Campo Grande, Quinta-Feira , 14 de Dezembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: reinaldo-azambuja

Em 30 dias, R$ 1,5 bilhão estão sendo colocados em circulação ajudando a aquecer o comércio e demais setores

Postado por Marco Eusébio , 13 Dezembro 2017 às 18:08 - em: Principal

Em Mato Grosso do Sul, R$ 392 milhões referentes ao 13º salário do funcionalismo estadual estará disponível nesta quinta-feira nas contas dos servidores, conforme depósito autorizado hoje pelo governador Reinaldo Azambuja. Somados à folha de novembro paga no início do mês e a de dezembro, prevista para ser liberada no dia 4 de janeiro, serão R$ 1,5 bilhão colocados em circulação em um período de 30 dias que ajudam a aquecer o comércio e demais setores da economia regional. "Visto a situação de outros estados, os servidores de MS são privilegiados com a certeza do pagamento", diz o presidente da Associação Comercial de Campo Grande (ACICG), João Polidoro.




Azambuja destacou a capacidade de o Estado enfrentar a crise e ser um dos primeiros do País em investimentos

Postado por Marco Eusébio , 13 Dezembro 2017 às 14:30 - em: Principal

Prestes a iniciar seu derradeiro ano de mandato, Reinaldo Azambuja apresentou hoje à imprensa um balanço positivo de seus primeiros três anos de governo. O governador lembrou que assumiu o cargo num período em que o Brasil começou sua maior recessão e, para enfrentar a situação, enxugou a máquina reduzindo secretarias e cargos comissionados e buscou melhorar a eficiência de gestão e reduzir os custos com mais eficiência de resultados. 
 
O governador citou o teto de gastos implantado no Estado, a regulamentação de incentivos fiscais para atrair investimentos privados; a recente aprovação da reforma da Previdência estadual, sem a qual, disse, poderiam ser engessados investimentos futuros. Embora muitas vezes consideradas antipáticas, essas reformas, frisou, permitiram ao MS chegar até agora com o pagamento em dia dos servidores, "obrigação cumprida por pouquíssimos estados" e com sua capacidade de investimentos. Para Azambuja, toda a sociedade sul-mato-grossense ganha com isso.
 
"Hoje nós somos o segundo em número de investimentos do País; temos mais de R$ 1 bilhão em obras na área de infraestrutura; mais de R$ 700 milhões em obras na área de saneamento, vamos fazer o maior investimento em saneamento da história de Mato Grosso do Sul; somos hoje o quinto estado mais competitivo, conforme o ranking que analisa diversos perfis de desenvolvimento social, de equilíbrio fiscal, capacidade de desenvolvimento, logística, educação e segurança; somos o terceiro em geração positiva de empregos; o maior PIB em crescimento, mesmo na crise; o melhor estado em equilíbrio para investimentos externos; e o terceiro estado mais seguro, conforme mapa da violência", declarou.



Pesquisa estimulada aponta elevado índice de indecisos tecnicamente empatado com o líder Odilon de Oliveira em MS
Primeiro dentre os principais nomes a se anunciar como pré-candidato à disputa, Odilon de Oliveira (PDT) lidera a preferência de votos em pesquisa estimulada feita pelo Ranking Comunicação & Pesquisas divulgada hoje pelo site Diário da Mídia, do Toni Ueno, em Campo Grande. O juiz federal aparece na estimulada, com nomes apresentados ao eleitor, com 28.36%, seguido pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB) com 17.06%, tecnicamente empatado com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) com 16.13%. É elevado o índice de indecisos. Os que que não souberam ou não quiseram opinar são 27.77% e estão tecnicamente empatado com o líder. 
 
Vale lembrar que a pesquisa não cita o nome do prefeito Waldeli dos Santos Rosa, de Costa Rica, considerado "Plano B" do PMDB para o pleito. Os demais citados são Ricardo Ayache (PSB) com 3.63%, Henrique Mandeta (DEM) 2.73%, Alcides Bernal (PP) 1.70%, Coronel David (PSC) 1.13%, Suél Ferranti (PSTU) 0.83%, Cláudio Sertão (Podemos) 0.43% e Humberto Amaducci (PT) com 0.23%. 
 
