Campo Grande, Domingo , 19 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: frigorificos

Governador Azambuja reuniu deputados e representantes da JBS e empresa ofereceu garantias ao Estado

Postado por Marco Eusébio , 20 Outubro 2017 às 21:00 - em: Principal

O grupo JBS retomará na terça-feira os abates de 6 mil bovinos por dia, em média, nos seus sete frigoríficos em Mato Grosso do Sul. A garantia foi dada pelo presidente da Divisão de Carnes Brasil da empresa, Renato Costa, em reunião convocada pelo governador Reinaldo Azambuja no fim da tarde de hoje na Governadoria com participação de deputados da CPI da JBS na Assembleia. Os abates foram suspensos nesta semana pelo grupo, que alegou insegurança jurídica depois de ter contas e bens bloquados pela Justiça a pedido da CPI. Na reunião, ficou acertado que na segunda-feira advogados da JBS, da Assembleia e do Governo apresentarão à Justiça minuta de acordo em que a empresa se compromete a oferecer bens em garantia para ressarcir o Estado pela dívida acumulada, para que possa ter as contas desbloqueadas. O grupo assumiu o compromisso também de manter as atividades normais e o emprego dos cerca de 15 mil funcionários que atuam em MS.




Com contas bloqueadas pela Justiça, JBS suspende abates em sete frigoríficos de MS por tempo indeterminado

Postado por Marco Eusébio , 18 Outubro 2017 às 09:00 - em: Principal

A JBS suspende a partir de hoje, por tempo indeterminado, abates em sete frigoríficos em Mato Grosso do Sul, dois deles em Campo Grande. A empresa alega "insegurança jurídica" devido ao bloqueio de cerca de R$ 730 milhões de suas contas pela Justiça a pedido da CPI que apura irregularidades em incentivos fiscais concedidos ao grupo pelo governo estadual. Temendo demissões, trabalhadores lotaram a Assembleia Legislativa ontem e pediram desbloqueio das contas, para garantir pagamento de salários. O presidente da CPI, deputado Paulo Corrêa (PR), diz que o Estado não pode abrir mão da garantia dos bloqueios.




Há pelo menos 12 matadouros clandestinos em MS que deveriam ser 'fiscalizados e fechados' diz Rinaldo Salomão

Postado por Marco Eusébio , 28 Junho 2017 às 17:20 - em: Principal


Há pelo menos 12 matadouros clandestinos em MS que deveriam ser 'fiscalizados e fechados' diz Rinaldo Salomão

Postado por Marco Eusébio , 28 Junho 2017 às 17:20 - em: Principal


Maior produtor de gado do Brasil, Mato Grosso sedia articulação de produtores para reativar frigoríficos

Postado por Marco Eusébio , 15 Junho 2017 às 09:00 - em: Principal

Um grupo de pecuaristas de Mato Grosso, maior produtor de gado do País, busca criar uma cooperativa para reativar até 15 frigoríficos do estado vizinho após as delações dos irmãos Batista, que aprofundou a crise no grupo JBS. Fazem parte do grupo que está conversando com o governo do Estado os irmãos Fernando e Eraí Maggi, primos do ministro Blairo Maggi (Agricultura). Mato Grosso tem 22 frigoríficos desativados, boa parte por causa da concentração do setor. Desses, de seis a oito podem ser reabertos nos próximos meses e cada um pode gerar pelo menos 500 empregos diretos. (Com Estadão de SP)




Delação da JBS, além do terremoto político, pode gerar um tsunami no setor da agroindústria

Postado por Marco Eusébio , 29 Maio 2017 às 17:15 - em: Papo de Arquibancada

Da resenha de hoje do site Migalhas jurídicas:
 
"A prova maior de que estes políticos atingidos pela delação da JBS só pensam neles, é que resolveram combater a empresa a todo custo, até mesmo às custas do sofrimento do povo. Com isso, estão criando uma onda de desemprego. De fato, se as construtoras tiveram que demitir, e foi um Deus nos acuda, paguem para ver o que vai ser esse tsunami JBS. 
 
Os pecuaristas não querem entregar bois no frigorífico, a prazo, porque temem pela saúde financeira da empresa. Os bois que já estão confinados não têm jeito, os outros ficam quietos no pasto. Sem pretensão de engordar agora, o preço do milho vai desabar. Sem matança, o preço da carne vai subir. O agricultor e o pecuarista vão perder dinheiro. Os frigoríficos vão fechar. Os curtumes também, assim como as fábricas de sapato. As fábricas de ração e suplemento animal vão agonizar. 
 
Enfim, uma cadeia toda de produção. E tudo porque uns pares de figurões foram entregues."



No mês da operação que abalou o mercado, as exportações cresceram diz Abrafrigo

Postado por Marco Eusébio , 03 Maio 2017 às 09:00 - em: Principal

Do Lauro Jardim em blog no O Globo:
 
"Em março, as exportações de carne cresceram 25% em toneladas e 23% em dólar se comparadas a fevereiro, de acordo com a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). Um ótimo resultado. Mas o mais surpreendente é que março foi o mês em que a Carne Fraca estourou, mais exatamnte no dia 17."