Campo Grande, Domingo , 19 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: polemica

Juninho 'expulsou' seguidores de Bolsonaro de seu perfil e Flávio Bolsonaro partiu para o contra-ataque

Postado por Marco Eusébio , 03 Outubro 2017 às 15:30 - em: Papo de Arquibancada

O ex-jogador Juninho Pernambucano avançou pela esquerda e disparou cartão vermelho expulsando eleitores de Jair Bolsonaro de seu perfil no Twitter ontem:

 

– "Não sabia que bolsominions me seguiam. Por favor não me sigam. Não quero quantidade de seguidores e sim qualidade humana e caráter deles!", disparou o ídolo do Vasco e do Lyon.

 

A postagem rendeu até agora quase cinco mil comenários na rede social, além de 16 mil retuítes e 48 mil curtidas.

 

Pela direita, o deputado Flávio Bolsonaro, filho do presidenciável, contra-atacou postando imagens de lideranças de esquerda amigos de Juninho no Twitter, como o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), com a frase "Diga-me com quem andas que te direi quem tú és!" (sic)

 




Mostra no Santander Cultural na capital gaúcha que iria até 8 de outubro foi cancelada depois de protestos nas redes sociais

Postado por Marco Eusébio , 11 Setembro 2017 às 19:20 - em: Principal

A polêmica da vez foi a mostra Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, que ficaria em cartaz até o dia 8 de outubro no Santander Cultural, em Porto Alegre, mas foi cancelada pelo banco devido a reclamação de alguns dos frequentadores e ampla campanha movida nas redes sociais, por entidades religiosas e o Movimento Brasil Livre (MBL). Custeada por renúncia fiscal por meio da Lei Rouanet, a exposição contava com 270 obras de 85 artistas, como Adriana Varejão, Cândido Portinari e Leonilson, sobre questões de gênero e diferenças abordando a temática sexual.
 



Siufi enviou moção de repúdio ao MEC e pediu o recolhimento do livro 'Enquanto o sono não vem'

Postado por Marco Eusébio , 23 Junho 2017 às 11:00 - em: Principal

O deputado estadual Paulo Siufi (PMDB) apresentou na Assembleia requerimento a ser encaminhado ao Ministério da Educação para que recolha o livro de contos "Enquanto o sono não vem", voltado a crianças de 6 e 8 anos, que aborda o tema do incesto. De autoria de José Mauro Brant (Editora Rocco), o livro é distribuído a alunos do primeiro ao terceiro ano do ensino fundamental por meio do Programa de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic).

Um dos contos, "A triste história de Eredegalda", fala de uma menina que se recusa a casar com o pai, é aprisionada em uma torre e acaba morrendo de sede. "Que educação e cultura traz um livro que sugere casamento entre pai e filha? Inaceitável isso. Contra todos os princípios familiares, é repugnante para a sociedade brasileira", disse Siufi, que também apresentou ontem uma moção de repúdio ao ministro José Mendonça Bezerra Filho (MEC) pela distribuição dos livros.

A obra também gerou polêmica em outros estados. No Espírito Santo, por exemplo, o livro foi retirado das escolas municipais pelas prefeituras da capital Vitória, e de cidades do interior.