Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: elizeu-dionizio

Kayatt e Monteiro vão para o TCE-MS; Enelvo vai virar deputado estadual e Elizeu será titular da cadeira de deputado federal

O que se diz no Parque dos Poderes é que não deve haver surpresas no preenchimento das vagas abertas hoje no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS). Em outras palavras, tucanos serão indicados. Para a cadeira deixada por Cabral, o nome é o do secretário de Fazenda Márcio Monteiro, que, por sua vez, deixará o presbítero Elizeu Dionízio como titular de sua cadeira de deputado federal. E para a vaga deixada por Marisa Serrano o indicado será Flávio Kayatt, cuja cadeira de deputado estadual será ocupada pelo suplente e também tucano Enelvo Felini, ex-prefeito de Sidrolândia. Vale lembrar que para virar conselheiro da Corte Fiscal, além dos requisitos de prache, é necessário receber o aval da Assembleia e ter a chancela do governador, a quem cabe nomear os escolhidos.




Sessão da Câmara onde prossegue a votação sobre o relatório que arquiva denúncia da PGR contra Michel Temer

Elizeu Dionízio promete 'atender os anseios' dos deputados tucanos na função de vice-líder do PSDB na Câmara

Postado por Marco Eusébio , 13 Setembro 2017 às 16:45 - em: Principal

O PSDB indicou hoje o deputado Elizeu Dionizio (MS) para o cargo de vice-líder do partido na Câmara. Na função, o sul-mato-grossense poderá encaminhar e falar em nome da legenda durante as votações no plenário e nas comissões. "É um grande desafio representar a terceira maior bancada da Câmara, o que me honra muito e é um grande estímulo. Vou exercer esta vice-liderança atendendo os anseios dos deputados do partido. Agradeço a confiança de todo o PSDB, principalmente do líder, Ricardo Tripoli, por ter me indicado", comemorou Elizeu.




Dizendo ver 'provas robustas' da culpabilidade de Michel Temer, Dagoberto votou a favor da investigação

A votação pela admissibilidade ou arquivamento da denúncia contra Michel Temer nesta tarde na Câmara dividiu os oito deputados da bancada de Mato Grosso do Sul: quatro votaram em favor da denúncia: Dagoberto Nogueira (PDT), Vander Loubet e Zeca (ambos do PT) e Mandetta (DEM). Outros quatro votaram pelo arquivamento: Carlos Marun (PMDB), Elizeu Dionízio e Geraldo Resende (ambos do PSDB) e Tereza Cristina (PSB), informou o jornalista Clodoaldo Silva lá da Câmara aqui ao Blog. Veja no vídeo abaixo os votos de Marun e Dagoberto contra e a favor da denúncia.




Relatório de Paulo Abi-Ackel em favor de Temer vai ao plenário após CCJ rejeitar parecer de Zveiter a favor da investigação

Postado por Marco Eusébio , 13 Julho 2017 às 18:00 - em: Principal