Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: crise

Prefeitura de Dourados: pagamento dos servidores que recebem acima de R$ 3,8 mil será concluído até o dia 20

Postado por Marco Eusébio , 06 Novembro 2017 às 15:30 - em: Principal

A crise levou a Prefeitura de Dourados a escalonar o pagamento dos salários de outubro dos 7.162 servidores municipais. Nesta terça-feira serão pagos os 6.193 que recebem até R$ 3,8 mil e até o dia 20 todos os demais terão recebido o salário integral, anunciou a prefeita Délia Razuk, frisando que medidas de contenção de despesas estão sendo tomadas, como dispensa de comissionados e de convocados. "Temos a certeza que de logo a situação se normalize para que possamos pagar os salários religiosamente em dia", disse Délia. (Com Nicanor Coelho, do Midiaflex)




George, com a avó, que oferece serviço na Capital e anúncios na OLX de Nathalia (Campo Grande) e Tuta, de Dourados

Postado por Marco Eusébio , 31 Agosto 2017 às 16:30 - em: Principal

Depois de a imprensa nacional divulgar nesta semana a atividade de "neto de aluguel", nova alternativa de trabalho para quem está desempregado ou quer complementar a renda, já surgiram candidatos em Mato Grosso do Sul. No site da OLX há pelo menos dois anúncios ofertando o serviço, como o de Nathalia de Campo Grande e o de Tuta de Dourados, publicados na terça-feira. Os candidatos a "netos de aluguel" se oferecem para passear, conversar e ensinar idosos a mexer com tecnologias como celular e computador. Em Campo Grande, depois de publicar um desses anúncios, o tecnólogo em informática George Maiko Ogeda Bourdokan, de 28 anos, virou notícia no site Midiamax (leia aqui).




A bela fachada do Prontomed, pronto-socorro para particulares e convênios da Santa Casa de Campo Grande, aberto e sem crise

Postado por Marco Eusébio , 08 Agosto 2017 às 13:45 - em: Principal

Sobre as notícias da nova fase da velha crise na Santa Casa de Campo Grande, ninguém divulgou que nem a Unimed, nem a Cassems reclamaram. É que os portões do Pronto-Socorro pela Rua Rui Barbosa só foram fechados para o SUS, que responde por 80% da receita do hospital. Para convênios e particulares que respondem pelos 20% restantes, basta entrar pelo Prontomed pela Rua 13 de Maio. Sem crise.




Diante da queda na arrecadação do Município de Rio Brilhante, prefeito Donato resolveu fechar as torneiras

Postado por Marco Eusébio , 01 Agosto 2017 às 18:15 - em: Principal


Postado por Marco Eusébio , 18 Julho 2017 às 16:45 - em: Principal

De janeiro a junho deste ano 1.425 empresas encerraram as atividades em Mato Grosso do Sul de janeiro a junho deste ano, no pior resultado desde o início da série de avaliações iniciada há dezessete anos, conforme dados da Junta Comercial de MS (Jucems). Em contrapartida, a abertura de empresas voltou a crescer depois de cinco anos. O presidente da Jucems, Augusto César Ferreira de Castro, atribui o recorde de fechamento de empresas a dois fatores: a crise econômica e política e a redução na burocracia. Até 2016, para dar baixa na empresa, eram exigidas guias de quitação do recolhimento ao INSS e ao FGTS, por exemplo. De lá para cá, se houver essas dívidas, elas podem ser repassadas ao CPF do empresário. (Com Correio do Estado)



Zeca: 'recontratação de funcionários vai depender da evolução da arrecadação do diretório estadual'

