Campo Grande, Terça-Feira , 21 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: dilma-rousseff

Frisando que não dá pra esquecer, PMDB exibe Dilma 'saudando a mandioca' como uma das 'maiores conquistas do país'

Postado por Marco Eusébio , 19 Novembro 2017 às 13:00 - em: Principal

Dizendo que "não dá pra esquecer", o PMDB vai reproduzir em sua propaganda partidária que vai ao ar em rede nacional na terça-feira o vídeo do discurso de Dilma Rousseff saudando a mandioca como "uma das maiores conquistas do Brasil" na abertura dos Jogos Indígenas de 2015. Conforme a Folha de S.Paulo, Michel Temer estava relutante em exibir o vídeo, mas foi convencido por sua equipe de comunicação de que era importante mostrar as diferenças de gestões e que não é possível "esquecer o que foi feito com o país". Veja abaixo abaixo o 12º vídeo da série "O Brasil segue em frente", criada por Elsinho Mouco, divulgado pelo site Poder360.




Dilma e Janot seriam eleitos hoje para as duas vagas de Minas ao Senado, diz Paraná Pesquisas

Postado por Marco Eusébio , 12 Outubro 2017 às 16:30 - em: Principal


Dilma, Palocci e mais quatro ex-conselheiros que aprovaram compra superfaturada de Pasadena têm bens bloqueados

Postado por Marco Eusébio , 11 Outubro 2017 às 13:15 - em: Principal


Nota publicada neste Blog em setembro de 2010 alertava o risco de Dilma com a 'maldição' dos vices do PMDB

Postado por Marco Eusébio , 26 Setembro 2017 às 17:45 - em: Principal

Um leitor atento constatou que há sete anos, antes de Dilma Rousseff virar "presidenta", este Blog já alertava sobre o risco que a petista corria de ser tirada do Planalto caso confirmasse o favoritismo como candidata do então presidente Lula e viesse a ser eleita. Leia aqui "Dilma e a 'maldição' dos vices do PMDB..." publicado nesta coluna em 19 de setembro de 2010.




Dinheirama encontrada em apartamento de bairro nobre de Salvador seria do ex-ministro Geddel Vieira Lima

Postado por Marco Eusébio , 05 Setembro 2017 às 17:00 - em: Principal

A foto com malas e caixas de dinheiro divulgada hoje pela Polícia Federal se espalhou em grupos de WhatsApp e nas redes sociais. A dinheirama que já ultrapassa a R$ 22,5 milhões (a contagem continua) foi encontrada hoje em um apartamento em Salvador que seria do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), na Operação Tesouro Perdido, desdobramento da Cui Bono, que investiga fraudes na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal. Geddel foi vice-presidente de Pessoa Jurídica do banco de 2011 e 2013, no governo Dilma; e no governo Temer era ministro da Secretaria de Governo. Sua prisão foi decretada em julho, a pedido do MPF que o acusou de ser "um criminoso em série" que faz dos crimes contra a administração pública "sua própria carreira profissional". Geddel cumpre prisão domiciliar na Bahia. O apartamento teria sido emprestado para que o ex-ministro guardasse os pertences do seu pai, já falecido. Durante as investigações da PF, surgiu a suspeita de que ele estava usando o local para esconder dinheiro e outras provas de atos ilícitos.




Como Dilma, seu sucessor Michel Temer só se destaca em fatos negativos, mas tem maioria no Congresso

Postado por Marco Eusébio , 24 Junho 2017 às 10:15 - em: Principal

Do blog do Lauro Jardim em O Globo:
 
"De um ministro de Michel Temer, ontem, ao analisar a dificuldade de seu chefe de fazer o governo ter uma imagem positiva: 
 
– 'É o mesmo redemoinho que pegou a Dilma em 2016. Temer pode tentar, tentar, mas nenhum fato positivo tem repercussão. As pessoas só estão olhando os fatos negativos'. 
 
A diferença é que, ao contrário de Dilma, Michel Temer tem uma folgada maioria do Congresso com ele."



Michel Temer ao desembarcar em Oslo para visita oficial à Noruega

Postado por Marco Eusébio , 22 Junho 2017 às 18:30 - em: Principal

Do blog O Antagonista:
 
"Michel Temer, que está na Noruega, avisou que vai recorrer da decisão que rejeitou queixa-crime contra Joesley Batista pela entrevista à Época. Temer está cada vez mais parecido com Dilma. Vejam: 'A ação foi recusada, mas vai haver recurso. O que o juiz disse é que se você ofender alguém, isso é liberdade de expressão. E se for assim, meu caro, eu não vou fazer isso com ninguém. Se eu quisesse fazer o que ele acabou dizendo, poderia dizer as maiores barbaridades das pessoas da família de alguém, e dizer que era liberdade de expressão.'"



