Campo Grande, Quarta-Feira , 20 de Setembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: lula

Condenado por Moro no caso do Triplex, Lula vira réu pela sétima vez. 'Dono da verdade', o petista diz que todos que o acusam mentem

Postado por Marco Eusébio , 20 Setembro 2017 às 09:00 - em: Principal

Lula virou réu pela sétima vez. O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) que acusa o petista de corrupção passiva por, supostamente, ter participado da "venda" da MP 471, de 2009, que prorrogou incentivos fiscais para montadoras instalavas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O caso revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo em 2015 foi investigado na Operação Zelotes. Lula é réu em outras seis ações na Justiça. Em uma, do triplex do Guarujá, foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro.




Apontado como elo do dinheiro das empreiteiras a Lula, Antonio Palocci confirma o que disse Delcídio em sua delação

Postado por Marco Eusébio , 17 Setembro 2017 às 13:30 - em: Principal

Do blog O Antagonista: "Vera Magalhães lembra no Estadão que as revelações do ex-senador Delcídio do Amaral, em delação premiada, sobre a cadeia de comando no PT e na relação do partido com as empresas, embora não tenham recibo, se mostraram precisas na descrição da engrenagem.
 
'Ele disse: Antonio Palocci era o elo que levava o dinheiro das empreiteiras a Lula.'
 
O elo, agora, está ligando todos os pontos."
 
Leia aqui (para assinantes) o artigo "Quando a máfia briga" da Vera Magalhães no Estadão.



Janot recebeu arco e flecha dos índios Xokó ontem, seu último dia útil na PGR, quando entregou ao Supremo delação da OAS

Postado por Marco Eusébio , 16 Setembro 2017 às 09:00 - em: Principal

Se enganou quem imaginou que a denúncia contra Michel Temer foi a última flechada de Rodrigo Janot. Em seu último dia útil no cargo ontem, quando ganhou de procuradores e funcionários da Procuradoria Geral da República um arco e flecha dos índios Xokó do Sergipe por ter dito sobre seus últimos dias na PGR que "enquanto houver bambu, lá vai flecha", o procurador-geral entregou ao Supremo a colaboração premiada de executivos da OAS, que incluem documentos e gravações como provas, que pode complicar ainda mais a situação dos ex-presidentes Lula e Dilma e de aliados de Temer. Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS preso na Lava-Jato, compromete Lula no caso do tríplex e do sítio, além de envolver os senadores tucanos Aécio Neves e José Serra, diz a manchete de hoje do jornal O Globo. Janot segue no cargo até este domingo, véspera da posse de Raquel Dodge, que assumirá a função de procuradora-geral da República na segunda-feira.




Lula e Palocci nos tempos de companheirismo petista, hoje de lados opostos divididos pela Lava Jato

Postado por Marco Eusébio , 15 Setembro 2017 às 17:30 - em: Principal

Em trecho da delação premiada de Antonio Palocci ainda não homologada, antecipado pela revista Veja, o ex-ministro revela que entregou dinheiro vivo ao ex-presidente Lula em pelo menos cinco encontros. Anunciando manchete da edição que vai às bancas neste fim de semana, o site da revista diz que o pagamento era feito pessoalmente por Palocci em pequenos pacotes de R$ 30 mil, R$ 40 mil e R$ 50 mil, frutos de propina da Odebrecht que eram gastos por Lula em despesas pessoais e com a família. O ex-ministro relatou, conforme a Veja, que quantias superiores eram repassadas a Lula por meio do sociólogo Branislav Kontic, então responsável pelo transporte e entrega da propina no Instituto Lula, em São Paulo. Na delação, Palocci diz Lula desviava dinheiro doado ao instituto, que mantinha uma contabilidade paralela para acobertar os desvios. A conta ilícita, relata o ex-ministro, era administrada pelo presidente da organização, Paulo Okamotto, que sempre negou qualquer irregularidade durante o seu comando à frente da entidade.




