Campo Grande, Domingo , 18 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br


PT faz 38 anos, sem comemoração em MS

Twitter Reprodução PT faz 38 anos, sem comemoração em MS
Fotos antigas do PT-MS postadas por Vander Loubet no Twitter um dia depois do aniversário da sigla

Postado por Marco Eusébio , 12 Fevereiro 2018 às 12:15 - em: Principal

O PT completou 38 anos no sábado, dia 10, sem comemorações em Mato Grosso do Sul, um dos primeiros estados que a sigla comandou no País, ao eleger Zeca governador em 1998. A data foi apenas lembrada, uma semana antes, no dia 2, em reunião do diretório regional, hoje presidido por Zeca. Encolhendo no estado, o partido não tem muito o que comemorar. 
 
Desde que Zeca deixou o governo no fim de 2006, o PT perdeu lideranças que marcaram sua história regional. Em meio à crise nacional que começou com o caso "Mensalão" e se estende com o "Petrolão", em MS as disputas regionais e a busca por novos espaços políticos também marcaram a debandada no PT.
 
De lá para cá, saíram o ex-deputado Semy Ferraz, os ex-prefeitos de Corumbá Ruiter Cunha (in memorian) e Paulo Duarte, o ex-senador Delcídio do Amaral, o ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi e, na semana passada, o ex-vereador da Capital Marcos Alex, que deixou de usar o apelido "Alex do PT" pelo qual ficou conhecido; sem contar todos os prefeitos eleitos em 2012.
 
Das lideranças que ficaram, um dos poucos a lembrar os 38 anos do PT nas redes sociais foi Vander Loubet. O deputado federal postou no domingo, no Twitter, sua avaliação de que o PT teve "mais acertos do que erros" desde sua criação, e disse acreditar que o partido "segue mais vivo do que nunca na luta por um Brasil onde todos possam ter uma vida digna e não apenas minoria de privilegiados". Veja a íntegra abaixo.



Deixe seu comentário