Campo Grande, Sábado , 18 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: alvaro-dias

Álvaro Dias teve de adiar a visita e marcará nova data para vir a Campo Grande com Romário, diz em nota o Podemos MS

Postado por Marco Eusébio , 27 Outubro 2017 às 15:00 - em: Principal

Depois de anunciar a visita dos senadores Álvaro Dias (PR), presidenciável da sigla, e Romário (RJ), a Campo Grande para ato político do partido nos dias 9 e 10 de novembro, o presidente do Podemos (ex-PTN) em MS, Cláudio Sertão, informa hoje em nota à imprensa que Dias teve de adiar a viagem. A data ainda será confirmada, diz a nota.




O presidenciável Álvaro Dias e Romário estarão em Campo Grande nos dias 9 e 10 para lançamento do Podemos

Postado por Marco Eusébio , 16 Outubro 2017 às 18:00 - em: Principal

Visando as eleições de 2018, os senadores Álvaro Dias (PR), pré-candidato à Presidência da República, e Romário (RJ), visitarão Campo Grande em novembro para o ato de lançamento do Podemos (ex-PTN) em Mato Grosso do Sul. O evento está marcado para o dia 10, às 10h, na Câmara dos Vereadores. A comitiva chegará um dia antes e contará com participação da presidente nacional da sigla, a deputada federal Renata Abreu (SP), e o ex-jogador Marcelinho Carioca. Cláudio Sertão, presidente regional do Podemos, disse hoje ao Blog que deverão ser filiados pelo menos 25 vereadores de todo o estado no evento.




Juiz Odilon, cotado a virar candidato em 2018, mantém a escolta da PF por autorização do CNJ depois da aposentadoria

Postado por Marco Eusébio , 10 Outubro 2017 às 17:20 - em: Principal

Depois de antecipar sua aposentadoria visando as eleições de 2018, o juiz federal Odilon de Oliveira diz em matéria divulgada hoje pelo jornal O Estado de S.Paulo que, além do PDT de Ciro Gomes, foi procurado por outros  presidenciáveis. "Fui sondado pelo Bolsonaro (PSC-RJ), pelo Kassab (PSD-SP) e pelo Álvaro Dias (Podemos-PR). São dirigentes de bons partidos, mas meu filho já é vereador pelo PDT e vejo que o partido tem um conteúdo bom. Querem que eu me filie no dia 11 de novembro para disputar o governo ou o Senado, mas ainda estou pensando", disse o Odilon pai ao Estadão. 




Álvaro Dias e Valter Pereira (ao centro) com lideranças nacionais e estaduais do Podemos hoje em Brasília

Postado por Marco Eusébio , 14 Setembro 2017 às 16:00 - em: Principal

O ex-senador Valter Pereira pretende disputar uma vaga no Senado nas eleições de 2018. Neste sentido, deverá se filiar no dia 9 de novembro no Podemos, em ato da sigla em Campo Grande. A filiação e a pré-candidatura foram assuntos tratados por Valter com o senador e pré-candidato à Presidência da República Alvaro Dias (PR) e outras lideranças nacionais e regionais da sigla hoje em Brasília, junto com o presidente estadual do Podemos em MS, Cláudio Sertão, e o presidente municipal de Campo Grande, Juliano Gogosz.

P.S.: Depois de ler a nota, Valter Pereira informou ao Blog que está avaliando o convite.




Lula lidera em rejeição seguido por
Lula segue na frente na preferência de voto para a Presidência em 2018. Porém é o mais rejeitado dentre todos os candidatos, por mais da metade dos eleitores, com 55,8%. É o que aponta levantamento do instituto Paraná Pesquisas feito para a IstoÉ e divulgado neste fim de semana pela revista.
 
No cenário em que Geraldo Alckmin aparece candidato pelo PSDB, Lula lidera com 26,1%, seguido por Jair Bolsonaro com 20,8%, Joaquim Barbosa 9,8%, Alckmin 7,3%, Marina Silva 7%, Ciro Gomes 4,5% e Álvaro Dias 4,1%. Quando o candidato tucano é João Doria, o petista lidera com 25,8%, seguido por Bolsonaro com 18,7%, Doria 12,3%, Joaquim Barbosa 8,7%, Marina Silva 7,1%, Ciro 4,5% e Álvaro Dias 3,5%. 
 
Outros três nomes aparecem com rejeição superior a 50%: Alckmin com 54,1%, Bolsonaro 53,9% e Ciro com 50,2%. Depois vem Marina com 46,3%, Joaquim Barbosa com 42,3% e Dória com 42,2%. A rejeição de Álvaro Dias não é citada na pesquisa.
 
"Se Lula, Alckmin e Bolsonaro não conseguirem reduzir a rejeição, dificilmente ganham a eleição de 2018. E se Alckmin ou Bolsonaro forem os adversários de Lula num segundo turno, tudo pode acontecer. Até a vitória de Lula”, disse Murilo Hidalgo, diretor do instituto.
 
Além de ser o menos rejeitado, o prefeito de São Paulo também é o menos conhecido: 15,4% disseram não conhecer Doria suficientemente para opinar. A pesquisa ouviu 2.020 entre segunda (24) e quinta-feira (27. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.



Lula lidera rejeição de 58,6% e fica em segundo na intenção de voto atrás de Álvaro Dias no estado do paranaense

Postado por Marco Eusébio , 07 Julho 2017 às 18:30 - em: Principal

A rejeição ao nome de Lula para as próximas eleições presidenciais chegou a 58,8% no vizinho Paraná, estado que concentra as principais ações da Lava-Jato. Em segundo lugar vem Marina Silva (Rede) com 19,9%, seguida por Jair Bolsonaro (PSC) com 17,9% e o governador de SP Geraldo Alckmin (PSDB) com 15,4%.O levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas também perguntou em quem os paranaenses votariam para presidente. Na estimulada deu Álvaro Dias (Podemos) na frente com 31,1%, seguido por Bolsonaro (15,3%), Lula (12,6%) e o prefeito de São Paulo, João Doria, em quarto com 9,5%. (Com o blog Radar da Veja)



No lançamento do Podemos (ex-PTN) em Brasília, Álvaro Dias foi anunciado para a Presidência da República

Postado por Marco Eusébio , 01 Julho 2017 às 16:45 - em: Principal

O PTN mudou de nome e apresentou hoje em Brasília o Podemos, sua nova legenda. No ato, foi lançada a pré-candidatura de Álvaro Dias à Presidência da República em 2018. Anunciado como candidato "sensato" para unir o País, o senador paranaense, ex-tucano que trocou o PV pelo novo partido, afirmou: "Vamos arrancar o Brasil das mãos sujas de corrupção dos que nos assaltaram nos últimos anos". "Sem reformas e sem mudanças mergulharemos nas águas sujas do fracasso", emendou. Apesar de inspirado na sigla homônima da Espanha, que é de esquerda, o Podemos brasileiro é lançado como um partido de centro e, além de uma bancada de 14 deputados federais, nasce com dois senadores: além de Álvaro Dias, Romário (RJ) trocou o PSB pela nova sigla, e é cotado a disputar o governo do Rio de Janeiro no ano que vem.