Campo Grande, Domingo , 19 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: gaeco

Agentes cumprem oito mandados de busca e apreensão e, dentre os locais, estão três agências de publicidade da Capital

Postado por Marco Eusébio , 16 Novembro 2017 às 10:15 - em: Principal

Equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) amanheceram nas ruas de Campo Grande hoje cumprindo oito mandados de busca e apreensão, três deles em agências de publicidades, na Operação Propaganda Enganosa que mira agência de publicidade. A investigação apura crimes de lavagem de dinheiro, peculato e organização criminosa. O Ministério Público Estadual deve divulgar detalhes da operação nas próximas horas.




Roberto Hashioka, ex-prefeito de Nova Andradina, é o principal cotado para presidir o Detran após saída de Claro

Postado por Marco Eusébio , 31 Agosto 2017 às 18:30 - em: Principal

O presidente Gerson Claro e demais integrantes da cúpula do Detran-MS pediram exoneração dos cargos hoje, após terem sido alvos da Operação Antivírus do Gaeco que investiga indícios de corrupção em contrato firmado pelo órgão com empresa do setor de informática. O principal cotado a assumir o comando do Departamento Estadual de Trânsito é o ex-prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka (PSDB). O anúncio da exoneração foi feito pelo próprio Claro em entrevista à imprensa com participação do secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, que anunciou para amanhã a publicação das exonerações no Diário Oficial. Na operação deflagrada na terça-feira foram presos preventivamente, além de Claro, o diretor-adjunto do Detran, Donizete Aparecido da Silva; o chefe de departamento, Erico Mendonça; o diretor de administração e finanças, Celso Braz de Oliveira Santos; e o diretor de tecnologia Gerson Tomi. Gerson Claro se defendeu das acusações.




O presidente Gerson Claro e demais investigados estão proibidos por via judicial de retomar os cargos no Detran-MS

Postado por Marco Eusébio , 30 Agosto 2017 às 16:00 - em: Principal

Ao mandar libertar na madrugada de hoje o presidente do Detran-MS Gerson Claro, o adjunto Donizete Aparecido da Silva e outros três diretores do órgão que haviam sido presos ontem na Operação Antivírus do Gaeco (leia aqui) ontem, o desembargador do TJMS João Maria Lós freou o retorno: todos estão impedidos de exercer os cargos, frequentar dependências do Departamento Estadual de Trânsito e de manter contato com funcionários do órgão. Isso significa que, pelo menos até a defesa retirar ou contornar esse obstáculo na via Judicial, o Detran está sem direção em Mato Grosso do Sul.




Presidente do Detran-MS, Gerson Claro, e outros diretores foram soltos; ex-deputado Rigo continua preso na Capital

Postado por Marco Eusébio , 30 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal


Agentes do Gaeco durante a prisão do diretor-presidente do Detran-MS Gerson Claro hoje na Operação Antivírus

Postado por Marco Eusébio , 29 Agosto 2017 às 16:00 - em: Principal

Além do ex-deputado estadual Ary Rigo, que teria envolvimento com uma das empresas investigadas, o diretor-presidente do Detran-MS Gerson Claro está entre os presos da Operação Antivírus deflagrada hoje em Campo Grande pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que investiga irregularidades em contratos de empresa de informática ao órgão do governo de MS. À imprensa, Gerson Claro declarou que as investigações são referentes a contratos feitos na gestao anterior, "os quais nós estamos, desde o começo, até por determinação do governador, fazendo um rigoroso trabalho de fiscalização, inclusive rescindindo". Além de Claro, o Gaeco prendeu preventivamente o diretor-adjunto do Detran, Donizete Aparecido da Silva; o diretor de tecnologia da informação, Gerson Tomi; e o diretor de Administração e Finanças, Celso Braz.

Veja aqui a lista de presos e o balanço da operação, no site do MP-MS.




Equipe do Gaeco cumpriu mandado de busca e apreensão na sede do Detran-MS em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 29 Agosto 2017 às 12:00 - em: Principal

O ex-deputado estadual Ary Rigo foi preso em Campo Grande hoje na Operação Antivírus do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) que investiga indícios de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação, peculato e organização criminosa em contratos celebrados por empresas de informática e o governo de MS. Estão sendo cumpridos nove mandados de prisão preventiva, três de prisão temporária e 29 de busca e apreensão em locais como a casa de Rigo e o Detran-MS.