Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: empregos

Alta no saldo de empregos formais em setembro foi a sexta consecutiva e a sétima no ano

Postado por Marco Eusébio , 20 Outubro 2017 às 09:00 - em: Principal

O Brasil fechou setembro com nova alta no saldo de empregos formais – a sexta consecutiva e a sétima no ano. O crescimento foi de 34.392 postos de trabalho, aumento de 0,1% em relação ao estoque do mês anterior, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho (MTb) ontem. "Os números de setembro confirmam, mais uma vez, o processo de recuperação gradual do mercado de trabalho, como reflexo da retomada do crescimento da economia do País", avaliou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. O resultado de setembro foi proporcionado pela diferença entre 1.148.307 admissões e 1.113.915 desligamentos. No acumulado do ano, o saldo positivo chega a 208.874 empregos, com aumento de 0,5% em relação ao estoque de dezembro de 2016. Mato Grosso do Sul fechou 199 vagas, ficado em 20º lugar no ranking dos estados, liderado por Pernambuco com 13.992 novos empregos.




Além do setor automobilístico, o uso de robôs avança nos setores de alimentos e bebidas, eletroeletrônico e químico

Postado por Marco Eusébio , 14 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal

Com fábricas ociosas e demissões em meio à crise, a indústria automobilística está intensificando o processo de robotização. O processo avança também pelos setores de alimentos e bebidas, eletroeletrônico e químico. O Brasil instala hoje cerca de 1,5 mil robôs por mês. Grande parte dos robôs foi adquirida nos últimos quatro anos, quando a produção de veículos caiu 32% e o total de funcionários baixou 21%, perdendo 30 mil vagas. (Com Estadão)



MS teve 1.827 empregos com carteira assinada extintos em julho, pior apenas do Espírito Santo e Rio de Janeiro

Postado por Marco Eusébio , 09 Agosto 2017 às 19:00 - em: Principal

O mercado de trabalho brasileiro abriu 35,9 mil vagas formais em julho, mas Mato Grosso do Sul andou na contramão com 18.591 admissões contra 20.418 demissões e saldo negativo de 1.827 postos extintos no mês passado. Foi o terceiro pior resultado, superando apenas o do Espírito Santo, que fechou 1.841 postos de trabalho, e o "campeão" Rio de Janeiro, com 9.320 postos de trabalho extintos no mês. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho e Emprego.