Campo Grande, Quarta-Feira , 21 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: educacao

Presidente da Fetems, Jaime Teixeira, diz que há 5 anos não acontece concurso para professores e administrativos da Educação

Postado por Marco Eusébio , 07 Fevereiro 2018 às 09:00 - em: Principal

A Federação dos Trabalhadores na Educação (Fetems) divulgou nota cobrando do Governo de MS a realização de concurso público para professores e servidores administrativos da área de educação. A entidade afirma, em nota, que há cinco anos não acontece concurso e a situação tem levado a um número crescente de profissionais temporários, o que prejudica a qualidade do ensino público. A Fetems diz que há mais de 2.890 vagas na rede estadual de ensino esperando para serem preenchidas por profissionais concursados, conforme prevê a Constituição Federal e é uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Leia aqui a íntegra no site da Fetems.




Mendonça Filho: 'É um passo relevante para o princípio do respeito às diferenças e o combate aos preconceitos'

Postado por Marco Eusébio , 18 Janeiro 2018 às 16:15 - em: Principal

O dirieto ao uso do nome social de travestis e transexuais nos registros escolares da educação básica foi homologado ontem por resolução do Ministério da Educação. “Era uma antiga reivindicação do movimento LGBTI" (lésbicas, gays,  bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais) disse ministro Mendonça Filho. "É um passo relevante para o princípio do respeito às diferenças e o combate aos preconceitos”, acrescentou, ao homologar o texto aprovado pelo Conselho Nacional de Educação em setembro do ano passado. A resolução ainda será publicada no Diário Oficial da União. (Com Agência Brasil)




Cola bastão de 10g vendida de R$ 0,76 a até R$ 6,50 teve a maior variação de preço constatada pelo Procon-MS

Postado por Marco Eusébio , 15 Janeiro 2018 às 18:30 - em: Principal

A diferença de preço de uma cola bastão de 10 gramas no comércio em Campo Grande variou de R$ 0,76 e R$ 6,50. A diferença superior a 755% foi a mais alta encontrada em pesquisa feita pelo Procon-MS divulgada hoje, que levantou o valor de 126 itens de materiais solicitados pelas escolas, em oito diferentes estabelecimentos comerciais da Capital, de 2 a 12 de janeiro. A agenda escolar 2018 também apontou grande variação, de 201%, a mais barata encontrada a R$ 6,61 e a mais cara por R$ 19,90. O superintende do Procon, Marcelo Salomão, recomenda aos pais e responsáveis que comparem preços e diz que o levantamento pode servir de guia. Veja aqui a pesquisa completa.




Jaime Teixeira diz que faltam 25 dias para início do ano letivo e prefeitos usam estradas em 'má conservação' como pretexto

Postado por Marco Eusébio , 15 Janeiro 2018 às 13:10 - em: Principal

A intenção de prefeitos de algumas cidades de Mato Grosso do Sul de adiar o início do ano letivo sob alegação de estradas danificadas pelas chuvas, anunciada à uma rádio de Campo Grande na semana passada pelo presidente da Associação dos Municípios (Assomasul), Pedro Caravina, provocou reação da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems) que se manifestou hoje contrária à medida. "O calendário escolar fica comprometido com o adiamento do ano letivo e aumenta as aulas a serem lecionadas aos sábados, e sabemos que a frequência dos alunos é reduzida nas aulas aos finais de semana, prejudicando as famílias e os estudantes, interferindo no planejamento programado", diz o presidente da Fetems, Jaime Teixeira. O educador lembra que ainda faltam 25 dias para o início do ano letivo e a Assomasul está usando "estradas em má conservação como pretexto para provocar prejuízo para a educação pública".