Campo Grande, Sexta-Feira , 24 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: associacao-comercial

Roberto Oshiro e João Polidoro, da Associação Comercial, conversam com o deputado Pedro Kemp na sessão da Assembleia

Postado por Marco Eusébio , 27 Setembro 2017 às 14:45 - em: Principal

"Venceu o bom senso", disse o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), João Polidoro, ao comemorar a manutenção ao veto do governador Azambuja à chamada "Lei da Inadimplência" por dezessete votos a dois dos deputados hoje na Assembleia. A proposta do deputado Beto Pereira (PSDB) previa que nomes de devedores só poderiam ser incluídos no serviços de proteção ao crédito, como o SCPC, com autorização do inadimplente. 
 
Como dificilmente alguém aceitaria ficar com o "nome sujo", restaria ao comerciante protestar o inadimplente. Se isso ocorresse, só cartórios ganhariam, explica Polidoro: numa compra de R$ 50, por exemplo, para "limpar o nome" a pessoa teria de pagar a dívida, mais juros, e ainda pagar taxa de R$ 50,37 ao cartório. Somando tudo, mais do que o dobro. 
 
O projeto havia sido aprovado por unanimidade pelos deputados, mas depois em reuniões nos últimos dias, os dirigentes da ACICG conseguiram reverter a decisão da maioria. Nesta quarta-feira, além do autor da proposta, só votou contra o veto do governo o também tucano Rinaldo Modesto que, curiosamente, é líder do governo na Casa.
 
Ouça, abaixo, o que disse João Polidoro ao Blog.




Comerciantes reuniram-se na semana passada com deputados para explicar o risco do projeto ao comércio de MS

Postado por Marco Eusébio , 25 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

Mesmo afirmando já ter apoio de 15 dos 24 deputados estaduais, a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) voltará a levar um grupo de empresários à primeira sessão da semana da Assembleia amanhã visando convencer os parlamentares a manter o veto do governador Azambuja ao Projeto de Lei nº 133/2017 que regulamenta a inclusão e exclusão de consumidores nos cadastro de proteção ao crédito no estado.
 
Pela proposta já aprovada na Assembleia, nomes de devedores só podem ser incluídos nos serviços como o SCPC com autorização do inadimplente. A associação alega que a medida pode "quebrar a economia do estado e prejudicar toda a população". “Nós sabemos que dificilmente o devedor será encontrado para assinar o aviso de recebimento, e se for encontrado ele pode se recusar a assinar impedindo a negativação”, diz presidente da ACICG, João Polidoro.
 
Além disso, afirma presidente da associação, o projeto também vai encarecer o processo de negativação, e causar constrangimentos aos inadimplentes, pois a única alternativa à proposta de lei será o protesto via cartório. Conforme Polidoro, o projeto de autoria do deputado Beto Pereira (PSDB) só atende aos interesses dos donos de cartórios de MS, "que não por acaso", frisa, "têm as maiores taxas do País".