Com empate em 3 a 3, o presidente do TSE Gilmar Mendes deu o 'voto de minerva' rejeitando cassação da chapa

Postado por Marco Eusébio , 09 Junho 2017 às 19:30 - em: Principal

Com voto de "minerva do presidente" da Corte, ministro Gilmar Mendes, que desempatou o julgamento, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acaba de rejeitar o pedido de cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer por suposto abuso de poder político e econômico na campanha eleitoral de 2014. Votaram pela cassação o ministro relator Herman Benjamin, seguido pelos colegas Luiz Fux e Rosa Weber. Votaram pela absolvição os ministros Admar Gonzaga, Napoleão Nunes Maia Filho e Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, somando-se a eles o voto de Mendes. Com isso, Temer permanece presidente da República e a ex-presidente Dilma Rousseff mantém seus direitos políticos e pode ser candidata.




TSE vai protagonizar julgamento histórico hoje que pode vir a ser adiado com um pedido de vistas

Postado por Marco Eusébio , 06 Junho 2017 às 09:00 - em: Principal

Pela primeira vez na história da República, o Tribunal Superior Eleitoral vai decidir sobre uma chapa presidencial, Dilma-Temer, envolvendo uma ex-presidente e um presidente em exercício do cargo. Embora possa se supor que a maioria dos integrantes da Corte esteja alinhada ao governo central, desta vez pesa na balança a opinião pública. E neste caso deve pesar declaração do ministro do Supremo, Luís Roberto Barroso, levada ao ar pela TV Globo (veja aqui) ontem em seus telejornais:

– "Nós vivemos uma possibilidade de um novo começo no Brasil, que é utilizar essa experiência, dessa corrupção ampla e institucionalizada, para, tal como fizemos com a ditadura, tal como fizemos com a tortura, poder dizer: 'Corrupção nunca mais'. Não uma corrupção de nível zero. Todo país tem um nível de corrupção, mas é preciso criar uma cultura de honestidade, é preciso mostrar para as novas gerações que ser honesto vale a pena porque a corrupção valoriza os espertos e não os bons. Espero que esse julgamento, como todo julgamento deve ser, seja de acordo com a Constituição e com a leis e que seja capaz de produzir a justiça que a sociedade brasileira espera."

Fosse dita nos bastidores de outrora, essa declaração não teria tanto efeito. Transmitida em rede nacional pela emissora de TV com maior audiência no País, o impacto sobre a cabeça dos ministros do TSE é inegável, já que cada um deles têm a prerrogativa de escolher seu papel na história. Embora, um já cogitado pedido de vistas, possa adiar esse capítulo por tempo indeterminado.




Renan, que abandonou Collor, Dilma e agora Temer, quando o barco começa a afundar

Postado por Marco Eusébio , 25 Maio 2017 às 12:45 - em: Principal

Por Gabriel Mascarenhas no blog Radar da Veja:
 
"Renan Calheiros tem um cacoete comum a políticos importantes, sobretudo os do PMDB. Ele passa anos navegando e usufruindo de uma embarcação, até surgirem os primeiros sinais do risco de naufrágio. Nesse momento, ele fuzila o casco e pula.
 
A diferença de Renan para os demais é que ele costuma escolher com precisão a melhor brecha para abandonar o barco. Fez isso com Fernando Collor, governo do qual foi líder e que, depois, ajudou a explodir.
 
Caminhou com Dilma Rousseff até os 45 do segundo tempo. Nesse caso, não precisava de tanto cálculo, pois Renan sabia que o poder estaria à sua espera a qualquer tempo. Era seu correligionários que assumiria o Palácio do Planalto.
 
Mas, ainda assim, o roteiro se repetiu. Poucos antes do impeachment, Renan largou a petista e voltou a fazer afagos em Michel Temer, com quem jamais manteve uma relação de confiança.
 
E agora, como age Renan? Como sempre.
 
Ao ver a derrocada iminente de Temer, ele sacou a metralhadora e, a cada dia, intensifica mais as rajadas.
 
Ontem, Renan chegou a bater boca com seu principal aliado nos últimos anos, Romero Jucá, que optou por se manter jogando com o governo.
 
Só não se sabe ainda o nome do próximo eleito para ser traído por Renan."