Campo Grande, Sábado , 27 de Maio - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: jbs

Caiado (DEM-GO) recuou do projeto para perdoar dívidas com o Funrural que iria beneficiar a JBS

Postado por Marco Eusébio , 24 Maio 2017 às 15:45 - em: Principal

Por Gabriel Mascarenhas no blog Radar da Veja:
 
"Ronaldo Caiado apresentou no início do mês um projeto de lei para perdoar as dívidas de produtores com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). Estava tudo muito bem, tudo muito bom, uma vez que Caiado, ruralista de carteirinha, ia capitalizar a medida com seu eleitorado-alvo.
 
Tudo certo, até o furacão Joesley Batista virar a república do avesso. Caiado se deu conta de que, se aprovada, sua proposta beneficiaria enormemente a JBS. Ontem, para evitar as pedradas que certamente viriam em sua direção, o senador desistiu da iniciativa e retirou o projeto de tramitação.
 
Agora, ele começou a apagar o incêndio com os outros produtores, que contavam com a benesse para aliviar seus caixas."



Contra o monopólio da JBS no setor frigorífico, pecuaristas estão se unindo em Mato Grosso

Postado por Marco Eusébio , 23 Maio 2017 às 20:00 - em: Principal

"A JBS já começa a enfrentar outros problemas devido à crise instaurada. Incomodados com a hegemonia da empresa no Mato Grosso, que detém 50 por cento dos frigoríficos no estado, um grupo de médios e pequenos pecuaristas solicitou uma reunião com o vice-governador Carlos Fávaro, que é do setor produtivo, para discutir formas de barrar essa concentração. Além de ser o estado que mais produz bovinos do país, também é onde a JBS tem maior atuação. A reunião será amanhã, em Cuiabá", diz o blog Radar da Veja.




Mochi e Azambuja durante reunião em que o governador apresentou hoje sua defesa à Assembleia

Postado por Marco Eusébio , 23 Maio 2017 às 14:00 - em: Principal

Um dia depois de anunciar à imprensa que vai "até o fim" para desmentir as acusações do empresário Wesley Batista, da JBS, de que tenha recebido propina para conceder benefícios fiscais ao frigorífico em MS em esquema iniciado na gestão do ex-governadoro Zeca do PT, mantido por André Puccinelli (PMDB) e chegado até seu mandato, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) apresentou hoje de manhã à presidência da Assembleia notas e outros documentos, em sua defesa aos deputados. O presidente da Casa, Júnior Mochi (PMDB), anunciou que será aberta uma comissão especial para apurar a denúncia contra o governador, solicitada hoje pelo deputado Pedro Kemp, em nome da bancada do PT. Líder do PSDB, Beto Pereira pediu a inclusão nessa investigação dos ex-governadores Zeca e André, omitidos no pedido dos petistas. Enquanto isso, vários políticos dos mais diversos partidos, inclusive alguns que se apressaram em atacar o governador tucano de olho nas eleições de 2018, começam a aparecer em listas de beneficiados por doações da JBS.




Azambuja vai receber jornalistas hoje na Governadoria para falar sobre denúncias de Wesley Batista

Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 11:00 - em: Principal

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) convocou hoje a imprensa para falar sobre as declarações do empresário Wesley Batista, do JBS, que em delação à Lava Jato, denunciou suposto esquema de propina paga a governantes de Mato Grosso do Sul para obter benefícios fiscais iniciado na época de Zeca do PT, mantido na de André Puccinelli (PMDB) e chegado à sua gestão. A coletiva será a partir das 16h na Governadoria. Reinaldo tem afirmando concessões fiscais em sua gestão foram feitas visando atrair empresas e a geração de empregos.




Sessão extraordinária do Conselho da OAB-MS cuja decisão foi encaminhada ao Conselho Federal

Postado por Marco Eusébio , 20 Maio 2017 às 13:00 - em: Principal


Acusado de iniciar a cobrança de propina, Zeca acusa Wesley que querer se beneficiar com delação

Postado por Marco Eusébio , 19 Maio 2017 às 19:45 - em: Principal

Em reação à divulgação do depoimento em delação premiada de Wesley Batista, do grupo JBS, que acusa ele e seus dois sucessores de receberem propina para conceder isenções fiscais ao grupo frigorífico em Mato Grosso do Sul (leia aqui), o deputado federal e ex-governador Zeca do PT afirmou hoje que "nunca pediu e nem tomou conhecido de que alguém tenha pedido propina ao referido grupo em seu nome ou em nome do governo", e diz não temer a "alardeada delação". Leia, abaixo, a íntegra:
 
"NOTA SOBRE A CITAÇÃO NA DELAÇÃO DO JBS
 
O deputado Zeca do PT não tem o menor temor da alardeada delação dos executivos do grupo JBS, já que na condição de ex-governador do Estado, nunca pediu e nem tomou conhecimento de que alguém tenha pedido propina ao referido grupo em seu nome ou em nome do seu governo.
 
