Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: jose-sarney

Delegado Fernando Segóvia, que comandou a PF no Maranhão, teria sido indicado a Michel Temer por José Sarney

Postado por Marco Eusébio , 08 Novembro 2017 às 17:00 - em: Principal

Pressionado pelo PMDB, Michel Temer decidiu nomear o delegado Fernando Segóvia como diretor-geral da Polícia Federal no lugar do delegado Leandro Daiello, que havia sido nomeado em 2016 no governo Dilma Rousseff e esteve à frente da corporação durante todo o curso da Operação Lava Jato. A colunista do G1 Andréia Sadi, diz que o ex-presidente José Sarney fez lobby junto a Temer pelo nome de Segóvia, que foi superintendente da PF no Maranhão. 
 
À GloboNews, o novo diretor-geral da PF afirmou que vai dar continuidade "ao belíssimo trabalho de Leandro Daiello" e prometeu "ampliar" a Lava Jato. Entretanto, o blog do Matheus Leitão, também no G1 da Globo, informa que membros da PF disseram ser "um momento de apreensão, já que integrantes e ex-integrantes do governo Temer foram alvos de investigações". Na avaliação desses policiais, esse tipo de mudança "não é usual", uma vez que o mandato de Temer acabará no ano que vem, diz Leitão.



Renan, Juca e Sarney estão entre os sete denunciados por Janot que arrolou Delcídio entre as testemunhas

Postado por Marco Eusébio , 09 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

O ex-senador Delcídio do Amaral (MS), o empresário Marcelo Odebrecht e o doleiro Lúcio Funaro está entre um grupo de delatores indicado por Rodrigo Janot como testemunhas na denúncia feita ontem ao Supremo contra cinco integrantes da cúpula do PMDB no Senado –  Renan Calheiros (AL), Edison Lobão (MA), Jader Barbalho (PA), Romero Jucá (RR) e Valdir Raupp (RO) – o ex-senador e ex-presidente José Sarney (PMDB) e o ex-senador pelo PSDB e ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Acusados de organização criminosa pela PGR, os sete teriam recebido R$ 864,5 milhões em propina de fornecedores da Petrobras e da subsidiária Transpetro. Além de prisão, o procurador-geral pede ao STF que todos paguem R$ 200 milhões, metade como devolução de desvios e outra metade como indenização por danos morais, e que os senadores percam os mandatos. Os denunciados negam irregularidades. (Com Época e G1)




José Sarney teve 7% de aprovação em 1989 e Temer agora só tem 5%: empate técnico pela margem de erro, diz Ibope

Postado por Marco Eusébio , 27 Julho 2017 às 14:30 - em: Principal

A aprovação do governo Michel Temer que antes da delação da JBS já era péssima, de apenas 10% em março, despencou pela metade. Só 5% da população aprovam o atual governo, reprovado por 70% diz pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada hoje. Outros 21% consideram governo "regular" e 3% não souberam ou não opinaram. O Ibope diz que é a pior aprovação de um ocupante do Planalto desde o início da série, em março de 1986. Antes, a pior aprovação cabia a José Sarney com 7% em junho/julho de 1989, época da hiperinflação. Pela margem de erro de dois pontos, ambos ficaram empatados. O Ibope diz que ouviu 2.000 eleitores de 13 e 16 deste mês em 125 municípios brasileiros.




José Sarney foi visitar seu aliado e conterrâneo João Alberto que passou mal e foi levado para o Instituto do Coração

Postado por Marco Eusébio , 27 Junho 2017 às 14:40 - em: Principal

O senador João Alberto Souza (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética do Senado que arquivou pedidos de cassação do mandato de Aécio Neves (PSDB-MG) alegando que o tucano foi vítima de uma armação de Joesley Batista, passou mal em seu gabinete nesta tarde e levado para exames no Instituto do Coração, em Brasília. "Aliado histórico de João Alberto, o ex-presidente José Sarney, que está na capital federal, foi pro hospital visitá-lo assim que soube da notícia", diz Gabriel Mascarenhas no blog Radar da Veja.




Governo de Michel Temer é desaprovado por 69% e outros 23%

Postado por Marco Eusébio , 24 Junho 2017 às 12:20 - em: Principal

Só 7% dos brasileiros aprovam a administração do presidente Michel Temer como ótima ou boa, aponta pesquisa pesquisa Datafolha divulgada hoje pela Folha de S.Paulo. É o pior índice em 28 anos: só José Sarney teve aprovação pior, de 5%, em setembro de 1989, durante a crise da hiperinflação, diz o jornal. Para 69% a atual gestão é ruim ou péssima e 23% avaliam como regular, conforme a nova pesquisa que ouviu 2.771 pessoas de quarta-feira a sexta-feira em todo o País. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.




Postado por Marco Eusébio , 05 Junho 2017 às 17:00 - em: Principal

Do Lauro Jardim em blog no O Globo:
 
"Eis uma lista de quem Michel Temer tem ouvido com atenção nestas duas semanas de crise: Gilmar Mendes, Moreira Franco, general Sérgio Etchegoyen, Torquato Jardim, José Sarney e, acredite, os deputados peemedebistas Darcísio Perondi e Carlos Marun."



Jucá, Sarney e Renan: assessores na mira da Polícia Federal

Postado por Marco Eusébio , 28 Abril 2017 às 14:15 - em: Principal

A Polícia Federal deflagrou hoje a segunda fase da Operação Satélites. Os principais alvos são pessoas ligadas a figurões do PMDB sob investigação no Supremo, como Renan Calheiros, José Sarney e Romero Jucá. A ação visa aprofundar investigações de desvios na Transpetro, com base na delação de Sérgio Machado, ex-presidente da estatal. Um dos investigados hoje é o advogado Bruno Mendes, ligado a Renan, que já foi assessor do senador e gravado em uma das conversas de Machado entregues à Lava Jato. "Um advogado, identificado como Amaury Cezar Piccolo, próximo a José Sarney, está entre os alvos da PF" diz o blog Radar da Veja, acrescentando que também estão na mira "personagens que orbitam em torno de outros figurões do PMDB em Alagoas, Tocantins, Maranhão, Rio Grande do Norte, Sergipe e Roraima".




Sarney que virou senador pelo Amapá com aposentadoria tríplice do Maranhão

Postado por Marco Eusébio , 19 Abril 2017 às 17:00 - em: Principal

Enquanto  brasileiros aguardam com apreensão o desenrolar da reforma da Previdência, o ex-presidente da República e do Senado José Sarney (PMDB) trava uma batalha judicial para manter sua tripla aposentadoria, que lhe garante uma renda de R$ 73 mil por mês, mais do que o dobro do teto constitucional para servidor público no País, o salário de um ministro do Supremo, hoje fixado em R$ 33,7 mil. Sarney foi condenado pela Justiça Federal em Brasília a devolver aos cofres públicos tudo o que recebeu acima desse teto desde 2005 e está recorrendo contra a decisão. O montante anterior não foi cobrado por ter prescrito – ou seja, o Estado perdeu o prazo para reivindicá-lo. O maranhense acumula uma pensão no valor de R$ 30.471,11 mil como ex-governador do Maranhão, outra de R$ 14.278,69  mil como servidor aposentado do Tribunal de Justiça daquele Estado e mais R$ 29.036,18 mil como ex-senador. Leia mais aqui no Congresso em Foco.