Campo Grande, Quinta-Feira , 18 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: procon

A meia acima faz parte da promoção 'só em tal tamanho'. Atenção: se você não procurar atentante o selo, poderá ser enganado

Postado por Marco Eusébio , 04 Janeiro 2018 às 09:00 - em: Papo de Arquibancada

Aviso aos navegantes. Faz alguns anos compro na Netshoes. Até este novo ano, nunca tive problemas. Além disso a compra online é prática, fácil, confiável e com bons preços. Por isso, resolvi comprar na Zattini, parceira deles, na promoção três por 99 reais. Perfeito. Até comprei de novo. Sem problemas. 
 
Vai daí que vi promoção similar na Netshoes início de ano. Furada. Na hora de fechar a conta, os 99 viraram por 178 reais, incluindo fretes. Liguei lá. A explicação foi a de que tais produtos são vendidos por empresas parceiras. Oras, então porque a Netshoes oferece seu nome na hora de propagandear? Não acessei sites das tais parceiras, aleguei. Fizeram ouvidos de mercador. 
 
Segunda explicação: o produto só está na promoção se for em determinada numeração, outro em determinada cor etc. Como saber isso? - perguntei. Você tem de ver o "selo", respondeu a atendende. 
 
Mas se esses produtos todos estão na seção da promoção, por quê eu tenho de ficar observando, um por um, se estão com o tal selo. Isso a moça não soube explicar. Só disse: você tem procurar o "selo". Me fez lembrar o Chicó, de o Auto da Compadecida do grande Ariano Suassuna, que, questionado sobre certos absurdos, respondia: "Não sei, só sei que foi assim".
 
Ou seja, propaganda enganosa. Coisa que não merece nem reclamação nos Procons da vida, que se dizem fiscalizadores quando interessa a eles, mas deveriam, de fato, fiscalizar e coibir essas enganações, sem ficar à espera de reclamações para fazer seu papel. 
 
No caso da compra acima, a atendente teve o bom senso de perguntar se eu queria cancelar o negócio. Diante de minha resposta afirmativa, de fato, ela cancelou, embora bastasse não pagar o boleto no prazo limite fixado para a compra ser cancelada.
 
Resumindo essa história da vida real, enquanto a venda online no Brasil seguir o lema das promoções das lojas de concreto, com "pegadinhas", e a fiscalização oficial só funcionar esperando reclames, embora faça questão de propagandear suas raras blitze, resta, ao virtual ou presencial consumidor, ficar atento, se não quiser, infelizmente, ser enganado.



Promoção que atrai consumidores em vendas online tem 518 lojas virtuais que devem ser evitadas, alerta o Procon-SP

Postado por Marco Eusébio , 15 Novembro 2017 às 11:00 - em: Principal

A Black Friday, uma das promoções mais aguardadas do varejo nacional vai acontecer na sexta-feira da semana que vem, dia 24, e o Procon-SP divulgou a "lista suja" atualizada no dia 10 deste mês com 518 lojas virtuais que devem ser evitadas pelo consumidor por causa de reclamações diversas, desde fretes muito caros, atraso nas entregas, produtos danificados ou que divergem do anunciado. Todas as lojas da lista foram notificadas sobre os problemas e, mesmo assim, não ofereceram solução aos casos ou não foram encontradas, conforme o Procon. Acesse aqui a lista. (Com Estadão)




A partir de denúncia, fiscalização amanheceu hoje no hipermercado Extra em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 25 Maio 2017 às 13:45 - em: Principal

Peixes em estado de decomposição, queijos com prazos de validade vencidos há mais de dez dias, produtos que não são de origem animal com prazo de validade expirado há mais de ano, alimentos armazenados em câmaras frias com temperatura abaixo do indicado foram irregularidades flagrados no hipermercado Extra, da Rua Maracaju, em Campo Grande, hoje pela manhã, em operação conjunta deflagrada a partir de denúncia ao Procon que envolveu a fiscalização do órgão estadual e municipal, a Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon) e a Vigilância Sanitária Municipal. Parte da câmara fria onde estavam os peixes estragados foi interditada e pelo menos 200 itens recolhidos. O superintendente estadual do Procon, Marcelo Salomão, disse ao Blog que operações desse tipo já foram feitas no Carrefour e em unidades da rede Comper e que mais de 1000 itens foram apreendidos. Ele avisa que as ações serão intensificadas. "Vamos ter uma agenda muito intensa daqui pra frente com esses estabelecimentos", informou. Ouça o áudio abaixo.