Resta desafiado que seja apresentado qualquer prova ou indício do fato aludido na referida delação.
 
O Deputado Zeca do PT confia que o poder judiciário ao final da apuração saberá distinguir as verdadeiras imputações daquelas que tem um único propósito: Obter benefício com uso indevido da delação premiada.
 
Deputado Federal Zeca do PT
19/05/2017"



Aécio e Michel Temer: principais alvos da delação apocalíptica de Joesley Batista, da JBS

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 20:00 - em: Principal

Do Fausto Macedo em blog no Estadão:
 
"Chama Operação Patmos, a ação da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República que nesta quinta-feira, 18, cercou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), prendeu sua irmã Andrea e seu primo Fred.
 
Patmos é uma pequena ilha da Grécia no mar Egeu. É conhecida por seu o local para onde o apóstolo João foi exilado, segundo o livro bíblico de Apocalipse. Ali, João recebeu as revelações do apocalipse.
 
Com Patmos, a Procuradoria-Geral da República anuncia o apocalipse político."



Alvo da delação da JBS, Aécio Neves deixa presidência nacional do PSDB

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 16:45 - em: Principal

Sob pressão, depois de ser afastado do cargo de senador pelo Supremo, Aécio Neves anunciou há pouco que está se "licenciando' da função de presidente nacional do PSDB. Em consenso das bancadas do partido na Câmara e no Senado, o senador Tasso Jereissati (CE) foi indicado para comandar a sigla.
 
Veja abaixo o comunicado de Aécio enviado de Brasília pelo jornalista Clodoaldo Silva ao Blog:
 
"Comunicado do senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB
 
Em razão das ações promovidas no dia de hoje contra mim e minha família, quero afirmar que, a partir de agora, minha única prioridade será preparar minha defesa e provar o absurdo dessas acusações e o equívoco dessas medidas.
 
Me dedicarei diuturnamente a provar a minha inocência e de meus familiares para resgatar a honra e a dignidade que construí ao longo de meus mais de trinta anos de vida dedicada à política e aos mineiros em especial.
 
O tempo permitirá aos brasileiros conhecer a verdade dos fatos e fazer ao final um julgamento justo.
 
Para isso, decidi licenciar-me hoje da Presidência do PSDB que ocupo há mais quatro anos com extrema honra e dedicação. O Brasil precisa que o PSDB continue a ser o fiador das importantes reformas que vêm mudando o país.
 
Depois de ouvir inúmeros companheiros e seguindo o que determina o nosso Estatuto, estou apresentando à Executiva o nome do senador Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, para assumir nessa interinidade a presidência do partido.
 
Estou seguro de que, sob seu comando, com o apoio de nossos governadores e prefeitos, de nossas bancadas no Senado e na Câmara, dos nossos diretórios estaduais, de nossos líderes municipais e de todos nós, ele fará o partido seguir de forma firme e corajosa sua vitoriosa trajetória.
 
Aguardarei com firmeza e serenidade que as investigações ocorram e estou certo de que, ao final, como deve ocorrer num país onde vigora o Estado de Direito, a verdade prevalecerá e a correção de todos os meus atos e de meus familiares será reconhecida.
 
Senador Aécio Neves
Presidente Nacional do PSDB"



Com divulgação da delação da JBS, bolsas despencaram e dólar disparou hoje

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 16:30 - em: Principal

Por Lydia Medeiros em O Globo:
 
"O mercado financeiro estava morno ontem, com avaliações positivas sobre a aprovação das reformas.
 
Mas, no fechamento, viu-se que a JBS comprou dólares em grandes quantidades.
 
Agora sabe-se a razão."



Aécio foi afastado do cargo de senador e sua irmã Andrea foi presa hoje pela Polícia Federal

Postado por Marco Eusébio , 18 Maio 2017 às 11:15 - em: Principal