Postado por Marco Eusébio , 05 Julho 2017 às 18:30 - em: Principal

Sem recursos do fundo partidário que chegava a R$ 70 mil por mês, suspenso pela Justiça, o Diretório Regional do PT de Mato Grosso do Sul demitiu seus oito funcionários. Até uma dirigente, a atual secretária de Organização do partido Carla Lopes, ligada ao grupo do ex-presidente da sigla Antonio Carlos Biffi, que era a mais antiga funcionária com 16 anos de casa, foi dispensada. "Só ficou a moça da limpeza", confidenciou um demissionário ao Blog. O deputado federal Zeca do PT, novo presidente do partido eleito em maio, confirmou a crise. "Estamos com o fundo partidário bloqueado, mas nada de extraordinário", disse ao Blog hoje o ex-governador. Indagado sobre a possibilidade de recontratar pelo menos três dos demitidos, Zeca respondeu ao Blog: "Depende da evolução da arrecadação do diretório estadual".




PF explica que as ações de controle migratório e emissão dos documentos atingiram o limite de gastos

Postado por Marco Eusébio , 28 Junho 2017 às 10:15 - em: Principal

A Polícia Federal suspendeu a emissão de novos passaportes para quem tentou fazer a solicitação depois das 22h da noite anterior. Quem foi antendido antes desse horário vai receber o documento normalmente. O motivo: falta de dinheiro. A PF explicou que as ações de controle migratório e emissão dos documentos atingiram o limite de gastos previstos na Lei Orçamentária da União. O agendamento online e atendimento nos postos da corporação vão continuar funcionando, mas não há previsão para entrega do passaporte enquanto não for normalizada a situação orçamentária.

 

P.S.: Depois de diminuir a verba da PF no ano passado e causar o problema, o governo de Michel Temer anunciou hoje que pedirá autorização ao Congresso de crédito suplementar de R$ 102 milhões para normalizar a emissão de passaportes.




Tamanho do frigorífico faz com que sua crise afete todo o mercado da carne

Postado por Marco Eusébio , 03 Junho 2017 às 09:00 - em: Principal

O tamanho da JBS sempre preocupou os pecuaristas do País: um soluço do frigorífico, que compra mais da metade do gado produzido em alguns estados, afetaria toda a cadeia da carne. Foi o que ocorreu depois da delação de Joesley Batista. O preço da arroba despencou, produtores têm dificuldade para receber e o mercado sofre a maior retração no mês em 20 anos, diz o Estadão de S.Paulo.



Delação da JBS, além do terremoto político, pode gerar um tsunami no setor da agroindústria

Postado por Marco Eusébio , 29 Maio 2017 às 17:15 - em: Papo de Arquibancada

Da resenha de hoje do site Migalhas jurídicas:
 
"A prova maior de que estes políticos atingidos pela delação da JBS só pensam neles, é que resolveram combater a empresa a todo custo, até mesmo às custas do sofrimento do povo. Com isso, estão criando uma onda de desemprego. De fato, se as construtoras tiveram que demitir, e foi um Deus nos acuda, paguem para ver o que vai ser esse tsunami JBS. 
 
Os pecuaristas não querem entregar bois no frigorífico, a prazo, porque temem pela saúde financeira da empresa. Os bois que já estão confinados não têm jeito, os outros ficam quietos no pasto. Sem pretensão de engordar agora, o preço do milho vai desabar. Sem matança, o preço da carne vai subir. O agricultor e o pecuarista vão perder dinheiro. Os frigoríficos vão fechar. Os curtumes também, assim como as fábricas de sapato. As fábricas de ração e suplemento animal vão agonizar. 
 
Enfim, uma cadeia toda de produção. E tudo porque uns pares de figurões foram entregues."



Em comunicado de capa, jornal informa hoje que deixará de circular aos domingos

Postado por Marco Eusébio , 15 Abril 2017 às 09:00 - em: Principal

A partir deste fim de semana o Correio do Estado deixará de circular aos domingos. Em comunicado de capa na edição deste sábado, a direção jornal justifica que a medida é "consequência da grave crise econômico-financeira que afeta o Brasil", informa que teve de dispensar jornalistas (como já foi aqui citado) e funcionários administrativos para se adequar a atuação situação. Como era o único a circular no dia, Campo Grande fica sem jornais diários aos domingos.