NA ESPONTÂNEA, sem citar nomes ao eleitor, Odilon lidera com 18.36%, seguido por André (10.16%) e Azambuja (9.56%) tecnicamente empatados. Nesse caso, Ayache também lidera entre os demais com 2.16%.
 
EM REJEIÇÃO estimulada, citando nomes, o líder é André com 29.13%, Azambuja 30.56%, Bernal 17.63%, Mandetta 3.26%, David 2.50%, Ayache 2.13%, Odilon 1.43%, Amaducci 1.20%, Suél 0.70% e Sertão 0.53%. 
 
Conforme o site, a pesquisa foi feita de 4 a 12 deste mês em 17 municípios de MS, com 3.000 pessoais de 16 anos acima e a margem de erro é de 2,50 pontos para mais ou menos.



Decreto que regulamenta em MS a chamada Lei Anticorrupção foi publicado hoje no Diário Oficial do Estado

Postado por Marco Eusébio , 12 Dezembro 2017 às 17:00 - em: Principal

Empresas envolvidas em casos de corrupção estão impedidas de firmar contratos com o Governo de Mato Grosso do Sul, conforme decreto normativo do governador Reinaldo Azambuja publicado hoje no Diário Oficial do Estado, que regulamenta a Lei Federal n° 12.846, de 2013. "É a chamada Lei Anticorrupção, que torna mais ágil a punição de empresas que atuam à margem da lei", diz o controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo Girão. Na prática, as pessoas jurídicas que forem objetos de investigação na Justiça também passarão por processos administrativos dentro da Controladoria-Geral do Estado (CGE) e da Procuradoria-Geral (PGE), podendo sofrer sanções administrativas, como o impedimento de prestar serviço ao governo por até dois anos.




Rafael, Gabriel David (presidente da JPSDB-MS), Beto Pereira, Priscila Cruz e Ítalo Gusmão antes de embarcar para Brasília

Postado por Marco Eusébio , 09 Dezembro 2017 às 20:00 - em: Principal

A Juventude do PSDB nacional elegeu na madrugada deste sábado, em Brasília, sua nova comissão executiva para o biênio 2018-2019 que tem como presidente o estudante Marcos Saraiva (SP) e como primeiro-vice presidente Rafael Rodrigues, de Campo Grande, secretário de Formação Política da JPSDB-MS. A eleição, marcada por atrasos e tensão, foi além de uma simples disputa de jovens, pois marcou mais uma derrota interna do grupo ligado ao senador Aécio Neves. Apoiada pelos governadores Geraldo Alckmin (SP), Reinaldo Azambuja (MS) e pelo senador Tasso Jereissati (CE), a chapa vencedora derrotou a apoiada por Aécio, pelo agora ex-ministro Antonio Imbassahy (BA) e pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.



Comitiva de MS votou unânime em Alckmin, eleito hoje presidente nacional do PSDB em Brasília

Postado por Marco Eusébio , 09 Dezembro 2017 às 15:30 - em: Principal

O governador Geraldo Alckmin (SP) foi eleito neste sábado presidente nacional do PSDB para os próximos dois anos, por 470 votos a favor, três contra e uma abstenção, na convenção da sigla, em Brasília. Sua principal missão será tentar fazer decolar sua segunda candidatura à Presidência da República em 2018. 
 
Para isso, Alcmin terá de buscar unificar o partido, que passou por séria crise interna neste ano. Desde maio, Aécio Neves (MG) se licenciou da presidência após o escândalo da gravação em que pede R$ 2 milhões a Joesley Batista da JBS, o PSDB esteve sob comando provisório de quatro vice-presidentes. Aécio, inclusive, foi vaiado hoje ao chegar na convenção do partido em Brasília.
 