Vídeo postado hoje por Lula nas redes sociais tenta desqualificar denúncias de Palocci contra o ex-presidente

Postado por Marco Eusébio , 15 Setembro 2017 às 16:40 - em: Principal

Em vídeo postado hoje nos perfis oficiais de Lula nas redes sociais, a assessoria do ex-presidente afirma que seu ex-ministro Antonio Palocci faz "mentira premiada", permitida pelo juiz Sérgio Moro, para tentar condenar o petista sem provas e assim obter benefícios que amenizem sua pena. "É a espetacularização da mentira para impedir um direito básico do ex-presidente que é presunção da inocência", diz. Veja o vídeo postado no Twitter pelo perfil @LulapeloBrasil.




Ciro Gomes ganhou atrai apoio de artistas no Rio e busca se descolar da imagem de apoiador de Lula

Postado por Marco Eusébio , 15 Setembro 2017 às 12:15 - em: Principal

Ex-ministro e antigo aliado, que só defendia Lula até o primeiro semestre, Ciro Gomes agora sinaliza querer descolar da imagem de apoiador do petista e parte para o ataque. Um dia depois do novo depoimento do ex-presidente e réu ao juiz Sérgio Moro, o pré-candidato à Presidência pelo PDT disparou críticas ao petista em evento no Rio ontem. "Não é possível insultar a inteligência do povo brasileiro e manter essa narrativa [de perseguição política]". Para Ciro, a narrativa de Lula leva a população a perder a confiança nos partidos de esquerda.
 
O cearense disse que fatos como o PT ter apoiado a candidatura de Eunício Oliveira (PMDB-CE) para a presidência do Senado e Lula abraçar Renan Calheiros (PMDB-AL) em caravana no Nordeste enfraquecem o discurso de "golpe" para levar Michel Temer ao poder, já que os dois senadores votaram a favor do impeachment de Dilma.
 
"Nós estamos ferindo de morte a narrativa central de que ainda dava a nós alguma respeitabilidade na opinião pública progressista brasileira, que é a ideia de que o Brasil está sob um golpe de estado. Como é que eu posso então assistir na semana passada o Lula abraçado com [ex-presidente do Senado] Renan Calheiros (PMDB-AL), que era senador e votou pelo impeachment?", disparou o pedetista. No Rio, Ciro ganhou apoio de jornalistas da ABI e de artistas como de Caetano Veloso e Paulo Lavigne que parecem buscar uma nova opção à esquerda.



Lula em depoimento hoje em Curitiba: 'O Delcídio foi solto num pacto entre o Miller e a Globo pra fazer denúncia contra mim'

Postado por Marco Eusébio , 13 Setembro 2017 às 18:00 - em: Principal

No segundo depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, prestado hoje em Curitiba, sobrou para Delcídio do Amaral (MS). O ex-presidente disse que o ex-senador teria sido solto num pacto do ex-procurador Marcelo Miller e a Globo contra ele. "Eu, por exemplo, ví o Ministério Público me incluir na denúncia do Delcídio. Tem mais de vinte perguntas do Delcídio comigo nesse processo. E o Delcídio é um mentiroso, descarado, que foi solto num pacto entre o Miller e a Globo pra fazer denúncia contra mim", disparou o ex-presidente. Veja o vídeo.




Lula em depoimento hoje a Moro disse que vai rebater as acusações e afirmou: 'vocês viraram refém da imprensa brasileira' [sic]

Postado por Marco Eusébio , 13 Setembro 2017 às 17:30 - em: Principal

Em suas considerações finais do depoimento de 2 horas e 15 minutos prestado hoje ao juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, Lula foi advertido pelo magistrado que não era hora de fazer "campanha" nem "discurso", e que deveria se ater à ação em que é acusado de receber propinas da Odebrecht por meio de um terreno para o Instituto Lula e um apartamento vizinho ao seu em São Bernardo do Campo (SP). O ex-presidente, entretanto, discursou brevemente: rebateu a delação de seu ex-ministro Antonio Palocci, disse haver uma "caça às bruxas" contra ele, declarou que continuará rebatendo todas as ações do Ministério Público frisando que as denúncias contra ele não procedem e afirmou que tanto o MP como o Judiciário na Lava Jato estão sendo reféns da imprensa brasileira. Veja abaixo o vídeo.

