Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: ator

No camburão de viatura, Fábio Assunção grita e xinga policiais militares no sertão pernambucano

Postado por Marco Eusébio , 24 Junho 2017 às 13:30 - em: Principal

O ator da TV Globo, Fábio Assunção, foi preso em flagrante na manhã deste sábado na cidade de Arcoverde, no sertão de Pernambuco, acusado por policiais militares de desacato, resistência e dano ao patrimônio público em um hospital e por ter quebrado o vidro de uma viatura da PM. O ator está na cidade com a namorada e atriz Pally Siqueira, que nasceu em Arcoverde, onde na noite anterior divulgou o documentário "Samba de Coco" exibido na abertura da festa de São João local. O vídeo abaixo mostra Fábio Assunção dentro da viatura gritando e xingando os policiais.

 




Nos papéis de Chico Xavier (2010) e Lampião (1982), o ator Nelson Xavier (1941-2017)

Postado por Marco Eusébio , 10 Maio 2017 às 10:15 - em: Principal

Morreu aos 75 anos no início da madrugada de hoje o ator Nelson Xavier, em uma clínica de Uberlândia (MG). "Ele virou um planeta! Estrela ele já era. Fez tudo o que quis, do jeito que quis e da sua melhor maneira possível, sempre", escreveu a filha do ator, Tereza Villela Xavier, ao anunciar no Facebook a perda do pai que deverá ser velado e sepultado no Rio de Janeiro. Nascido em São Paulo, em 30 de agosto de 1941, Nelson Agostini Xavier cursou direito, mas sua paixão pela arte foi mais forte. Iniciou no teatro com peças como "Eles Não Usam Black-tie" (1958), de Gianfrancesco Guarnieri. No cinema, atuou em filmes como "O ABC do Amor" (1967), "É Simonal" (1970), "Dona Flor e seus Dois Maridos" (1976), e "A Queda" (1978), de Ruy Guerra, que lhe rendeu um Urso de Prata no Festival de Berlim. Em 2010, interpretou Chico Xavier no cinema, que avaliou como seu melhor papel. "Nenhum dos personagens que fiz mudou minha vida. O Chico fez uma revolução". Na TV, atuou em novelas e viveu o cangaceiro Lampião, na primeira minissérie da TV Globo, "Lampião e Maria Bonita" (1982).