Campo Grande, Domingo , 18 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: pgr

Cristiane Brasil agora é alvo de inquérito na PGR por acusações de associação ao tráfico de drogas no Rio

Postado por Marco Eusébio , 03 Fevereiro 2018 às 10:30 - em: Principal

A deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), nomeada por Michel Temer como ministra do Trabalho, é alvo de inquérito que apura suspeitas de tráfico de drogas e associação para o tráfico na campanha eleitoral de 2010, informa o Estadão de S.Paulo. A investigação foi enviada ontem à Procuradoria-Geral da República, porque ela tem foro privilegiado. O inquérito também apura suposto envolvimento no caso do deputado estadual Marcus Vinicius (PTB), ex-cunhado da parlamentar, e três assessores dela na época, acusados de dar dinheiro a traficantes de Cavalcanti, bairro pobre que é uma de suas bases eleitorais. Conforme as denúncias, assessores de Cristiane – que na época era vereadora licenciada como secretária municipal na gestão do então prefeito Eduardo Paes (MDB) – pagaram a traficantes para ter "direito exclusivo" de fazer campanha na região. Cristiane não se candidatou em 2010, mas apoiou a candidatura de Vinicius – então seu cunhado – à reeleição. Ela foi eleita deputada em 2014. Cristiane e Vinicius negam todas as acusações, diz o Estadão.




Tereza Cristina diz que nunca apoiou Eduardo Cunha e afirma que acusação contra ela é 'mentirosa'

Postado por Marco Eusébio , 23 Outubro 2017 às 10:00 - em: Principal

Diante das notícias de que foi citada pelo doleiro Lúcio Funaro em delação premiada à PGR como beneficiária de propinas e outras vantagens oferecidas pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a parlamentares, a deputada federal Tereza Cristina (PSB-MS) nega. "É mentirosa e sem fundamento a acusação de que teria recebido vantagens indevidas por parte do deputado cassado Eduardo Cunha", diz a deputa em nota enviada à imprensa no fim de semana. "Nunca fiz parte do seu grupo politico. Não votei nele para presidente da Câmara, pois meu partido tinha candidato, e votei a favor da sua cassação por quebra de decoro parlamentar", acrescenta a deputada que promete "tomar as providências judiciais cabíveis contra as mentiras".




Trecho da delação de Funaro à PGR e Joesley Batista com Michel Temer durante inauguração da Eldorado em Três Lagoas

Postado por Marco Eusébio , 19 Outubro 2017 às 13:30 - em: Principal

Michel Temer veio à inauguração da Eldorado celulose, em Três Lagoas (MS), em dezembro de 2012, como presidente em exercício, para prestigiar o evento da holdingJ&F dos irmãos Joesley e Wesley Batista "em sinal de agradecimento" por propina recebida do grupo, disse em delação premiada o doleiro Lúcio Funaro, que também esteve presente ao evento (leia aqui "O doleiro e o teco-teco em Três Lagoas). Funaro contou à Procuradoria-Geral da República (PGR), em 24 de agosto deste ano, que, além de Temer, o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (todos do PMDB) levaram 3,2% de cerca de R$ 32 milhões obtidos por empréstimo pela Eldorado da Caixa Econômica Federal. Funaro disse ainda que a propina foi paga a ele por meio de emissão de notas fiscais frias e que, em seguida, teria repassado o dinheiro para Cunha, "que ficou responsável por distribuir o montante entre Henrique Alves e Michel Temer". (Com CampoGrandeNews)




Carlos Marun, que estava fora do País, diz que está de volta nesta segunda-feira com as 'baterias recarregadas'

Postado por Marco Eusébio , 16 Outubro 2017 às 11:00 - em: Principal

Deputado da base aliada de Michel Temer que mais apareceu na imprensa nacional durante a primeira denúncia da PGR no Supremo contra o presidente, o sumiço de Carlos Marun (PMDB-MS) da mídia nestes dias que antecedem a votação da Câmara sobre a segunda denuncia contra o peemedebista causa estranheza. Neste domingo que expirou o feriadão prolongado, perguntei ao Marun a causa de seu "desaparecimento" e o deputado respondeu ao Blog: "Estive fora do País a semana inteira. Fui muitíssimo procurado, neste fim de semana, por praticamente todos os jornais, e as TVs Globo e Band. Nesta segunda-feira estou de volta, com as baterias recarregadas".




Entrevista de Eduardo Cunha à Época repercute no Twitter após postagem do editor-chefe da revista Diego Escosteguy

Postado por Marco Eusébio , 30 Setembro 2017 às 11:45 - em: Principal

Na primeira entrevista desde que foi preso há quase um ano, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) diz à revista Época que está negociando delação com a Procuradoria Geral da República sob comando de Rachel Dodge e afirma que não aceitou fechar acordo com Rodrigo Janot, porque o ex-chefe da PGR queria derrubar Michel Temer. E acusa o doleiro Lúcio Funaro de mentir para conseguir benefícios da delação: “Se eu conseguisse derrubar o Michel, Janot aceitava. Não topei mentir, confirmar o Joesley. O Lúcio topou". 
 



Aécio fica livre da prisão, mas está afastado do mandato de senador e não poderá deixar o País

Postado por Marco Eusébio , 26 Setembro 2017 às 18:30 - em: Principal

Por um placar apertado de 3 votos Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber a 2 de Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes, a Primeira Turma do Supremo voltou a afastar Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato de senador. Aécio também fica proibido de deixar o País. Unânimes, os cinco rejeitaram, entretanto, o pedido de prisão do tucano mineiro, feito pela Procuradoria-Geral da República.




Eunício, Cármen Lúcia, Temer, Raquel e Maia: só elas não são alvos de investigações da própria PGR

Postado por Marco Eusébio , 18 Setembro 2017 às 15:45 - em: Principal

A composição da mesa da solenidade da posse da nova procuradora-geral da República Raquel Dodge hoje pela manhã mostrou uma cena inusitada: a maioria dos cinco integrantes – o presidente da República Michel Temer e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia; e do Senado, Eucínio Oliveira – são alvos de pedidos de investigação da própria PGR ao Supremo. Só Raquel e a presidente do STF Cármen Lúcia não estão entre os alvos.




Janot recebeu arco e flecha dos índios Xokó ontem, seu último dia útil na PGR, quando entregou ao Supremo delação da OAS

Postado por Marco Eusébio , 16 Setembro 2017 às 09:00 - em: Principal

Se enganou quem imaginou que a denúncia contra Michel Temer foi a última flechada de Rodrigo Janot. Em seu último dia útil no cargo ontem, quando ganhou de procuradores e funcionários da Procuradoria Geral da República um arco e flecha dos índios Xokó do Sergipe por ter dito sobre seus últimos dias na PGR que "enquanto houver bambu, lá vai flecha", o procurador-geral entregou ao Supremo a colaboração premiada de executivos da OAS, que incluem documentos e gravações como provas, que pode complicar ainda mais a situação dos ex-presidentes Lula e Dilma e de aliados de Temer. Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS preso na Lava-Jato, compromete Lula no caso do tríplex e do sítio, além de envolver os senadores tucanos Aécio Neves e José Serra, diz a manchete de hoje do jornal O Globo. Janot segue no cargo até este domingo, véspera da posse de Raquel Dodge, que assumirá a função de procuradora-geral da República na segunda-feira.




Rodrigo Janot em contagem regressiva para deixar o comando do Ministério Público Federal

Postado por Marco Eusébio , 12 Setembro 2017 às 17:30 - em: Principal

Do site Migalhas jurídicas: "É como nos disse ontem Thiago Aragão, da consultoria Arko Advice: o furacão Janot saiu do nível 4 para o nível 3, e caminha rapidamente para o nível 2. Daqui a pouco vai virar um minuano, podendo se transformar num vento contrário vindo de Curitiba."




Janot deveria presidir a posse de sua sucessora Raquel Dodge, mas, conforme convite, foi substituído por Temer

Postado por Marco Eusébio , 11 Setembro 2017 às 13:20 - em: Principal

Do Ancelmo Gois em blog no O Globo:
 
"O convite para a posse de Raquel Dodge como procuradora-geral da República, dia 18, gera polêmica. Diz lá que a cerimônia será presidida por... Michel Temer. O normal é que o procurador- geral que está deixando o cargo presida o evento. Só que, como se sabe, não dá mais para chamar Janot e Temer para a mesma festa."