Campo Grande, Sábado , 22 de Julho - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br
Temer não ficaria no Planalto caso brasileiros comuns fossem deputado (pelo menos antes de se elegerem)

Postado por Marco Eusébio , 17 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

O Instituto Paraná Pesquisas também quis saber como o brasileiro votaria se fosse deputado federal – manteria ou afastaria Michel Temer? "Dada a (im)popularidade do presidente, nenhuma surpresa no resultado: 79,3% o afastariam do cargo, contra 18% que prefeririam que ele ficasse onde está", diz o blog do Lauro Jardim em O Globo.




Postado por Marco Eusébio , 17 Julho 2017 às 08:00 - em: Principal

O Estado de S.Paulo - SP
"Dívida de inadimplentes supera em 3 vezes o salário"
 
O Globo - RJ
"Chineses planejam investir R$ 32 bi no Rio"
 
Folha de S.Paulo - SP
"Teto a todo aposentado geraria R$ 50 bi por ano"
 
Correio do Estado - MS
"Prefeituras recorrem a 'milagres' para pagar 13º"
 
O Estado - MS
"MS quermais voluntários para teste de vacina contra a dengue"
 
A Gazeta - MT
"Previsão é que Silval inicie série de confissões nesta 2ª"
 
A Tarde - BA
"Chuva reduz risco de racionamento na RMS"
 
Zero Hora - RS
"Folha salarial do Executivo estadual bate recorde de servidores inativos em abril"
 
Jornal do Commercio - PE
"Boas vendas na Fenearte e um dia a mais no ano que vem"
 
Diário Catarinense - SC
"Cortes no orçamento afetam manutenção e fiscalização de estradas"



Postado por Marco Eusébio , 16 Julho 2017 às 10:00 - em: Principal

Folha de S.Paulo - SP
"Aumenta verba do Sistema S sem controle da Receita"
 
O Globo - RJ
"Temer usou R$ 15 bi para obter vitória"
 
O Estado de S.Paulo - SP
"Doria reduz em R$ 4,5 bi previsão de investimentos"
 
Correio Braziliense - DF
"Os segredos do sucesso no novo mercado de trabalho"
 
A Gazeta - MT
"Violência cresce 54% nas escolas de Mato Grosso"
 
A Tarde - BA
"Comarcas fechadas obrigam deslocamentos de até 88 km"
 
Estado de Minas - MG
"BH 120 - Cidade em movimentos"
 
Jornal do Commercio - PE
"Digno de 0 x 0"
 
Diário do Pará - PA
"Comando da PM sabia da ação que causou chacina"
 
 
REVISTAS
 
Veja
"Culpado"
 
IstoÉ
"Você votaria em um condenado pra presidente?"
 
Época
"O primeiro presidente condenado por corrupção"
 
CartaCapital
"A Casa-Grande faz a festa"



Policial civil enrolado em uma bandeira de MS recolhe tralhas do acampamento em frente à Governadoria

Postado por Marco Eusébio , 15 Julho 2017 às 19:45 - em: Principal

Depois de 40 dias no local, policiais civis decidiram em assembleia neste sábado suspender o acampamento em frente à Governadoria como protesto do movimento por reajuste salarial. A categoria decidiu continuar a negociação, reivindicando que o projeto de lei que altera a promoção – que serão feitas por critério técnico e não mais por critério político – seja encaminhado à Assembleia em 30 dias e para que a categoria receba o reajuste linear. "Novamente, vamos ter boa vontade com o governo do estado e retiraremos nosso acampamento temporariamente. Caso não haja avanços poderemos retornar com o acampamento e com outros protestos",  diz o presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda, no site do sindicato da categoria.




Dois cenários da pesquisa, um com Geraldo Alckmin e outro com João Doria como pré-candidato do PSDB

Jair Bolsonaro (PSC-RJ) avançou sete pontos percentuais em relação a junho na pesquisa DataPoder360, chegou a 21% das intenções de voto e agora empata tecnicamente com Lula, que tem 26%. O detalhe é que a pesquisa atual foi feita antes de Lula ser condenado a nove anos e meio de prisão por Sérgio Moro. No 1º cenário, quando o pré-candidato do PSDB é Geraldo Alckmin, o governador paulista aparece com 10%, seis pontos a mais do que há dois meses. Porém, o prefeito João Doria (SP) tem melhor desempenho pelo PSDB com 13%. Neste segundo cenário, com Doria, Lula tem seu pior desempenho: 23% – queda de 4 pontos; empatado tecnicamente com Boslonaro que cresceu 6 e atinge 21%. Marina Silva também cresce 6 pontos, atinge 12% e fica tecnicamente empatada com Doria. (Com O Antagonista)




