Campo Grande, Terça-Feira , 21 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: eleicoes-2014

Marina chegou perto, mas não respondeu aos ataques de Aécio e Dilma e capitulou no primeiro turno em 2014

Postado por Marco Eusébio , 21 Julho 2017 às 17:45 - em: Principal

Pela terceira vez seguida, Marina Silva aparece como pré-candidata à Presidência da República. Diferente das vezes anteriores, entretanto, parece já não empolgar tanto os eleitores.
 
Em 2014 ela chegou bem perto. Esteve empatada técnicamente com a então presidente Dilma Rousseff na liderança das pesquisas. Ambas deixavam Aécio Neves comendo poeira em terceiro lugar. 
 
Por causa disso, Marina passou a ser o principal alvo de ataques de Aécio e Dilma. Porém, embora tivesse farta munição para contra-atacar os adversários com amplos "telhados de vidro", a então candidata preferiu se conter. Cristã devota, chegou até a oferecer a outra face.
 
Embora de lá pra cá a Lava Jato tenha provado a influência nas urnas dos grandes esquemas de financiamento de campanhas abastecidos com dinheiro público oriundo da corrupção, é inegável que o vacilo de Marina desestimulou muita gente que buscava (e ainda procura) alguém com atitude, como alternativa aos dois grupos políticos que se revezavam há décadas no comando do País. 
 
Quando um amigo leitor me perguntou se eu voltaria a votar nela (votei nas duas vezes anteriores), eu disse "não" sem vacilar. Respondi que a sensação que ficou é a de que Marina poderia ter ido mais longe. Mas deixou o "cavalo encilhado" que passava em sua porta ir embora. E "acabou", literalmente, declarando apoio a Aécio no segundo turno.



Aécio Neves: denúncia de Joesley vai bem além do recente pedido de R$ 2 milhões

Postado por Marco Eusébio , 19 Maio 2017 às 09:00 - em: Principal

Por Guilherme Amado no blog do Lauro Jardim em O Globo:
 
"A delação de Joesley Batista tem outros trechos devastadores para Aécio Neves, além da gravação em que Aécio pede R$ 2 milhões. Joesley revela que pagou propina de cerca de R$ 60 milhões em 2014 para Aécio, por meio da emissão de notas fiscais frias a diversas empresas. O dono da JBS também revela que comprou o apoio de partidos políticos para apoiar Aécio a presidente."



Julgamento que poderá cassar a chapa Dilma-Temer começa no dia 6 de junho e terá quatro sessões

Postado por Marco Eusébio , 17 Maio 2017 às 10:15 - em: Principal

O julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer eleita em 2004 será retomado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 6 de junho. A decisão foi tomada pelo presidente da Corte, Gilmar Mendes. No despacho, foram definidas quatro sessões para a análise do processo, que serão realizadas nos dias seguintes.