Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: dias-toffoli

Dirceu foi recepcionado com protesto ao chegar no edifício onde mora em Brasília

Postado por Marco Eusébio , 05 Maio 2017 às 10:15 - em: Principal

José Dirceu foi recebido aos gritos de "Bandido", "Fora, Dirceu" e "Dirceu ladrão, seu lugar é na prisão" ao chegar na noite anterior no prédio onde mora em Brasília, por cerca de 50 manifestantes. Alguns invadiram a garagem do edifício, deram socos no carro que levava o ex-chefe da Casa Civil e foram contidos pela PM. A decisão dos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski de soltar Zé Dirceu também foi alvo do grupo que gritava "Supremo Tribunal, vergonha nacional" e exibia um boneco com a cara de Lewandowski com estrela do PT no peito. Por ordem do juiz Sérgio Moro, Dirceu terá de usar tornozeleira eletrônica, não poderá manter contato com investigados da Lava Jato nem sair dos limites de Brasília, cidade onde declarou residência. Veja aqui um vídeo em que manifestantes gritam "Bandido", divulgado pelos Diários Associados.



Abaixo-assinado online: em um dia 330 mil assinaturas da meta de 500 mil

Postado por Marco Eusébio , 04 Maio 2017 às 18:30 - em: Principal

Um abaixo-assinado que pede o impeachment dos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, do Supremo, criado ontem, depois que eles decidiram pela libertação de José Dirceu, já ultrapassou em apenas um dia 330 mil apoiadores e está próximo de atingir a meta de 500 mil assinaturas. O abaixo-assinado no site chance.org que será entregue ao Senado, diz que os três ministros "proferiram diversas vezes decisões que contrariam a lei e a ordem constitucional".
 
 
JURISTAS VERSUS GILMAR
 
O ministro Edson Fachin, do STF, determinou que a Procuradoria-Geral da República se manifeste sobre uma ação de autoria de um grupo de juristas que defende o impeachment específico de Gilmar Mendes. Na ação encaminhada a Fachin, os juristas afirmam que Gilmar tem "envolvimento em atividades político-partidárias", participa de julgamentos "de causas ou processos em que seus amigos íntimos são advogados" e "de causas em que é inimigo de uma das partes" e atua em julgamentos nos quais deveria se considerar suspeito. (Com IstoÉ)