Campo Grande, Sexta-Feira , 19 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: eleicoes

Cada funcionário seria responsável por controlar de 20 a 50 perfis falsos nas redes sociais

Postado por Marco Eusébio , 08 Dezembro 2017 às 12:30 - em: Principal

A história já é antiga e seja em Campo Grande e na maioria das cidades brasileiras de perfis "fakes" criados nas redes sociais por gente paga, muitas vezes com dinheiro público, para elogiar ou atacar políticos. Agora, entretanto, a BBC Brasil em Londres levantou o lado "profissional" dessa malandragem e apurou que perfis falsos criados no Facebook e no Twitter foram usados por pessoas contratadas por uma empresa com base no Rio de Janeiro para manipular opinião pública nas eleições de 2014 no Brasil. A estratégia seria semelhante à usada por russos nas eleições dos EUA. 
 
A reportagem reuniu vasto material com o histórico da atividade online de mais de 100 supostos fakes e identificou 13 políticos que teriam se beneficiado da atividade, dentre eles os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e o atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Não há evidências de que os políticos soubessem que o uso de perfis falsos fazia parte de um serviço de consultoria em redes sociais.
 
Parte desses perfis já vinha sendo pesquisada pelo Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura (Labic) da Universidade Federal do Espírito Santo, coordenado pelo pesquisador Fábio Malini. "Os ciborgues ou personas geram cortinas de fumaça, orientando discussões para determinados temas, atacando adversários políticos e criando rumores, com clima de 'já ganhou' ou 'já perdeu'", explica Malini.  Os fakes, afirma, exploram o chamado "comportamento de manada" em que as pessoas tendem a seguir um líder.
 



Evo afirma que quarta candidatura garante

Postado por Marco Eusébio , 29 Novembro 2017 às 15:30 - em: Principal

Evo Morales recebeu aval do Judiciário boliviano para se eternizar no poder. O presidente da vizinha Bolívia disse hoje que recente decisão do Tribunal Constitucional (TC) boliviano que lhe permite se candidatar a futuras eleições garante a "continuidade democrática" e a "estabilidade" do seu país. Caso ele seja eleito, cumprirá o seu quarto mandato consecutivo. Além de Evo, a sentença do TC também permite a outras autoridades voltar a se candidatar a cargos eletivos, sem restrição e favorece o atual vice-presidente Álvaro García Linera, além de governadores, prefeitos e legisladores que estavam impedidos de voltar a disputar as eleições, por ter cumprido sua segunda gestão consecutiva.




Distritão precisava de

Postado por Marco Eusébio , 20 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

A Câmara dos Deputados manteve a eleição proporcional (em que as cadeiras das câmaras municipais, assembleias e da própria Casa são distribuídas de acordo com o desempenho eleitoral de partidos ou coligações) ao rejeitar na noite anterior a proposta do distritão para eleger deputados federais, estaduais e vereadores a partir das eleições de 2018. A PEC neste sentido, por se tratar de uma mudança na Constituição, precisava ter apoio de 308 deputados para sua aprovação. Mas foram só 205 a favor, 238 votos contra e uma abstenção. Derrubada em primeiro turno, a proposta não pode mais ser discutida no Congresso neste ano.




Postado por Marco Eusébio , 28 Agosto 2017 às 09:00 - em: Principal

Amazonino Mendes (PDT) vai governar pela quarta vez o Amazonas, agora em mandato tampão. Ele venceu o também ex-governador Eduardo Braga (PMDB) em segundo turno nas eleições fora de época do estado neste domingo, convocadas após a cassação de José Melo (PROS). Num pleito de oito candidatos, o eleitor não quis saber de renovação (leia aqui). Amazonino, que além de governador já foi senador pelo estado, retorna ao poder cinco anos depois ter sido pela terceira vez prefeito de Manaus e não ter disputado a reeleição ao fim do mantato em 2012.




Eduardo Braga e Amazonino Mendes: um deles voltará a ser governador do Amazonas por decisão popular

Postado por Marco Eusébio , 07 Agosto 2017 às 09:00 - em: Principal


Delcídio, que recorreu ao Supremo para recuperar seus direitos políticos

Postado por Marco Eusébio , 18 Abril 2017 às 15:30 - em: Principal

Por Gabriel Mascarenhas no blog Radar da Veja:
 
"Nem as mordomias dos passeiros de lancha fazem Delcídio Amaral se sentir completo. Ele vem dizendo que morre de saudade de um terno bem cortado e da vida do plenário. Desgostoso e entediado, Delcídio sonha em voltar à política quando reavir seus direitos políticos, em 2027. O plano é construir uma candidatura a deputado estadual na eleição seguinte, ou seja, 2030."