Campo Grande, Quinta-Feira , 22 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: mst

Cartaz anuncia criação de comitê em MS para 'defesa do direito de Lula ser candidato' em 2018

Postado por Marco Eusébio , 11 Janeiro 2018 às 16:30 - em: Principal

Um "Comite Estadual em Defesa da Democracia e do Direito do Lula ser candidato" será lançado no próximo sábado, dia 13, em Campo Grande, por lideranças do PT, PCdoB, MST, CUT, Adufms da Frente Brasil Popular MS. A secretária de Formação Política do PT-MS, Maria Rosana Gama, informa que o ato será a partir das 9h na sede da CUT (Travessa Edgar Gomes, nº 49, próxima à Feira Central). O evento acontece duas semanas antes de o TRF4 julgar recurso de Lula, condenado pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex. Se condenado em segunda instância, o petista poderá ter a candidatura à Presidência barrada pela Lei da Ficha Limpa.




José Rainha volta a defender o slogan 'Somos Lula e somos de luta' e convoca militância para o ato chamado 'janeiro quente'

Postado por Marco Eusébio , 05 Janeiro 2018 às 16:00 - em: Principal

O fundador e dissidente do MST José Rainha, que agora lidera a Frente Nacional de Lutas Campo e Cidade (FNL) e vem ampliando a ação do grupo em Mato Grosso do Sul, divulgou vídeo convocando "militantes, coordenadores, homens, mulheres e crianças" para o "grande janeiro quente". Entre as pautas, está o apoio a Lula, que no dia 24 será julgado em segunda instância pelo TRF-4 no caso triplex. "Será um dia de grandes mobilizações, de fechamento de estradas, ocupações", diz Rainha, que pede aos companheiros para que sejam "solidários" a Lula, defendam a reforma agrária e combatam o capitalismo visando as eleições deste ano. “Não somos contra as eleições. Mas nós temos que botar as pautas dos trabalhadores acima de tudo”, afirma. Veja o vídeo reproduzido pelo site Poder360:




André discursa no encontro promovido pela FNL com o presidente nacional do Incra, hoje, em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 18 Agosto 2017 às 17:00 - em: Principal

A presença de André Puccinelli (PMDB) chamou a atenção em meio a lideranças de esquerda como o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) e o deputado estadual Amarildo Cruz (PT) no encontro promovido hoje em Campo Grande pela Frente Nacional de Lutas (FNL), comandada por José Rainha (ex-líder do MST), com o presidente nacional do Incra, Leonardo Góes Silva, visando a retomada da reforma agrária em MS.
 
 
Embora num reduto inclinado à esquerda, não teve vaias ao ex-governador. Pelo contrário. Foram muitos aplausos e gente pedindo para tirar fotos ao lado de Puccinelli. Convidado a discursar, André declarou que, "como cidadão", estava ali apenas para dizer que vai se empenhar junto aos deputados federais para liberar recursos para que o Incra possa fazer a reforma agrária no estado. Por fim, recebeu até declaração de voto de liderança de um dos grupos de acampados presentes à sede do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS), caso volte a disputar o cargo de governador.



José Rainha no acampamento Zumbi dos Palmares, do MPL, à margem do macroanel em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 18 Agosto 2017 às 09:00 - em: Principal

A Frente Nacional de Lutas – Campo e Cidade, liderada pelo ex-líder do MST e dissidente do movimento, José Rainha, realiza nesta manhã de sexta-feira em Campo Grande seu Primeiro Encontro Estadual em Mato Grosso do Sul com um convidado importante para debater a retomada dos assentamentos rurais no estado: o presidente nacional do Incra, Leonardo Góes Silva. Marcado para iniciar às 9h, o evento acontece na sede do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS) no Bairro José Abrão. 
 
"SEM CORES PARTIDÁRIAS"
 
José Rainha diz que o objetivo da FNL é "fazer de fato" a reforma agrária no Brasil pressionando o governo para que promova a distribuição de terras às famílias que querem produzir no campo, sem cores partidárias. Para Rainha, a agricultura familiar é um caminho para o Brasil sair da crise, por gerar trabalho, renda e desenvolvimento local. “Nosso lema é Terra, Trabalho e Liberdade. Vamos negociar com quiser conversar conosco para garantir a reforma agrária ao nosso povo mais humilde, sem preocupação com ideologia e questão partidária", afirma.



Lula e Delcídio, que ironizou a escola que o MST fará para o ex-presidente nos estados do Nordeste

Postado por Marco Eusébio , 15 Agosto 2017 às 12:00 - em: Principal

Da coluna Painel, da Folha de S.Paulo:
 
"– 'O MST vai escoltar Lula na caravana. Lembra Mick Jagger em Altamont, quando os Hells Angels fizeram segurança dos Rolling Stones!'
 
Do ex-senador Delcídio do Amaral, ironizando a estrutura montada para o giro que Luiz Inácio Lula da Silva fará pelos Estados da região Nordeste."



Site DefesaNet diz que discurso de Gleisi, no Foro de São Paulo, teria sido um 'chamado geral' para a militância

Postado por Marco Eusébio , 08 Agosto 2017 às 15:00 - em: Principal

O site Defesa Net, que cobre a área militar, divulgou que serviços de inteligência do Brasil dão conta de que o PT e movimentos sociais como o MST e MTST, estão financiando militantes para ir à Venezuela "apoiar e dar suporte, inclusive no reforço das milícias, ao governo de Maduro contra as manifestações pela deposição do presidente". O site diz ainda que o pronunciamento da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, em favor do governo bolivariano na Venezuela e denominando de "golpe da direita reacionária" as manifestações de rua "foi um chamado geral para que a militância seguisse para a Venezuela". Leia aqui no DefesaNet.




Faixa entre bandeiras do MST na fazenda dos Maggi ocupada em Mato Grosso diz

Postado por Marco Eusébio , 25 Julho 2017 às 17:45 - em: Principal

Centenas de famílias lideradas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam na madrugada de hoje fazendas do Grupo Amaggi, da família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, no vizinho Mato Grosso; a fazenda Esmeralda, do empresário João Baptista Lima Filho, amigo do presidente Michel Temer, em Duartina (SP); e fazenda Santa Rosa, do ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, em Piraí (RJ). Conforme o site do MST, a ocupação das terras faz parte da jornada nacional de luta pela reforma agrária com o lema "Corruptos, devolvam nossas terras!". As ocupações também têm caráter político, pedindo o afastamento de Michel Temer da Presidência e eleições diretas já. Na fazenda dos Maggi em MT uma faixa ao lado de bandeiras do MST diz "Fora Temer, Maia, Maggi, Taques".