Campo Grande, Sexta-Feira , 19 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: fnl

José Rainha volta a defender o slogan 'Somos Lula e somos de luta' e convoca militância para o ato chamado 'janeiro quente'

Postado por Marco Eusébio , 05 Janeiro 2018 às 16:00 - em: Principal

O fundador e dissidente do MST José Rainha, que agora lidera a Frente Nacional de Lutas Campo e Cidade (FNL) e vem ampliando a ação do grupo em Mato Grosso do Sul, divulgou vídeo convocando "militantes, coordenadores, homens, mulheres e crianças" para o "grande janeiro quente". Entre as pautas, está o apoio a Lula, que no dia 24 será julgado em segunda instância pelo TRF-4 no caso triplex. "Será um dia de grandes mobilizações, de fechamento de estradas, ocupações", diz Rainha, que pede aos companheiros para que sejam "solidários" a Lula, defendam a reforma agrária e combatam o capitalismo visando as eleições deste ano. “Não somos contra as eleições. Mas nós temos que botar as pautas dos trabalhadores acima de tudo”, afirma. Veja o vídeo reproduzido pelo site Poder360:




André discursa no encontro promovido pela FNL com o presidente nacional do Incra, hoje, em Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 18 Agosto 2017 às 17:00 - em: Principal

A presença de André Puccinelli (PMDB) chamou a atenção em meio a lideranças de esquerda como o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) e o deputado estadual Amarildo Cruz (PT) no encontro promovido hoje em Campo Grande pela Frente Nacional de Lutas (FNL), comandada por José Rainha (ex-líder do MST), com o presidente nacional do Incra, Leonardo Góes Silva, visando a retomada da reforma agrária em MS.
 
 
Embora num reduto inclinado à esquerda, não teve vaias ao ex-governador. Pelo contrário. Foram muitos aplausos e gente pedindo para tirar fotos ao lado de Puccinelli. Convidado a discursar, André declarou que, "como cidadão", estava ali apenas para dizer que vai se empenhar junto aos deputados federais para liberar recursos para que o Incra possa fazer a reforma agrária no estado. Por fim, recebeu até declaração de voto de liderança de um dos grupos de acampados presentes à sede do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS), caso volte a disputar o cargo de governador.