Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: deputados

Roberto Jefferson recebe a maior aposentadoria dentre os deputados cassados, de R$ 23.344,70

Postado por Marco Eusébio , 16 Novembro 2017 às 14:30 - em: Principal


Distritão precisava de

Postado por Marco Eusébio , 20 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

A Câmara dos Deputados manteve a eleição proporcional (em que as cadeiras das câmaras municipais, assembleias e da própria Casa são distribuídas de acordo com o desempenho eleitoral de partidos ou coligações) ao rejeitar na noite anterior a proposta do distritão para eleger deputados federais, estaduais e vereadores a partir das eleições de 2018. A PEC neste sentido, por se tratar de uma mudança na Constituição, precisava ter apoio de 308 deputados para sua aprovação. Mas foram só 205 a favor, 238 votos contra e uma abstenção. Derrubada em primeiro turno, a proposta não pode mais ser discutida no Congresso neste ano.




Deputados Ságuas Moraes (federal) e Valdir Barranco (estadual) que tomaram um susto com pane em avião no Mato Grosso

Postado por Marco Eusébio , 03 Setembro 2017 às 13:30 - em: Principal

Um avião de pequeno porte que levava o deputado federal Ságuas Moraes, de 54 anos, e o deputado estadual Valdir Barranco, de 42, ambos do PT-MT, fez um pouso de emergência na pista de uma fazenda em Juara, no vizinho Mato Grosso, distante 690 km de Cuiabá. Um dos motores da aeronave parou de funcionar e o piloto optou por pousar na propriedade. Ninguém se feriu. Além dos deputados, estavam no aparelho o piloto e três assessores de Barranco. Os parlamentares estavam participando de encontros com prefeitos do interior. "Por Deus, sempre por ele, o piloto é muito bom. Manteve a tranquilidade e voou por mais dez minutos com ela [aeronave] perdendo altitude. Avistou a pista de uma fazenda e nos avisou que teria que fazer um pouso de emergência. Pouso perfeito", disse Ságuas ao G1-MT. Conforme o site, os deputados informaram que a aeronave é contratada pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).




Sérgio Longen e o líder do governo deputado Rinaldo, que teve sua foto estampada em cartaz 'contra aumento de impostos'

Postado por Marco Eusébio , 25 Agosto 2017 às 13:30 - em: Principal

Diante de mudanças à vista no Programa de Incentivos Fiscais do Governo de Mato Grosso do Sul, que cogita criar um fundo para obrigar indústrias que se instalaram com incentivos no estado a contribuir com 10% do que deixam de pagar de ICMS, mudança que deve passar pelo crivo da Assembleia, a Federação das Indústrias (Fiems) vai apelar para a tática de constranger deputados expondo fotos e nomes dos que são contra ou a favor do aumento de impostos em outdoors e em anúncios na imprensa. Essa é a nova fase da campanha "Acorda MS - Chega de Impostos", lançada hoje pela Fiems em parceria com a Fecomércio-MS, Famasul, Faems e OAB-MS. Frisando que o governo deve cortar gastos em vez de aumentar impostos, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, aproveitou a presença no evento do deputado Rinaldo Modesto (PSDB) para questionar o líder do Governo na Assembleia. O tucano acabou declarando ser contra o aumento de impstos e teve seu nome e foto postado em um banner. Outro já declarou voto contra a os impostos, conforme a Fiems, é o deputado Paulo Corrêa (PR).




Caso relator apresente seu parecer em agosto, mudanças no Código de Processo Penal podem ser votadas em outubro

Postado por Marco Eusébio , 24 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

Deputados cogitam mudar regras de delação premiada, prisão preventiva, condução coercitiva e revogar o entendimento de que penas possam começar a ser cumpridas após condenação em segunda instância. O debate que visa atingir medidas essenciais da Lava Jato está comissão especial que discute o novo Código de Processo Penal (CPP). Relator da matéria, o deputado João Campos (PRB-GO) deve entregar seu parecer em agosto. Com isso, o projeto pode ser votado até outubro no plenário da Câmara. A reforma do CPP ficou esquecida na Câmara até 2016, quando foi desengavetada pelo então presidente da Casa, Eduardo Cunha. (Com Estadão)




Acordo reúne deputados de pelo menos oito partidos, para que os candidatos mais votados sejam eleitos

Postado por Marco Eusébio , 18 Julho 2017 às 12:30 - em: Principal

Visando assegurar a própria reeleição, deputados do PMDB, PSDB e de pelo menos menos oito partidos do Centrão fizeram pacto para incluir na proposta de reforma política um artigo criando o "distritão", pelo qual seriam eleitos os candidatos mais votados em cada estado. Hoje, no sistema proporcional, soma-se o número de votos de todos os candidatos na legenda e, a partir daí, define-se quantos assentos o partido ou coligação terá direito – daí a importância dos "puxadores" de votos. A proposta de emenda deve ser apresentadas durante as discussões do texto do relator da reforma política, Vicente Cândido (PT-SP), a ser analisado em agosto na Câmara. (Com Estadão de S.Paulo)




Temer não ficaria no Planalto caso brasileiros comuns fossem deputado (pelo menos antes de se elegerem)

Postado por Marco Eusébio , 17 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

O Instituto Paraná Pesquisas também quis saber como o brasileiro votaria se fosse deputado federal – manteria ou afastaria Michel Temer? "Dada a (im)popularidade do presidente, nenhuma surpresa no resultado: 79,3% o afastariam do cargo, contra 18% que prefeririam que ele ficasse onde está", diz o blog do Lauro Jardim em O Globo.




Mamão com Kemp e Grandão e com a galera down da Assembleia
Antes de ser advogado, Ilmar Renato Fonseca já trabalhou como garçom na Assembleia de MS servindo deputados e servidores. Uma semana depois de deixar o Big Brother Brasil 17 da Globo, o Mamão, como é conhecido em Campo Grande, voltou hoje à Casa para conversar com os deputados Kemp, Amarildo e Grandão da bancada do PT e virou atração, alvo do assediado de servidores. 
 
Até assessores tucanos deixaram a rivalidade com os petistas de lado para tirar fotos com o ex-BBB. Seguranças, inclusive, bricaram dizendo a Mamão que torceram por ele para que ganhasse o reality show e "ficasse lá pelo eixo Rio-SP" para não dar mais trabalho fazendo protestos como militante petista na Assembleia.