Campo Grande, Quinta-Feira , 22 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: gafes

Senadora Gleisi, presidente nacional do PT que, além das gafes, tem ficado conhecida pelas 'brincadeiras' no Twitter

Postado por Marco Eusébio , 13 Fevereiro 2018 às 12:00 - em: Principal

"Como o louco que atira brasas e flechas mortais, assim é o homem que engana o seu próximo e diz:
"Eu estava só brincando!" (Provérbios 26, 18 e 19) 

 

Depois da nova gafe (leia aqui) repercutir na imprensa, a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, disse, no Twitter, que estava "brincando" ao dizer na rede social que a música "Vai dar PT" (na gíria, Perda Total) seria uma "homenagem" ao seu partido. E, com sua astúcia, atacou internautas, dizendo que "'Perda Total' o povo já tem vivivo com a série de desmontes promovidos pelo governos que vocês apoiam". Ajudando a afundar ainda mais o PT. Rumo à perda total.




Léo Santana, cantor do hit 'Vai dar PT', que empolgou a senadora Gleisi Hoffman

Postado por , 12 Fevereiro 2018 às 10:15 - em: Principal

"Reconhecimento da boa administração do governo do PT na Bahia...", escreveu a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), ao reproduziu no Twitter no fim de semana notícia do site bahia.ba intitulada "Leo Santana puxa 'Vai dar PT' após cumprimentar Rui no Campo Grande", sobre encontro do cantor Léo Santana e o governador da Bahia, Rui Costa dos Santos (PT), na abertura do carnaval de Salvador na quinta feira. Acontece que, na gíria, "PT" significa "Perda Total". A letra da música cantada por Leo Santana fala de uma jovem que vai para um baile "afim de se envolver" e deixa isso claro: 
 
 
O site (leia aqui) diz que Léo Santana teria convidado o governador para subir no trio elétrico. Rui Costa retribuiu a saudação, mas pelo jeito não se encantou pelo hit “Vai dar PT” do pagodeiro, pois ficou no camarote do governo.
 

Gleisi cometeu gafe semelhante em janeiro. Reproduziu no Twitter foto de uma faixa da torcida do Bayern de Munique, onde estava escrito "Forza Luca", em homenagem a um torcedor em coma, após briga de torcidas, e escreveu "Forza Lula", dizendo que os europeus estariam homenageando o ex-presidente petista (leia aqui). Irritada quando o site paranaense Gazeta do Povo divulgou sua bola fora, a senadora chutou de bico: "Sacanagem é esse tabloide virtual de quinta categoria ficar sacaneando".




Padilha alegando que a filha 'mecheu' no celular; e a foto da torcida do Bayern que Gleisi pensou que fosse homenagem a Lula

Postado por Marco Eusébio , 15 Janeiro 2018 às 09:00 - em: Principal

No fim de semana, dois jogadores famosos do campo político – a senadora e presidente do PT Gleisi Hoffmann e o ministro-chefe da Casa Civil Elizeu Padilha – chutaram e erraram feio nas redes sociais.
 
Gleisi reproduziu no Twitter a foto acima, à direita, e escreveu: 
 
– "SHOW DE TORCIDA!! Um apaixonado por futebol como @LulapeloBrasil merece mesmo o carinho e a homenagem de torcedores no mundo todo. Recebi esta imagem, que mostra uma faixa 'FORZA LULA' na torcida do Bayern de Munique, ontem, na partida contra o Bayer Leverkusen, pela Liga Alemã".
 
O jornal curitibano Gazeta do Povo divulgou a gafe, informando a senadora paranaense que a faixa dizia "Forza Luca", feita por torcedores do Bayern de Munique, homenageava um torcedor italiano que entrou em coma após uma briga de torcidas. 
 
Raivosa, Gleisi deu de bico na canela a Gazeta do Povo: 
 
– "Recebi de um torcedor! Fiz de boa fé! Sacanagem é esse tabloide virtual de quinta categoria ficar sacaneando".
 
Do lado oposto do campo, Elizeu Padilha curtiu uma tuitada da esquerda, e depois se explicou no Twitter: 
 
– "Não curti nenhum Twitter de Leonardo Boffo hoje à tarde. Tenho uma filha de 3 aninhos que mecheu no meu celular. Foi um acidente que já corrigi." 
 
Ironizado por escrever "mecheu" com ch, o Padilha corrigiu a postagem e escreveu "mexeu". Mas não escapou dos cartões amarelos. Embora apagada, a gafe (acima, à esquerda) já havia sido printada e foi reproduzida pelo Ricardo Noblat (O Globo) no Twitter.