Embora o governador Reinaldo Azambuja não tenha participado do evento, a comitiva de delegados tucanos de MS, que incluiu o presidente da sigla deputado estadual Beto Pereira, a deputada Mara Caseiro, a vice-governadora Rose Modesto e o secretário Eduardo Riedel, votou unânime no novo presidente. A fase de efeito de Alcmin ao assumir o comando do PSDB foi "indignação e coragem para mudar o Brasil". Veja o vídeo.




Azambuja autorizou hoje a redução do ICMS do leite para indústrias de 10,2% para 1,4% válida a partir de sexta-feira

Postado por Marco Eusébio , 07 Dezembro 2017 às 15:30 - em: Principal


'Vamos salvar o Taquari', disse Reinaldo Azambuja após reunião de ontem com ministro Sarney Filho em Brasília

Postado por Marco Eusébio , 06 Dezembro 2017 às 17:30 - em: Principal

Até março de 2018, o governo federal lançará o edital de chamamento público para captar recursos, via conversão de multas ambientais devidas por terceiros à União, que serão investidos na recuperação e preservação da bacia hidrográfica do rio Taquari, em Mato Grosso do Sul. O compromisso foi assumido pelo ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, em reunião com o governador Reinaldo Azambuja, ontem, na Câmara dos Deputados. O processo será definido após a formatação do programa de intervenção no Taquari, que sofre há décadas um dos maiores desastres ambientais do Brasil. O Instituto do Meio Ambiente de MS (Imasul) prevê que as intervenções ambientais, sociais e econômicas vão consumir cerca de R$ 700 milhões a longo prazo.




Pedro Taques, Tião Viana, Evo Morales, Reinaldo Azambuja e Confúcio Moura posam para foto após reunião hoje em Brasília

Postado por Marco Eusébio , 05 Dezembro 2017 às 14:20 - em: Principal

Mato Grosso do Sul deve ampliar, a partir do início de 2018, a compra direta do gás natural boliviano dos atuais 600 mil m³ por dia para 2 milhões de m³/dia, para a termelétrica que está sendo implantada na divisa de Corumbá e Ladário. O acordo foi definido hoje pelo governador Reinaldo Azambuja, em reunião com Evo Morales, em Brasília, onde o presidente da Bolívia faz nesta terça-feira visita oficial a Michel Temer. Participaram do encontro os governadores Pedro Taques (MT), Confúcio Moura (RO) e Tião Viana (AC), estados que também fazem fronteira com a Bolívia e têm interesse no gás. O acordo será oficializado em Puerto Ustarez (Beni), no dia 30 de janeiro. "Vamos firmar o memorando de entendimento, que vai ter aval do governo federal, e com isso o estado ganha uma fonte de energia competitiva para atrair novos investimentos", disse Azambuja. "O Governo do Estado repassará o gás à iniciativa privada, sem onerar os cofres públicos e gerando receita com a venda e a arrecadação (12%) do ICMS", emendou.




Em coletiva com participação de deputados e da Fecomércio, Azambuja anunciou calendário de pagamentos dos servidores

Postado por Marco Eusébio , 04 Dezembro 2017 às 14:30 - em: Principal

Reinaldo Azambuja anunciou nesta segunda-feira que o salário dos servidores de Mato Grosso do Sul referente a novembro foi creditado hoje e estará disponível nesta terça para saques, informou que o décimo-terceiro será liberado no dia 14 para reforçar as vendas de Natal do comércio, e que a folha de dezembro estará disponível no dia 4 de janeiro. No total, explicou, serão colocados em circulação R$ 1,5 bilhão que devem aquecer a economia regional no período. "Isso mostra o quanto foi importante as atitudes que tomamos, algumas impopulares até, para sermos hoje um dos poucos estados brasileiros que consegue cumprir com o calendário e com a obrigação do pagamento dos seus servidores, e manter investimentos", disse o governador, citando, como exemplo, a lei que fixou o teto de gastos. "Hoje somos um Estado responsável, todos os poderes só vão gastar aquilo que arrecada, e isso dá uma estabilidade ao poder público", acrescentou, em coletiva de imprensa que contou com participação do presidente da Fecomércio, Edson Araújo, e deputados.