Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: cabo-almi

Cabo Almi diz que o repasse de 5% das multas de trânsito poderia ajudar no tratamento dos acidentados

Postado por Marco Eusébio , 03 Novembro 2017 às 18:00 - em: Principal

A destinação de 5% do que for arrecadado com multas de trânsito em Mato Grosso do Sul para hospitais e demais unidades de saúde que atendem vítimas de acidentes envolvendo veículos, é o que prevê projeto apresentado na Assembleia. Autor da proposta, o deputado Cabo Almi (PT) diz que a população questiona a destinação do dinheiro arrecadado com essas multas, e defende que seria justo parte desses recursos ser destinado ao setor de saúde para o tratamento de acidentados.




Almi afirma que caso requerimento não dê resultado, vai acionar a Justiça em defesa dos proprietários de veículos

Postado por Marco Eusébio , 26 Outubro 2017 às 19:30 - em: Principal

Em requerimento ao novo diretor do Detran-MS, Roberto Hashioka, o deputado estadual Cabo Almi (PT) pediu informações urgentes sobre prazos para a devolução dos valores cobrados de donos de cerca de 30 mil veículos em Mato Grosso do Sul pelo órgão, por meio da "taxa de inspeção veicular" revogada em 21 de julho de 2016, após ser considerada ilegal pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O petista invoca artigos da Constituição Federal e do Código de Defesa do Consumidor, alegando afronta aos direitos dos cidadãos e dos consumidores. "Caso essa solução não apareça, só nos resta buscar uma solução forçada junto ao Judiciário", diz Cabo Almi.




Rodovias estaduais passarão a ter redutores de velocidade com radar próximo a escolas em MS

Postado por Marco Eusébio , 24 Agosto 2017 às 12:30 - em: Principal

Trechos de rodovias estaduais de Mato Grosso do Sul que passam perto de escolas terão de ter a partir de agora de ter redutores de velocidade com radar. É o que diz a Lei nº 5.045, proposta pelo deputado Cabo Almi, publicada ontem no Diário Oficial do Estado.




Carla Lopes e Marcos Nogueira com os deputados petistas Amarildo Cruz e João Grandão, pedindo apoio hoje na Assembleia

Postado por Marco Eusébio , 01 Agosto 2017 às 14:30 - em: Principal

Seis dos oito petistas demitidos no dia 3 de julho pelo novo presidente do Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul, o deputado federal Zeca do PT, acionaram a Justiça do Trabalho em Campo Grande para receber salários atrasados e direitos das rescisões previstos na CLT. O grupo é formado pelo jornalista Antonio Marques Almeida, Carla Lopes da Silva (atual secretária de Organização do PT-MS), Lucas Evangelista Heliot, Marcos Nogueira Norberto, Valnici Cardoso Minatti e Vânia Barbosa Cunha.
 
A advogada do grupo, Jucineide Almeida de Menezes, espera que até a semana que vem seja deferida a tutela para que os demitidos possam sacar o valor do FGTS depositado e solicitar seguro desemprego. A responsável pela limpeza do PT-MS também foi mandada embora na semana passada, somando nove demissões. 
 
Os demitidos dizem que no dia 17 enviaram correspondência para a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, informando sobre a demissão coletiva e pedindo apoio para que possam receber. Sem resposta até agora, afirmam estar decepcionados, pois o PT prega no Congresso a defesa dos direitos trabalhistas e na prática está fazendo o contrário em MS. 
 
Hoje na reabertura dos trabalhos na Assembleia, os demitidos foram pedir apoio da bancada estadual do partido. "Os deputados se mostraram solidários. O líder da bancada, João Grandão, disse que vai fazer o que tiver ao alcance para ajudar. O Cabo Almi nos recebeu no gabinete dele é se comprometeu conversar com o Zeca, para tentar liberar o pagamento das verbas rescisórias", disse Marcos Nogueira.



Cabo Almi, Picarelli, Coronel David, Júnior Mochi e Felipe Orro durante reunião com servidores no plenário hoje

Postado por Marco Eusébio , 14 Julho 2017 às 19:00 - em: Principal

A partir de agosto, após o recesso, fica proibida a venda de produtos como salgados, roupas, lingeries, bijouterias e até hortaliças oferecidas pelo "homem da folhinha" dentro da Assembleia e nos seus estacionamentos. A medida vale para ambulantes e para os próprios funcionários e foi anunciada hoje pelo deputado corregedor Maurício Picarelli durante reunião do presidente da Casa, Júnior Mochi, com servidores. 
 
Foi a primeira vez que um presidente da Assembleia reuniu todos os servidores para uma conversa. Além de Mochi (PMDB) e Picarelli (PSDB), o encontro contou com participação dos deputados Cabo Almi (PT), Coronel David (PSC) e Felipe Orro (PSDB).
 
Os funcionários, que a princípio estavam receosos sobre o que viria no inédito encontro, saíram satisfeitos com a aproximação. Entre outras coisas, Mochi agradeceu o empenho dos servidores, solicitou para que tenham sentimentos de cuidado e proteção pela Casa e pediu a todos o acolhimento aos concursados que serão convocados a partir do mês que vem.



Kemp, Grandão, Amarildo e Almi: bancada petista vai protocolar pedido nesta terça na Assembleia

A bancada do PT vai protocolar amanhã de manhã na sessão da Assembleia requerimento solicitando a criação de uma comissão processante para avaliar se houve crime de responsabilidade de Reinaldo Azambuja (PSDB), com base nas denúncias de delação premiada de Weslei Batista, da JBS, que poderá em processo de impeachment do governador. "Estivemos discutindo a questão da denúncia que envolve o governador Azambuja o dia todo e só conseguimos reunir nossa bancada à tarde, uma vez que nosso líder estava em Dourados. Eu me antecipei e preparei, com a assessoria jurídica,  um requerimento solicitando a abertura de uma comissão processante por crime de responsabilidade do governador, que poderá resultar no processo de impeachment. Apresentei na reunião da bancada e os companheiros concordaram com o encaminhamento. Assim, vamos protocolar amanhã o requerimento na sessão. Contamos com o apoio do partido", disse o deputado Pedro Kemp (PT) em mensagem enviada a petistas há pouco por WhatsApp.




Ato na Assembleia hoje terá entrega de títulos a integrantes da colônia e apresentações culturais

Postado por Marco Eusébio , 12 Maio 2017 às 13:00 - em: Principal

Em alusão ao Dia do Povo Paraguaio, comemorado em Mato Grosso do Sul no domingo, 14 de maio, em homenagem aos imigrantes do país vizinho e seus descendentes conforme lei estadual de 2001, a Assembleia Legislativa realiza sessão solene a partir das 19h desta sexta-feira, proposta pelo deputado Cabo Almi (PT). As celebrações antecedem as festividades do Dia da Independência do Paraguai, comemorado em 15 de maio.