Nelsinho e Zeca para o Senado: 'dobradinha' cogitada pelo petista foi criticada pelo ex-prefeito Bernal

Postado por Marco Eusébio , 15 Julho 2017 às 13:30 - em: Principal

Uma possível união do deputado federal Zeca do PT e o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PTB) em "dobradinha" para as duas vagas de MS no Senado em disputa nas eleições do ano que vem, foi criticada hoje pelo também ex-prefeito Alcides Bernal (PP). 
 
"Pega muito mal essa aliança. O povo não vai entender como pessoas tão antagonistas estão juntas", disse o progressista ao repórter Paulo Fernandes, do site Midiamax. "Mas eu acho bom porque já mostra quem são" emendou. No ano passado, Bernal apoiou Marquinhos Trad (PSD), irmão de Nelsinho, à sua sucessão. Embora exótica, a parceria não foi rejeitada pelo eleitor. Marquinhos acabou eleito. 
 
A suposta "dobradinha" com Nelsinho foi revelada por Zeca ao repórter no começo do mês (leia aqui), quando o ex-governador disse que falou de seu projeto a Lula, ao se reunir com o ex-presidente em ato do PT nacional em SP. 
 
Bernal, que completou ontem 50 anos, pretende disputar uma cadeira de deputado federal, mas não descarta voltar a concorrer ao Senado. A decisão sobre candidaturas, ponderou, só deve ocorrer no ano que vem.



Albino Romero (à esquerda) pediu apoio ao secretário municipal de Governo Antônio Cezar Lacerda Alves

Postado por Marco Eusébio , 15 Julho 2017 às 12:15 - em: Principal

A diretoria da Associação Colônia Paraguaia de Campo Grande pretende revitalizar a sede da entidade na Vila Pioneira. A ideia é transformar o local em um espaço para lazer e cultura, envolvendo toda a comunidade, afirmou o advogado Albino Romero, presidente da entidade, ao secretário de Governo da Prefeitura, Antônio Lacerda, com quem se reuniu ontem, acompanhado do vereador Ayrton Araújo e do deputado estadual Cabo Almi (ambos do PT). Romero foi convidar o secretário para prestigiar a 3ª Noite Paraguaia a ser realizada na colônia no dia 12 de agosto, lamentou a falta de acesso à gestão anterior da prefeitura, e pediu apoio. Lacerda prometeu envolver as secretarias, principalmente a de Cultura, para ajudar nos projetos da Colônia Paraguaia.




A presidente nacional do PT Gleisi Hoffman, Lula e o deputado Vicente Cândido (PT-SP) criador da 'Emenda Lula'

Postado por Marco Eusébio , 15 Julho 2017 às 11:00 - em: Principal


Postado por Marco Eusébio , 15 Julho 2017 às 10:20 - em: Principal




Briga de galos é proibida no Brasil pelo Decreto nº 50.620, de 18/5/1961 de Jânio Quadros

Postado por Marco Eusébio , 15 Julho 2017 às 09:00 - em: Principal

 
"Jânio Quadros assumiu a presidência da República, proibiu brigas de galo (veja o decreto aqui). A ordem era irrecorrível: 
 
– Se cantar, terreiro. Se brigar, panela. 
 
José Resende de Andrade, delegado em Belo Horizonte, era janista, zeloso e fiel executor da lei. Mandou prender todos os galos de briga da região metropolitana. José Resende levou a galada para os fundos da delegacia, na Praça da Liberdade. 
 
De madrugada, começou a alvorada cantante. Magalhães Pinto, governador do Estado, dormindo próximo, no Palácio da Liberdade, foi despertado pela orquestra de José Resende, mandou dar um jeito imediato na zoeira. 
 
José Resende recebeu a ordem, não discutiu. Matou todos. Um galicídio. Até hoje os amigos o chamam de Zé Cocó, o mata-galo. E ele, muito mineiramente, sorri modesto: 
 
– O dever não distingue o canto do infrator."