Campo Grande, Sexta-Feira , 24 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: centrais-sindicais

Quem gostou do fim da contribuição sindical com a reforma trabalhista de Temer deve ir preparando os bolsos

Postado por Marco Eusébio , 08 Agosto 2017 às 11:45 - em: Principal

A reforma trabalhista vai entrar em vigor em novembro e o trabalhador deixará de ser obrigado a pagar 4,5% de um salário por ano para a contribuição sindical. Mas pode ser obrigado a pagar mais aos sindicatos. O índice da nova "contribuição por negociação coletiva" que o governo de Michel Temer cogita criar por Medida Provisória deve ser decidida em assembleia pelos sindicatos, diz a manchete de hoje do jornal O Globo. A União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Força Sindical defendem de 6% a 13% de um salário mensal por ano, ideia apoiada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), informa o jornal. Juntas, essas centrais representam 51,8% dos sindicalizados.



Decreto autoriza uso das Forças Armadas diante de ataques de vândalos a prédios como o do Ministério da Agricultura

Postado por Marco Eusébio , 24 Maio 2017 às 16:45 - em: Principal

Dia de caos em Brasília. Após  vandalismo e depredação de ministérios hoje por mascarados e parte dos manifestantes convocados por centrais sindicais para pedir a queda do presidente, eleições diretas, e protestar contra as reformas trabalhista e da Previdência, o presidente Michel Temer decretou "ação de garantia da lei e da ordem" a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, autorizando as Forças Armadas a reforçar a segurança na região da Esplanada dos Ministérios. Ao anunciar a medida, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que a manifestação prevista como pacífica "degringolou na violência, no vandalismo, no desrespeito, na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas". A decisão provocou a reação de opositores no Congresso. "Não me lembro de ter visto isso nem na ditadura militar. Não é um ato normal", afirmou o líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini (SP), em discurso no plenário. No Rio de Janeiro também há tumulto no entorno da Assembleia Legislativa.