 
VEJA aqui TODOS OS VÍDEOS DO DEPOIMENTO DE LULA HOJE DIVULGADOS PELA GAZETA DO POVO, DE CURITIBA.
 



Alvos de constantes delações, Lula fica mais dependente de uma militância ideológica ou, neste caso, 'religiosa'

Postado por Marco Eusébio , 12 Setembro 2017 às 12:20 - em: Principal

Por Hélio Schwartsman, na Folha de S.Paulo:
 
"A confissão de Antonio Palocci acaba com Lula? Bem, acho que dá para dizer que ela não ajuda o ex-presidente, mas me parece precipitado afirmar que encerre a carreira política do líder petista, que já conseguiu livrar-se de situações que pareciam impossíveis.
 
O primeiro ponto a considerar é que a bomba lançada por Palocci ainda está no terreno das declarações. O que ele diz tem peso por vir de quem vem, mas não chega a ser um "batom na cueca" como o vídeo de Rocha Loures com a mala de dinheiro.
 
Mais importante, a narrativa que Lula vinha usando para explicar seu envolvimento na Lava Jato — 'tudo não passa de perseguição política promovida pelas elites que não querem ver a vida dos pobres melhorar '— pode, sem grandes malabarismos, acomodar a transformação de Palocci: depois de sofrer meses de 'tortura psicológica' ao ser mantido injustamente na cadeia, ele desabou e agora acusa o ex-presidente apenas para deixar o cárcere.
 
Isso basta para que os petistas convictos, determinados a absolver o ex-presidente de qualquer pecado, continuem a crer na inocência de seu líder. A ideologia não precisa de mais do que um fiapinho de verossimilhança para nele agarrar-se até o fim.
 
A questão é que nem todo o mundo é igualmente ideológico. O grau com que as pessoas se prendem ao discurso de partidos (e religiões) segue uma distribuição normal, sendo que só uma minoria se mostra invulnerável a evidências empíricas contrárias a suas inclinações.
 
A multiplicação dos delatores que entregam o ex-presidente e das situações que ele próprio não consegue explicar a contento, um processo que teve início em 2005, tende a tornar Lula cada vez mais dependente de uma militância ideológica — exatamente o contrário da guinada para o centro que o elegeu em 2003. Minha impressão é que ele vai se transformando numa espécie de Maluf da esquerda."



Lavareda afirma que Marina Silva deve crescer, que Bolsonaro 'vai se desidratar' e diz que o PSDB deveria fazer prévias com Doria e Alckmin

Postado por Marco Eusébio , 08 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

Embora líder das pesquisas para a sucessão presidencial de 2018, Lula nem deverá ser candidato. A previsão é do cientista político Antonio Lavareda, presidente do Conselho Científico do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), do Recife, que já foi consultor de 91 campanhas eleitorais. Em entrevista à IstoÉ, Lavareda afirmou que a probalidade de Lula disputar as eleições "é próxima de zero". Sem o ex-presidente no páreo, ele acredita o ex-prefeito de SP Fernando Haddad será o candidato pelo PT e a esquerda terá ainda a opção de Ciro Gomes (PDT). Para Lavareda, Marina Silva (Rede) pode crescer, e Jair Bolsonaro, em segundo nas pesquisas hoje, "vai se desidratar". Resta saber se os partidos de centro, como PSDB, PMDB e DEM, vão se unir ou se seguirão divididos. Unidos, podem chegar ao segundo turno e ganhar, avalia o cientista político. O problema é que o prefeito João Doria e o governador Geraldo Alckmin travam uma luta fraticida pela vaga do PSDB. Para Lavareda, a melhor solução para os tucanos seria fazer prévias para escolher um dos dois.