Campo Grande, Terça-Feira , 12 de Dezembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Posts com a tag: acicg

Campanha atendeu mais de 14 mil pessoas em 1026 e 'limpou o nome' de 8 mil no SCPC

Postado por Marco Eusébio , 20 Novembro 2017 às 09:00 - em: Principal

Começa hoje a campanha "Nome Limpo" da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG). Até o dia 15 de dezembro, consumidores poderão renegociar dívidas com empresas locais, com descontos, para recuperar o crédito e ajudar a reaquecer o mercado nas vendas de Natal. O atendimento de segunda a sexta será das 8 às 17h no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), na sede da associação, em frente à Praça Ary Coelho, no Centro. Nesta primeira semana serão atendidos devedores de sete empresas: Águas Guariroba, Anita Shoes, Empodera Semi Joias, Cedaspy, Colégio Dom Bosco, Uniodonto e Portal Itatiba. Mais informações pelos telefones (67) 3312-5028 e 3312-5021.




No caso de jogos e consoles de videogames, impostos chegam a 72,18% do valor do produto lamenta a ACICG

Postado por Marco Eusébio , 09 Outubro 2017 às 16:20 - em: Principal


Roberto Oshiro e João Polidoro, da Associação Comercial, conversam com o deputado Pedro Kemp na sessão da Assembleia

Postado por Marco Eusébio , 27 Setembro 2017 às 14:45 - em: Principal

"Venceu o bom senso", disse o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), João Polidoro, ao comemorar a manutenção ao veto do governador Azambuja à chamada "Lei da Inadimplência" por dezessete votos a dois dos deputados hoje na Assembleia. A proposta do deputado Beto Pereira (PSDB) previa que nomes de devedores só poderiam ser incluídos no serviços de proteção ao crédito, como o SCPC, com autorização do inadimplente. 
 
Como dificilmente alguém aceitaria ficar com o "nome sujo", restaria ao comerciante protestar o inadimplente. Se isso ocorresse, só cartórios ganhariam, explica Polidoro: numa compra de R$ 50, por exemplo, para "limpar o nome" a pessoa teria de pagar a dívida, mais juros, e ainda pagar taxa de R$ 50,37 ao cartório. Somando tudo, mais do que o dobro. 
 
O projeto havia sido aprovado por unanimidade pelos deputados, mas depois em reuniões nos últimos dias, os dirigentes da ACICG conseguiram reverter a decisão da maioria. Nesta quarta-feira, além do autor da proposta, só votou contra o veto do governo o também tucano Rinaldo Modesto que, curiosamente, é líder do governo na Casa.
 
Ouça, abaixo, o que disse João Polidoro ao Blog.




Comerciantes reuniram-se na semana passada com deputados para explicar o risco do projeto ao comércio de MS

Postado por Marco Eusébio , 25 Setembro 2017 às 11:00 - em: Principal

Mesmo afirmando já ter apoio de 15 dos 24 deputados estaduais, a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) voltará a levar um grupo de empresários à primeira sessão da semana da Assembleia amanhã visando convencer os parlamentares a manter o veto do governador Azambuja ao Projeto de Lei nº 133/2017 que regulamenta a inclusão e exclusão de consumidores nos cadastro de proteção ao crédito no estado.
 
Pela proposta já aprovada na Assembleia, nomes de devedores só podem ser incluídos nos serviços como o SCPC com autorização do inadimplente. A associação alega que a medida pode "quebrar a economia do estado e prejudicar toda a população". “Nós sabemos que dificilmente o devedor será encontrado para assinar o aviso de recebimento, e se for encontrado ele pode se recusar a assinar impedindo a negativação”, diz presidente da ACICG, João Polidoro.
 
Além disso, afirma presidente da associação, o projeto também vai encarecer o processo de negativação, e causar constrangimentos aos inadimplentes, pois a única alternativa à proposta de lei será o protesto via cartório. Conforme Polidoro, o projeto de autoria do deputado Beto Pereira (PSDB) só atende aos interesses dos donos de cartórios de MS, "que não por acaso", frisa, "têm as maiores taxas do País".



Wellington Nogueira, fundador da ONG Doutores da Alegria que atua com palhaços em hospitais públicos

Postado por Marco Eusébio , 15 Agosto 2017 às 11:00 - em: Principal

Wellington Nogueira, fundador da ONG Doutores da Alegria que atua com palhaços junto a crianças, adolescentes e públicos em situação de vulnerabilidade social em hospitais públicos e outros ambientes, estará em Campo Grande na quinta-feira ministrando palestra sobre "A arte imita a vida". O evento acontece a partir das 19h no teatro Dom Bosco, promovido pela Escola de Varejo da Associação Comercial e Industrial da Capital (ACICG). "Queremos despertar nas pessoas o entendimento do quanto vale ter paixão por aquilo que elas fazem”, diz Moacir Pereira Junior, coordenador da escola. Mais informações na Associação Comercial (em frente à Praça Ary Coelho) ou pelos telefones (67) 3312-5000 e 3312-5058.