na sua ala, e o governo diz que Garotinho se autolesionou. No caso dos ex-governadores Sérgio Cabral e Rosinha Garotinho, e da ex-primeira-dama Adriana Anselmo, promotores acharam camarão e iogurte nas celas. (Com O Globo)




Adriana Ancelmo com o marido Sérgio Cabral nos tempos de poder: ex-primeira-dama do Rio terá de voltar à prisão

Postado por Marco Eusébio , 23 Novembro 2017 às 17:30 - em: Principal

Por três votos contra dois, desembargadores da 1ª Seção Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES) decidiram revogar hoje a prisão domiciliar da advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB). Com isso, ela deverá voltar a cumprir detenção preventiva em estabelecimento prisional. Condenada a 18 anos e 3 meses de prisão pelo juiz Marcelo Bretas, Adriana estava desde março em prisão domiciliar concedida pela Justiça sob alegação de que teria de cuidar dos filhos, já que pai e mãe estavam presos. Porém, o Ministério Público Federal alegou que o benefício concedido a ela é desigual com as milhares de mães na mesma situação que estão presas. O MPF argumentou ainda que o filho da advogada não ficará desamparado, pois a família, por sua condição financeira, conta com babás e professores particulares. Os procuradores justificaram o pedido de prisão pelo risco de que Adriana continue a ocultar bens obtidos com recursos ilícitos.




Ex-governadores Garotinho e Rosinha ao serem presos hoje pela manhã por agentes da Polícia Federal

Postado por Marco Eusébio , 22 Novembro 2017 às 13:45 - em: Principal

Depois de Sérgio Cabral, agora são três ex-governadores do Rio de Janeiro presos pela Polícia Federal que já pode "pedir música no Fantástico", brincou Ricardo Noblat em blog no O Globo ao comentar a prisão, pela manhã, de Anthony e Rosinha Garotinho. O casal foi preso com base em delação premiada de Ricardo Saud, da JBS. Conforme O casal de ex-governadores do Rio é acusado, com outras seis pessoas, de integrar organização criminosa que arrecadava recursos de forma ilícita mediante extorsão de empresários para liberar pagamentos da prefeitura de Campos, comandada por Rosinha, para financiar as próprias campanhas eleitorais e a de aliados, diz O Globo.




Trecho do despacho proferido hoje por Gilmar Mendes que atende pedido da defesa para manter Cabral no Rio

Postado por Marco Eusébio , 31 Outubro 2017 às 11:45 - em: Principal

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a transferência de Sérgio Cabral para o Presídio Federal de Campo Grande, determinada pelo juiz federal Marcelo Brêtas e confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). "Gilmar é previsível", diz O Angatonista, que acaba de divulgar a notícia. No despacho publicado pelo site, Gilmar diz que "o fato de o preso demonstrar conhecimento de uma informação espontaneamente levada a público pela família do magistrado não representa ameaça, ainda que velada". Afirma ainda Gilmar Mendes que o "suposto tratamento privilegiado no sistema carcerário do Rio de Janeiro", embora seja "fato grave",  caso esteja ocorrendo, "não constitui risco à segurança pública".




Depois de pedido recusado pelo STJ, Cabral apelou ao STF e Gilmar Mendes decidirá sobre sua transferência para MS

Postado por Marco Eusébio , 30 Outubro 2017 às 18:20 - em: Principal

Sérgio Cabral insiste em não ser transferido do Rio de Janeiro para o Presídio Federal de Campo Grande. Depois de ter seu pedido negado na sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), a defesa do ex-governador do Rio entrou nesta segunda-feira com novo pedido, desta vez no Supremo Tribunal Federal (STF), solicitando um habeas corpus que impeça a transferência, e anexou reportagem informando que em Campo Grande estão 10 presos "perigosos" do Rio, um deles líder do Comado Vermelho.  A decisão será dada pelo ministro Gilmar Mendes.




Roberto Stern, o irmão Ronaldo e dois diretores da joalheria são tratados como professores pelos jovens

Postado por Marco Eusébio , 30 Outubro 2017 às 14:15 - em: Principal

O presidente da H.Stern, Roberto Stern, o vice Ronaldo, seu irmão Ronaldo, e dois diretores, Maria Luiza Trotta e Oscar Goldemberg, estão dando aula de "apresentação e comportamento" para jovens de 16 a 20 anos de comunidades carentes do Rio de Janeiro desde junho. Além de multa, a ação faz parte de acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF), depois que a empresa fundada em 1945 por Hans Sternt, pai de Roberto, foi envolvida no escândalo de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) com lavagem de dinheiro pela compra de joias. 
 
Os alunos não sabem que seus "professores" são herdeiros da famosa joalheria que tem mais de 120 lojas no mundo, inclusive em Paris, Nova Iorque e Moscou. "A gente é visto como professor. É o professor Ronaldo, professor Roberto. Até nos chamam de tio. Eles não sabem por que estamos fazendo isso. Cria-se um clima de respeito para que as aulas funcionem mesmo" disse ao jornal O Globo Roberto Stern, na primeira entrevista desde o escândalo. "Já perguntaram se eu já tinha viajado para fora do país, se eu falava inglês. Eles não têm noção de quem somos", confirmou seu irmão Ronaldo.
 



Sérgio Cabral será transferido para Presídio Federal de Campo Grande que tem celas individuais e móveis de concreto

Postado por Marco Eusébio , 27 Outubro 2017 às 16:00 - em: Principal

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, relatora no Superior Tribunal de Justiça (STJ) dos casos da Lava Jato no Rio, negou hoje pedido da defesa de Sérgio Cabral para que ele não fosse transferido para o Presídio Federal de Campo Grande. Condenado a penas que somam 72 anos de prisão, acusado de chefiar esquema de corrupção, o ex-governador do Rio de Janeiro já pode ser levado para a Capital de Mato Grosso do Sul, mas o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) não vai divulgar a data exata por motivos de segurança. A ordem da transferência foi dada pelo juiz federal Marcelo Brêtas, depois que Cabral, em depoimento, demonstrou que tinha informações privilegiadas sobre a família do magistrado.