Campo Grande, Terça-Feira , 23 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: golpistas

Delegado Elton Galindo avisa na TV que quem caiu no golpe vai ter de explicar porque mandou dinheiro a estranho

Postado por Marco Eusébio , 22 Janeiro 2018 às 17:15 - em: Principal

Golpistas estão usando o nome do ex-presidente do Detran-MS, o advogado Gerson Claro, para oferecer, via WhatsApp, venda de carteira de habilitação (CNH) sem precisar passar pelos testes no órgão, por mil reais, e também "retirar multas" de veículos. O caso foi denunciado hoje pela TV Morena, informando que na sexta-feira Gerson Claro denunciou o caso à polícia. 
 
Para receber pelos "serviços" o golpista oferece uma conta bancária de Macapá (AP). Conforme a gente alerta faz tempo aqui no Blog, quem cai nesses golpes, na verdade, é cúmplice do crime, pois queria levar vantagem. 
 
Vai daí que o delegado de Polícia Elton Galindo, que investiga o caso, disse à emissora que quem caiu no golpe pode denunciar o crime do estelionado, mas "vai passar por um constrangimento na delegacia, porque vai ter que dizer porque ela mandou aquele dinheiro para um desconhecido".
 
Veja detalhes em vídeo aqui no site da TV Morena.



Quem compra um bilhete 'premiado' bem abaixo do valor do prêmio, tenta enganar o vendedor: 'malandro' otário caindo no golpe

Postado por Marco Eusébio , 07 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

Coisa que a gente sempre repete aqui: só existe golpista porque existe gente otária gananciosa metida a malandra tentando ganhar dinheiro fácil. Golpe do bilhete premiado, por exemplo: que pessoa honesta compraria barato um bilhete de loteria que valesse milhões, a não ser alguém que tentasse enganar o "caipira" ignorante? Só cai nesse golpe quem quiser se "dar bem" em cima do suposto "caipira". Assim acontece em vários outros casos, como quem acha que vai comprar carro a preço de "banana" e outras coisas do tipo. Em entrevista publicada hoje pelo jornal O Estado - MS, o delegado adjunto da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Defraudações e Falsificações de Campo Grande, Dmitri Erik Palermo, diz que a prática de estelionato é alimentada pela "ganância e má-fé das pessoas", que querem tirar benefícios em cima de produtos ou serviços que sabem que são ilícitos. Ou seja, com sua vontade de ganhar dinheiro "fácil", esses "espertos", incentivam criminosos a buscar "otários metidos a malandros" para sustentar seus golpes manjados.