Campo Grande, Quinta-Feira , 18 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: nelsinho-trad

Nelsinho, Olarte e Bernal: acusados de improbidade administrativa pelo Ministério Público Estadual

Postado por Marco Eusébio , 12 Janeiro 2018 às 18:30 - em: Principal

O juiz David de Oliveira Gomes Filho, 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos da Capital, determinou o bloqueio de pouco mais de R$ 16 milhões em bens de três ex-prefeitos de Campo Grande: Nelsinho Trad (PTB), Alcides Bernal (Progressistas) e Gilmar Olarte (sem partido). A decisão, que atende pedido do Ministério Público Estadual (MPE-MS), em ação civil de improbidade administrativa no caso que apurou irregularidades e contratações fictícias de "funcionários fantasmas" em convênios com Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária e Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar). Cabe recurso.




Marquinhos disse que já conversou com os três candidatos: 'A partir de abril a gente vai se posicionar e toda a cidade vai ficar sabendo'

Marquinhos Trad (PSD) pretende anunciar a partir de abril qual candidato vai apoiar para o governo de Mato Grosso do Sul nas eleições deste ano. O prefeito de Campo Grande disse ao jornal Correio do Estado que já andou conversando sobre a sucessão estadual com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), com o ex-governador André Puccinelli (PMDB) e com o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT). "É lógico que vamos decidir por uma dessas candidaturas", afirmou. "A partir de abril a gente vai se posicionar e toda a cidade vai ficar sabendo", acrescentou o prefeito ao diário. Essa articulação deve unir os irmãos Trad e seus dois partidos. O PSD, que tem seu irmão Fábio Trad postulando a reeleição à cadeira de deputado federal, deve seguir junto com o PTB, presidido pelo ex-prefeito Nelsinho Trad, que pretende disputar uma cadeira no Senado, no apoio a um dos três candidatos.  




Ulisses e André: presidente do MDB de Campo Grande vê Mandetta 'muito mais próximo' de seu partido
Correu em grupo de políticos no WhatsApp em Campo Grande, ontem, versão de uma suposta chapa que poderia ser encabeçada pelo MDB em 2018: "André governador, Mandetta vice, Nelsinho e Moka para o Senado e os ex-deputados Arroyo e Paulo Duarte puxando a chapa proporcional". 
 
Indaguei ao presidente municipal do partido. Ulisses Rocha respondeu: 
 
– "Se for, não é ruim. Há muita conversa, mas de concreto, até agora, é que o MDB terá candidato ao governo".
 
Em seguida, o Ulisses fez questão de acrescentar: 
 
– "O Mandetta tem conversado muito com o ex governador André Puccinelli. E com a ida da deputada Tereza Cristina para o Democratas, o deputado Mandetta está muito mais próximo do MDB. Tendo em vista que o ministro Marun não será candidato em 2018, o MDB, que é um grande partido, pode transferir muitos apoios ao Mandetta. Ele tem convite do Podemos, mas entendemos que seu melhor caminho é o MDB."



Pesquisa divulgada hoje aponta preferência de votos para deputado federal em 17 municípios de MS

Postado por Marco Eusébio , 14 Dezembro 2017 às 15:30 - em: Principal


Eleito hoje presidente estadual do PSDB, Beto Pereira convidou o corumbaense Marcelo Iunes a ingressar no partido

Postado por Marco Eusébio , 11 Novembro 2017 às 16:00 - em: Principal

Enquanto o presidente estadual do PTB Nelsinho Trad prestigiava o lançamento da pré-candidatura do juiz Odilon de Oliveira pelo PDT ao governo de Mato Grosso do Sul, um importante integrante de seu partido também participava de ato político em Campo Grande na manhã deste sábado. Mas do lado oposto. O novo prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes (PTB), estava na convenção estadual do PSDB, onde foi exibido vídeo em homenagem ao recém falecido prefeito corumbaense Ruiter Cunha, que era filiado ao partido. Na ocasião, o novo presidente do PSDB, Beto Pereira, convidou Iunes a ingressar no ninho tucano. O pantaneiro ficou de pensar. Pássaros bicudos, entretanto, asseguram: só falta marcar a data para assinar a ficha.




Oscar Mendes teve a ficha de filiação abonada hoje pelo presidente regional do PTB Nelsinho Trad

Postado por Marco Eusébio , 07 Novembro 2017 às 17:45 - em: Principal

Quinze anos depois de deixar o partido, o empresário e servidor público Manoel Oscar Mendes, que foi membro do diretório municipal da sigla na época do ex-senador Lúdio Coelho, voltou a se filiar hoje ao PTB em Campo Grande, com ficha abonada pelo ex-prefeito e presidente estadual do partido, Nelsinho Trad. Oscar, que já foi diretor-geral da Câmara e é o servidor mais antigo em atividade na Casa, é também conhecido por ter sido durante quase 20 anos proprietário da Churrascaria de Maracaju, no Parque Laucídio Coelho, principal ponto de encontro de visitantes, expositores e políticos durante a exposição agropecuária anual, a Expogrande.




Presidente do PTB, Nelsinho disse ao Blog que o PDT o quer na chapa com Odilon para eleições de 2018 em MS

Postado por Marco Eusébio , 07 Outubro 2017 às 17:00 - em: Principal


Nelsinho e Zeca para o Senado: 'dobradinha' cogitada pelo petista foi criticada pelo ex-prefeito Bernal

Postado por Marco Eusébio , 15 Julho 2017 às 13:30 - em: Principal

Uma possível união do deputado federal Zeca do PT e o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PTB) em "dobradinha" para as duas vagas de MS no Senado em disputa nas eleições do ano que vem, foi criticada hoje pelo também ex-prefeito Alcides Bernal (PP). 
 
"Pega muito mal essa aliança. O povo não vai entender como pessoas tão antagonistas estão juntas", disse o progressista ao repórter Paulo Fernandes, do site Midiamax. "Mas eu acho bom porque já mostra quem são" emendou. No ano passado, Bernal apoiou Marquinhos Trad (PSD), irmão de Nelsinho, à sua sucessão. Embora exótica, a parceria não foi rejeitada pelo eleitor. Marquinhos acabou eleito. 
 
A suposta "dobradinha" com Nelsinho foi revelada por Zeca ao repórter no começo do mês (leia aqui), quando o ex-governador disse que falou de seu projeto a Lula, ao se reunir com o ex-presidente em ato do PT nacional em SP. 
 
Bernal, que completou ontem 50 anos, pretende disputar uma cadeira de deputado federal, mas não descarta voltar a concorrer ao Senado. A decisão sobre candidaturas, ponderou, só deve ocorrer no ano que vem.



Nelsinho sobre chapa com Pedro Chaves: 'Quem sabe...'

Postado por Marco Eusébio , 13 Abril 2017 às 17:00 - em: Principal