Campo Grande, Segunda-Feira , 26 de Junho - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: paulo-siufi

Siufi enviou moção de repúdio ao MEC e pediu o recolhimento do livro 'Enquanto o sono não vem'

Postado por Marco Eusébio , 23 Junho 2017 às 11:00 - em: Principal

O deputado estadual Paulo Siufi (PMDB) apresentou na Assembleia requerimento a ser encaminhado ao Ministério da Educação para que recolha o livro de contos "Enquanto o sono não vem", voltado a crianças de 6 e 8 anos, que aborda o tema do incesto. De autoria de José Mauro Brant (Editora Rocco), o livro é distribuído a alunos do primeiro ao terceiro ano do ensino fundamental por meio do Programa de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic).

Um dos contos, "A triste história de Eredegalda", fala de uma menina que se recusa a casar com o pai, é aprisionada em uma torre e acaba morrendo de sede. "Que educação e cultura traz um livro que sugere casamento entre pai e filha? Inaceitável isso. Contra todos os princípios familiares, é repugnante para a sociedade brasileira", disse Siufi, que também apresentou ontem uma moção de repúdio ao ministro José Mendonça Bezerra Filho (MEC) pela distribuição dos livros.

A obra também gerou polêmica em outros estados. No Espírito Santo, por exemplo, o livro foi retirado das escolas municipais pelas prefeituras da capital Vitória, e de cidades do interior.




Representante de mães de crianças fala com Siufi na Assembleia sobre irregularidades na Apae de Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 07 Junho 2017 às 19:00 - em: Principal

Após denúncia de irregularidades na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Campo Grande feitas hoje na Assembleia por Caroline Espíndola Corrêa, representante de mães das crianças atendidas pela instituição, o deputado Paulo Siufi (PMDB), que preside a Comissão de Saúde da Casa, vai visitar a entidade na sexta-feira para verificar a situação. Caroline diz que apesar do dinheiro público entregue por meio de emendas parlamentares, a entidade entrega órteses e próteses de "baixa qualidade" e está priorizando o atendimento a clientes particulares. "Vamos apurar tudo 'in loco' na sexta-feira. Depois teremos uma audiência pública e, se não for suficiente, vamos propor uma CPI para investigar as denúncias", diz Siufi.




Siufi durante discurso na Assembleia: duras críticas ao ministro engenheiro da Saúde

Postado por Marco Eusébio , 27 Abril 2017 às 10:20 - em: Principal

Embora do mesmo partido do presidente, o deputado estadual Paulo Siufi (PMDB) não poupou críticas ao ministro da Saúde do governo de Michel Temer, Ricardo Barros, pelo fechamento das farmácias populares criadas no Governo Lula, decisão que, afirmou, vai colocar em perigo a população mais carente em todo o Brasil.
 
Da tribuna da Assembleia, Siufi, que é médico, disse ter ficado surpreso em saber que o ministro é engenheiro civil, afirmou que ele não entende nada de saúde e está colocando "a população mais carente a perigo". "Se ele fosse médico", disse o pediatra, "eu ia acionar o Conselho Federal de Medicina" para que "enxergasse a maldade que fez e reabrir as farmácias populares".
 
Siufi também criticou o fato de o ministro ter dito em evento no Paraná, no ano passado, que "prefere médicos cubanos do que farmacêuticos ou benzedeiras atuando em locais de difícil acesso no País". Para ele, o engenheiro, além de falar sobre o que não entende, desrespeitou os farmacêuticos, categoria essencial à saúde como os demais profissionais do setor.
 
O Programa Farmácia Popular foi lançado em 2004, no primeiro mandato de Lula, para oferecer 112 medicamentos gratuitos ou com até 90% de desconto do valor de mercado. "A farmácia popular salvou muitas vidas no Brasil e é uma pena que o ministro tenha fechado em todo o país, porque ela atendia sim, quem mais precisava", afirmou Siufi.
 
No fim de março deste ano, o governo Temer anunciou que não vai mais financiar as unidades do Farmácia Popular a partir de maio. Caso os municípios optem pela manutenção das unidades, deverão arcar com os custos a partir do mês que vem, o que significa o fechamento da maioria.



Câmeras visam coibir fraudes e 'vendas' de carteira de motorista

Postado por Marco Eusébio , 24 Abril 2017 às 12:15 - em: Principal

Com base em reclamações de pessoas que afirmam ser intimidadas e reprovadas em provas práticas para tirar a Carteira de Habilitação, tendo de voltar à autoescola para fazer as aulas e pagar tudo de novo, o deputado Paulo Siufi (PMDB) cobrou do Detran-MS o cumprimento da Lei n° 4.537/14 que prevê monitoramento eletrônico desses testes. "Tem que haver limpidez das provas", disse Siufi ao protocolar o requerimento na Assembleia na quinta-feira anterior para que o Detran-MS mande instalar câmeras nos automóveis para captar imagens e conversas de instrutor e candidato durante os testes de direção, visando coibir fraudes nas provas e o risco de "venda" de carteiras de motorista.