Campo Grande, Segunda-Feira , 20 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: parque-dos-poderes

Medida compensatória pela remoção de 1.222 árvores será o plantio de 1.705 mudas de grande porte, informa a prefeitura

Postado por Marco Eusébio , 08 Novembro 2017 às 14:20 - em: Principal

Um dia depois de o deputado Amarildo Cruz (PT) denunciar em nota à imprensa desmantamento de árvores nativas no Parque dos Poderes (leia aqui), a Prefeitura de Campo Grande divulgou hoje em seu site que a obra visa a abertura de uma rua com cerca de 400m de extensão ligando, em sentido diagonal, a Avenida Mato Grosso (perto da rotatória com a Hiroshima), com a Rua Desemabrgador Leão Neto do Carmo onde ficam sedes de órgãos como o a Justiça Federal, o TRE-MS, a TVE Regional etc. Conforme a prefeitura, ao contrário do que disse o deputado, a obra tem licenciamento ambiental e a área de 1,5 hectare fica fora do perímetro do Parque Estadual do Prosa, de mata preservada, e foi doada pelo Estado ao Município para servir de traçado à nova via. "Como medida compensatória pela remoção de 1.222 árvores, a Semadur cobrou o plantio de 1.705 mudas de grande porte e o transplante de um pé de pequi", diz a nota.




Derrubada de árvores nativas do Parque dos Poderes foi flagrada hoje pela manhã pelo deputado Amarildo (ao centro)

Postado por Marco Eusébio , 07 Novembro 2017 às 16:30 - em: Principal

Mais um flagrante de desmatamento de árvores nativas no Parque dos Poderes, em Campo Grande, foi denunciado hoje pelo deputado estadual Amarildo Cruz (PT), desta vez nos fundos da Assembleia Legislativa. Amarildo disse que recebeu a denúncia pela manhã. "Fomos até o local e constatamos que a Prefeitura de Campo Grande autorizou a realização da obra que faz parte do Complexo Mata do Jacinto", declarou o deputado, frisando que a área deveria ser protegida pelo poder público pois concentra espécies raras de vegetação e é habitat de animais silvestres. O petista voltou a questionar o Ministério Público Estadual sobre a obra. "O MPE fez um levantando das espécies de árvores e a quantidade dos exemplares na área depois que a Procuradoria Geral do Estado deu início a um desmatamento na mesma área, alguns meses atrás. Quero saber se o órgão está de acordo com essa ação, se vai se manifestar", afirmou.




Amarildo Cruz promete se unir a entidades de classe na Justiça para derrubar todo o decreto do governo Azambuja

Postado por Marco Eusébio , 31 Agosto 2017 às 14:00 - em: Principal

Apesar de o governo de MS ter recuado no decreto contra protestos no Parque dos Poderes revogando inciso que só permitia "concentração de pessoas, eventos ou reuniões" na região com autorização prévia da Secretaria de Estado de Governo (leia a nota abaixo), a briga da oposição continua. O deputado Amarildo Cruz (PT) anunciou hoje na Assembleia que vai entrar com ação conjunta com várias entidades de classe na Justiça para derrubar o decreto em sua totalidade. "O decreto do Executivo é inconstitucional e afronta a liberdade e a dignidade humana, deixando claro o modelo de governo de exceção que administra Mato Grosso do Sul. Um governo que cerceia o direito do cidadão de se organizar e se manifestar. Por isso vamos impetrar uma ação conjunta, para derrubar de uma vez por todas esse retrocesso", disse Amarildo, que classificou o decreto como "um tiro no pé" do governo Azambuja.




Após manifestações contrárias, decreto normativo publicado hoje exclui veto a concentração de pessoas no Parque dos Poderes

Postado por Marco Eusébio , 31 Agosto 2017 às 13:00 - em: Principal

Diante de reações contrárias de sindicatos de servidores e de o deputado estadual Pedro Kemp (PT) propor reparo no texto e ameaçar acionar a Justiça (leia aqui) contra o decreto publicado ontem no Diário Oficial que vetava manifestações e protestos no Parque dos Poderes, sob argumento de preservar a área ambiental do centro político-administrativo de MS em Campo Grande, o governo recuou. Decreto normativo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) publicado hoje "revoga o inciso V do capt do art. 2º" do decreto anterior que proibia a "concentração de pessoas, eventos ou reuniões, independemente de sua finalidade, sem prévia autorização da Secretaria de Governo" no Parque dos Poderes.




Acampamento de policiais civis em frente a Governadoria seria um dos motivos do decreto classificado por Kemp como 'ditatorial'

Postado por Marco Eusébio , 30 Agosto 2017 às 12:20 - em: Principal

Gerou polêmica decreto publicado hoje pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que proíbe uso de aparelhos de som, apitos, queima de fogos, cartazes de propaganda e concentração de pessoas no Parque dos Poderes sem prévia autorização da Secretaria de Governo. A publicação diz que a medida visa "preservar o meio ambiente e a ordem e a segurança pública" na área de preservação ambiental onde estão sediados os três poderes estaduais em Campo Grande, mas sindicatos de servidores classificaram a proibição como censura aos protestos, como o acampamento realizado neste ano pelo Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS) em frente à Governadoria. O deputado estadual Pedro Kemp (PT) anunciou hoje na Assembleia que vai fazer um decreto legislativo para eliminar o trecho que proíbe aglomerações de pessoas sem autorização do governo. Se a proposta não for aprovada, Kemp promete acionar a Justiça contra a medida que classifica como "ditatorial".




Motorista pega cobra na pista e a devolve à mata nativa do Parque dos Poderes

Postado por Marco Eusébio , 27 Maio 2017 às 14:00 - em: Principal

"Em Campo Grande é assim, ó... A gente para o carro no meio da pista pro cara tirar a jibóia que tá no meio do caminho, entendeu?" - disse nosso leitor e assessor parlamentar Juliano Vaka ao filmar a inusitada cena em que um motorista, sem usar qualquer objeto de proteção, pega a cobra com as mãos joga ela "pedestre" que estava em perigo de volta à mata nativa da reserva do Parque dos Poderes, sede político-administrativa de MS. Veja o vídeo abaixo: