Campo Grande, Terça-Feira , 12 de Dezembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: lava-jato

Se for condenado em segunda instância, Lula ficará inelegível pela Lei da Ficha Limpa, mas poderá recorrer contra a decisão

Postado por Marco Eusébio , 12 Dezembro 2017 às 19:30 - em: Principal

Foi marcado para o dia 24 de janeiro o julgamento do recurso de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no caso do triplex, em que o ex-presidente foi condenado pelo juiz Sérgio Moro. Se condenado em segunda instância, o petista ficará inelegível pela Lei da Ficha Limpa, mas ainda assim poderá recorrer para tentar voltar a ser candidato à presidente do Brasil em 2018. A data gerou protesto de petistas nas redes sociais. O senador Lindbergh Farias atacou o TR4 reclamando da "tramitação recorde". Ele e a senadora e presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann classificaram a decisão do TRF4 como "perseguição" a Lula. Veja abaixo.




Luciano Flores, que participou da condução coercitiva e do interrogatório de Lula no ano passado

Postado por Marco Eusébio , 01 Dezembro 2017 às 09:00 - em: Principal

O delegado Luciano Flores, ex-integrante da Lava Jato, deverá assumir o cargo de superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, conforme Matheus Leitão em blog no G1. "Luciano participou da condução coercitiva e do interrogatório do ex-presidente Lula em março de 2016. Depois de sair da equipe da Lava Jato, ele atuou na superintendência do Espírito Santo", diz Leitão.




Postado por Marco Eusébio , 30 Novembro 2017 às 16:20 - em: Principal

A corrupção no Brasil depois da Lava Jato... "Segue igual, só mais escondida". Essa foi a opção mais votada sobre o assunto pelos leitores, na Enquete encerrada hoje no Blog. Veja acima.




Procuradores da Lava Jato de SP, RJ e PR reunidos hoje no Rio para traçar estratégias conjuntas para 2018

Postado por Marco Eusébio , 27 Novembro 2017 às 16:20 - em: Principal

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, procurador Deltan Dallagnol, afirmou hoje no Rio de Janeiro que 2018 será o ano da "batalha final da Lava Jato" e pediu apoio da sociedade para que fique alerta e eleja só políticos comprometidos no combate à corrupção. As declarações foram feitas em encontro de procuradores da Lava Jato em Curitiba, no Rio e em São Paulo para discutir estratégias conjuntas para o ano que vem. "Quando falamos que 2018 é o ano-chave da Lava Jato é por dois motivos: avançar as investigações sem retrocesso porque, se houver pessoas acuadas pelo combate à corrupção, a tendência é agirem como agiram na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio, onde deputados buscaram livrar colegas presos) para se proteger. Uma renovação no Congresso pode nos levar àquilo que a sociedade realmente espera, que é a redução dos níveis de corrupção. Dependemos de reformas sistêmicas que só podem ser feitas pelo Congresso", afirmou.




Postado por Marco Eusébio , 24 Novembro 2017 às 11:15 - em: Principal

A corrupção diminui ou não no Brasil depois da Lava Jato e demais operações da PF e MPF, na sua opinião? Responda votando à direita (conectado ao Facebook) na nova Enquete do Blog!




Delegado Fernando Segóvia, que comandou a PF no Maranhão, teria sido indicado a Michel Temer por José Sarney

Postado por Marco Eusébio , 08 Novembro 2017 às 17:00 - em: Principal

Pressionado pelo PMDB, Michel Temer decidiu nomear o delegado Fernando Segóvia como diretor-geral da Polícia Federal no lugar do delegado Leandro Daiello, que havia sido nomeado em 2016 no governo Dilma Rousseff e esteve à frente da corporação durante todo o curso da Operação Lava Jato. A colunista do G1 Andréia Sadi, diz que o ex-presidente José Sarney fez lobby junto a Temer pelo nome de Segóvia, que foi superintendente da PF no Maranhão. 
 
À GloboNews, o novo diretor-geral da PF afirmou que vai dar continuidade "ao belíssimo trabalho de Leandro Daiello" e prometeu "ampliar" a Lava Jato. Entretanto, o blog do Matheus Leitão, também no G1 da Globo, informa que membros da PF disseram ser "um momento de apreensão, já que integrantes e ex-integrantes do governo Temer foram alvos de investigações". Na avaliação desses policiais, esse tipo de mudança "não é usual", uma vez que o mandato de Temer acabará no ano que vem, diz Leitão.



Defesa pede absolvição de Lula alegando ser 'fantasiosa' delação de Delcídio sobre compra do silêncio de Cerveró

Postado por Marco Eusébio , 07 Novembro 2017 às 14:15 - em: Principal

A defesa de Lula protocolou hoje na 10ª Vara Federal de Brasília, pedido para que seja a anulada a delação do ex-senador Delcídio do Amaral e a absolvição do ex-presidente na ação penal que trata da suposta compra do silêncio de Nestor Cerveró visando obstrução da Lava Jato. Os advogados Cristiano Zanin e José Roberto Batochio afirmam que os depoimentos "demonstraram, de forma clara e absoluta, ser fantasiosa" a versão apresentada por Delcídio no acordo de colaboração premiada e pedem a absolvição de Lula com base na "inexistência de prova do fato imputado". (Com Estadão)




Defesa diz que delação de Delcídio foi fundamental para condenações de Lula e Bumlai na Lava Jato

Postado por Marco Eusébio , 31 Outubro 2017 às 17:45 - em: Principal

A defesa de Delcídio do Amaral enviou à Justiça na semana passada relatório de 226 paginas em defesa de sua delação premiada, que está sendo contestata pelo Ministério Público Federal. Os advogados afirmam que as informações do ex-senador contribuíram para a Lava Jato, e até para as condenações de Lula e de José Carlos Bumlai. "Delcídio aproveita para espinafrar o ex-procurador da República Marcello Miller, a quem acusa de armar uma farsa para incriminá-lo. Foi Miller, de acordo com o ex-senador, quem orientou Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, a gravar uma conversa em que Delcídio discutia meios de Cerveró esconder do Ministério Público informações preciosas para a Lava Jato", diz o blog Expresso da Época.




Rodrigo Maia (DEM-RJ) desengavetou projeto do 'abuso de autoridade' que pode barrar investigações como as da Lava Jato

Postado por Marco Eusébio , 27 Outubro 2017 às 17:45 - em: Principal

Um dia depois de a Câmara derrubar a segunda denúncia contra Michel Temer, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criou ontem uma comissão para analisar o projeto de lei sobre abuso de autoridade, que foi aprovado no Senado e estava parado hvia seis meses na Casa. A proposta é vista por juízes e procuradores como tentativa de barrar operações como a Lava-Jato, pois visa a coibir supostos "exageros de autoridades" em apurações criminais, especialmente em relação às prisões preventivas e conduções coercitivas. 




Aécio à imprensa em 2015 sobre Delcídio: 'A nossa interpretação é que a decisão deve se dar por votação aberta'

Postado por Marco Eusébio , 16 Outubro 2017 às 13:30 - em: Principal

As voltas que o mundo dá. Embora hoje senadores aliados de Aécio Neves (PSDB-MG) tentem fazer com que seja secreta a votação que vai definir o futuro do mandato do tucano mineiro no Senado, nem sempre pensaram assim. O próprio Aécio, juntamente com os senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), José Agripino (DEM-RN) e Ronaldo Caiado (DEM-GO), assinou requerimento ao Supremo em 2015, após a prisão de Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), para que fosse aberta a votação no Senado para decidir o destino do então senador sul-mato-grossense, lembra o blog Maquiavel da revista Veja. Em coletiva de imprensa à época, Aécio pedia pressa na votação sobre Delcídio e voto aberto. "Na nossa interpretação, a manifestação, por maioria do Senado Federal, deve se dar por votação aberta", afirmava o tucano. Veja o vídeo.