Campo Grande, Segunda-Feira , 26 de Junho - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: andre-puccinelli

Apesar de obstáculos na pista, Ulisses aposta em polarização de grupos ligados a André e Azambuja

Postado por Marco Eusébio , 12 Junho 2017 às 13:00 - em: Principal

Faltando pouco mais de seis meses para 2018, quase ninguém se arrisca a apostar em quem será candidato ao governo de Mato Grosso do Sul no ano que vem. No meio político, o consenso é o de que a Lama Asfáltica e a denúncia da JBS na Lava Jato embaralharam as cartas ao respingar nos três últimos governadores – Zeca do PT, André Puccinelli (PMDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB).
 
Há, entretanto, quem pense diferente. Consultado, o presidente do PMDB de Campo Grande, Ulisses Rocha, disse acreditar que a disputa deve seguir polarizada entre os grupos ligados Puccinelli, de seu partido, e o tucano e atual governador Azambuja. 
 
– "Ambos estarão na disputa. Seja como candidatos, seja como apoiadores. No nosso partido, o desejo continua sendo que o ex-governador André seja candidato. E no PSDB, Azambuja segue sendo o principal nome. Os dois partidos têm a maior representação na Capital e no interior e isso pesa no cenário eleitoral."
 
Questionado se alguém "fora da política" pode acabar surpreendendo, Ulisses demonstrou pouca fé em um 'outsider' e respondeu aqui ao Blog: "Acho difícil. Mas, se acontecer, esse novo político só terá força se for apoiado por um desses dois grupos políticos."



Requerimento foi enviado hoje pela OAB ao STF: vamos agir com 'legalidade e imparcialidade' diz Mansour

Postado por Marco Eusébio , 22 Maio 2017 às 15:15 - em: Principal

A OAB-MS enviou hoje ao Supremo, conforme havia sido aqui divulgado, requerimento solicitando cópias das delações premiadas dos irmãos Joesley e Wesley Batista referentes a políticos e demais agentes públicos. A novidade é que a Ordem pede, além das denúncias referentes ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB), os ex-governadores Zeca do PT e André Puccinelli (PMDB), secretários e outros já citados, tudo o que se refere aos demais, incluindo "prefeito, ex-prefeitos, deputados estaduais e federais e senadores" (veja aqui a íntegra do documento). "A OAB agirá com imparcialidade, dentro da estrita legalidade, não atendendo a nenhum grupo grupo político. A Ordem não será instrumento de manipulação, como já foi no passado por grupos políticos", disse o presidente da OAB-MS, Mansour Karmouche.




Diretoria da OAB-MS vai protocolar pedido ao Supremo na segunda-feira

Postado por Marco Eusébio , 20 Maio 2017 às 13:45 - em: Principal

Um dia depois da quebra de sigilo e divulgação de vídeo de depoimento de Wesley Batista à Lava Jato, revelando pagamento de propina a governadores de Mato Grosso do Sul para obter benefícios fiscais aos frigoríficos JBS no estado, num esquema que teria sido iniciado na gestão do ex-governador Zeca do PT, mantido nos mandatos de André Puccinelli (PMDB) e chegado à gestão do atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a Seccional estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS) anunciou hoje que vai pedir oficialmente ao relator da Lava Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, acesso integral aos documentos oficiais dos processos relativos ao Estado. O pedido será protocolado na próxima segunda-feira no Supremo, diz a diretoria da OAB-MS em nota divulgada neste sábado (leia aqui a íntegra) frisando que a instituição "reitera seu compromisso irrestrito de defender a Constituição e a ordem jurídica, tomando todas as medidas necessárias para atingir suas finalidades institucionais".




Esquema teria iniciado no governo Zeca, passado por André e chegado a Azambuja diz Joesley

Postado por Marco Eusébio , 19 Maio 2017 às 19:00 - em: Principal

A denúncia que abalou o governo Temer chegou hoje a Mato Grosso do Sul. Suposto esquema de pagamento de propinas a governadores do estado em troca de isenção de ICMS para a rede de frigoríficos do JBS que teria começado na gestão de Zeca do PT, continuado nos mandatos de André Puccinelli (PMDB) e chegado até a atual gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB) é revelado em um dos capítulos da delação premiada do sócio do grupo, Wesley Batista, irmão de Joesley. "Mato Grosso do Sul é um esquema de benefícios fiscais para redução da alíquota do ICMS. Esse esquema começou quando o Zeca do PT foi eleito", diz Wesley em vídeo gravado no último dia 4 de maio, no capítulo que leva o nome do Estado na delação homologada pelo relator da Lava Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, cujo sigilo foi suspenso hoje. Veja abaixo o vídeo em que Wesley dá detalhes sobre o assunto, divulgado hoje pelo site Midiamax de Campo Grande.




Na Governadoria, retorno de aliados próximos e distantes tem sido constante nos últimos dias

Postado por Marco Eusébio , 19 Maio 2017 às 15:00 - em: Principal

Na sala de espera da Governadoria não passou despercebido nos últimos dias o retorno de lideranças políticas de Campo Grande e do interior que andavam ausentes e chegaram a bater asas para o lado adversário, mas agora fazem questão de registrar que sempre foram parceiros do governador Azambuja (PSDB). Em conversas externas, entretanto, muitos lamentaram que a quarta fase da Lama Asfáltica tenha respingado na imagem do ex-governador André Puccinelli (PMDB), até então cotado como principal nome para enfrentar o sucessor nas urnas em 2018. "A falta de uma disputa forte desaquece o mercado e quem cria dificuldade para vender facilidade perde a função", avaliou um atento observador do cenário regional.




