Campo Grande, Quarta-Feira , 22 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: cuiaba

Policiais federais estiveram em gabinetes de sete deputados na Assembleia de MT e endereços do ministro Blairo Maggi no estado e no DF

Postado por Marco Eusébio , 14 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

Polciais federais amanheceram hoje cumprindo mandados de busca e apreensão em endereços do ministro Blairo Maggi e de outros políticos em Brasília e em nove municípios de Mato Grosso, suspeitos de envolvimento em esquema de corrupção no estado vizinho. Ao expedir os mandados a pedido da Procuradoria Geral da República, o ministro Luiz Fux, do Supremo, afirmou haver indícios de obstrução de Justiça e formação de organização criminosa. 
 
Entre os alvos estão o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), filmado recebendo propina. Foram alvos da operação o gabinete do deputado federal Ezequiel Fonseca (PP-MT) em Brasília e  gabinetes de sete deputados estaduais de MT em Cuiabá: Gilmar Fabris (PSD), Silvano Amaral (PMDB), Oscar Bezerra (PSB), Wagner Ramos (PSD), Ondanir Bortolini (o Nininho, do PSD) e Romoaldo Júnior (PMDB). 
 
Fux também mandou afastar cinco conselheiros do Tribunal de Contas do MT. A ação faz parte da Operação Malebolge, 12ª fase da Ararath, que desmantelou esquema de corrupção em Mato Grosso a partir da delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB). Em nota, Maggi nega as acusações.



Ex-governador Silval entregou vídeos na delação que comprovariam antigo esquema de propina na política de Mato Grosso

Postado por Marco Eusébio , 25 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal

A delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), classificada como "monstruosa" pelo ministro Luiz Fux, do Supremo, ao homologar o acordo neste mês, faz estragos na política do vizinho Mato Grosso e são manchetes desta sexta nos diários cuiabanos. Vídeos entregues por Silval à Justiça mostram cerca de dez deputados, entre eles o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (ambos do PMDB), recebendo maços de dinheiro do "mensalinho" que o ex-governador disse que pagava para ter apoio na Assembleia. Os pagamentos também eram feitos a conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) num esquema que durava havia 20 anos, desde a época do ex-governador e atual ministro da Agricultura Blairo Maggi, de quem era vice, delatou Silval. O atual governador Pedro Taques (PSDB) também é alvo da delação, assim como parlamentares federais do estado. Os pagamentos, conforme a imprensa cuiabana, seriam confirmados pelo ex-presidente da Assembleia, José Geraldo Riva, que também negocia acordo de delação com a PGR.




Passageira alegou que teve de passar a noite com a neta no Aeroporto de Várzea Grande esperando retorno a MS

Postado por Marco Eusébio , 03 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal

A juiza da 7ª vara Cível de Campo Grande, Gabriela Muller Junqueira, condenou a Avianca a pagar R$ 10 mil por danos morais a uma mulher que perdeu seu voo de volta à Capital de MS devido ao adiantamento da decolagem em mais de 2 horas. A cliente comprou passagens de ida e volta de Campo Grande para Cuiabá e alega que só foi informada sobre a mudança de horário após chegar ao aeroporto, onde teve de passar a noite com a neta de um ano até poder embarcar em outro voo pela manhã. A empresa aérea alegou que não conseguiu contato com a passageira para avisá-la e ofereceu auxílio pernoite, que foi recusado. O pedido de reparação por danos materiais, devido aos gastos com alimentação no aeroporto foi negado pela juíza, devido a impossibilidade da autora em comprová-los. (Com Migalhas jurídicas)




Janaína Riva comentou no Facebook sobre grampos ilegais: 'Por muito menos, Nixon caiu'

Postado por Marco Eusébio , 16 Maio 2017 às 14:30 - em: Principal

Em Cuiabá, a deputada estadual Janaína Riva (PMDB) registrou boletim de ocorrência hoje contra o secretário de Comunicação do Governo de Mato Grosso, Kléber Lima, por ele ter divulgado em grupos de WhatsApp uma foto dela usando camisola, no domingo, depois que o Fantástico exibiu reportagem sobre grampos clandestinos no núcleo de inteligência da Polícia Militar do estado – em que a parlamentar foi uma das vítimas. Ao espalhar a foto, o secretário faz o seguinte comentário: "Quem iria invadir a privacidade da ilustre deputada, se ela mesma a faz."

A deputada lamentou que o secretário tenha usado uma foto pessoal dela para justificar "grampos ilegais feitos pelo governo" contra ela e outros envolvidos. Janaína pede a exoneração do secretário e defende uma "CPI dos Grampos" na Assembleia. O governador Pedro Taques (PSDB) alega não ter conhecimento dos grampos e diz que pediu à Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) que apure o caso. Sobre o B.O., Kleber Lima só vai se pronunciar quando for notificado.