Levado na semana passada para colocar tornozeleira, André vai ficar livre do monitoramento eletrônico
André Puccinelli (PMDB) não precisa mais pagar a fiança de R$ 1 milhão até segunda-feira para evitar a prisão e também vai ficar livre da tornozeleira eletrônica que está usando desde a semana passada, quando a Polícia Federal deflagrou a quarta fase da operação Lama Asfáltica em Campo Grande. A decisão é do desembargador Paulo Fontes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) com sede em SP e jurisdição em MS, que acatou pedido de habeas corpus feito hoje pela defesa.
 
A defesa alegou ao TRF3 que o ex-governador que está com os bens bloqueados pela Justiça Federal não teria como pagar a fiança. O desembargador que concordou com a alegação é o mesmo que mandou soltar dois dos três presos na operação: ontem liberou o ex-secretário adjunto de Fazenda do ex-governador, André Cance; e hoje mandou soltar o dono da Gráfica Alvorada, Mirched Jafar Júnior.
 
O advogado Eduardo Mendonça Alvarenga, do escritório Mariz de Oliveira, de São Paulo, disse ao site Campo Grande News que o argumento usado para pedir a retirada da tornozeleira eletrônica foi o fato de que André Cance foi libertado ontem sem a exigência de uso do aparelho de monitoramento. A defesa do professor e ex-coordenador de Administração da Secretaria Estadual de Educação, Jodascil da Silva Lopes, que permanece preso, deve apresentar pedido semelhante ao dos demais ao tribunal.



Renê Siufi diz que o ex-governador André está tentando conseguir o dinheiro da fiança com amigos

Postado por Marco Eusébio , 16 Maio 2017 às 19:00 - em: Principal

Sem ter como pagar até a próxima segunda-feira a fiança de R$ 1 milhão para que André Puccinelli (PMDB) não vá para a prisão, alegando que seu cliente não tem o dinheiro disponível por estar com os bens bloqueados, o advogado Renê Siufi, disse hoje à que o ex-governador está tentando conseguir o valor com amigos, já que não é possível fazer empréstimo em bancos por causa do bloqueio dos bens para dar como garantia. "A alternativa tem sido correr atrás de pessoas amigas que possam emprestar esse dinheiro a ele" afirmou ao site Campo Grande News o advogado.




André Cance, acompanhado de advogado, ao deixar o centro de triagem do Presídio de Campo Grande

Postado por Marco Eusébio , 16 Maio 2017 às 17:44 - em: Principal

André Cance, que foi ex-secretário-adjunto de Fazenda do governo de André Puccinelli e preso na semana passada na quarta fase da Operação Lama Asfáltica, da Polícia Federal, foi solto na tarde de hoje em Campo Grande. O habeas corpus foi concedido pelo desembargador Paulo Fontes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, sediado em SP com jurisdição em MS, a pedido do advogado José Wanderley. Advogados do dono da Gráfica Alvorada, Mirched Jafar Júnior, outro preso na operação, também pediram alvará de soltura e aguardam decisão do TRF3.




André e o advogado Renê Siufi, atrás dele, na sede da Polícia Federal na semana passada

Postado por Marco Eusébio , 15 Maio 2017 às 18:30 - em: Principal

Foi prorrogado por mais cinco dias úteis o prazo que iria vencer nesta noite para que André Puccinelli (PMDB) pague R$ 1 milhão de fiança, estipulada pela juíza substituta da 3ª Vara Federal de Campo Grande, Monique Marchioli Leite. A decisão é do juiz Fábio Luparelli, da mesma Vara. Com isso, o ex-governador de Mato Grosso do Sul, que está monitorado com tornozeleira eletrônica, tem até a segunda-feira da semana que vem pagar a quantia e evitar a prisão. Em outro pedido feito à Justiça, advogado do peemedebista, Renê Siufi, disse há pouco aqui ao Blog que solicitou que a Justiça use o valor exigido para pagar a fiança dos bens de André que estão bloqueados desde o ano passado por decisão da mesma juíza.



Pedro Chaves planeja voltar ao Senado, mas já começa a pensar na sucessão de Azambuja

Postado por Marco Eusébio , 15 Maio 2017 às 13:00 - em: Principal

Em conversa informal com três vereadores de Campo Grande na sexta-feira anterior, o senador Pedro Chaves (PSC-MS) admitiu pela primeira vez pensar na possibilidade de disputar o governo de Mato Grosso do Sul no ano que vem. Na avaliação dos interlocutores, no cenário atual o ex-governador André Puccinelli (PMDB), um dos mais fortes nomes, estaria por enquanto impedido ante às investigações da Lama Asfáltica; o governador Azambuja teria dificuldade com aliados e a esquerda anda sem quadro e sem força para a disputa.

"O professor Chaves, ex-reitor que fez crescer a Uniderp, é notório bom gestor. Tem perfil de outsider, o 'fora da política' que o povo anda buscando; e pode ser o fato novo nesse cenário até agora estagnado para 2018", avaliou um dos ouvintes ao confidenciar o assunto aqui ao Blog. Nesta segunda-feira de manhã, Chaves, em entrevista a uma rádio local, confirmou que estuda a possibilidade de se candidatar à Governadoria e até julho deve tomar uma decisão.