Campo Grande, Domingo , 19 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br


Os dez alvos da operação Papiros de Lama

Cléber Gellio/Midiamax Reprodução Os dez alvos da operação Papiros de Lama
Empreiteiro João Amorim é um dos seis investigados que foram conduzidos a depor na Superintendência da PF

Postado por Marco Eusébio , 14 Novembro 2017 às 14:15 - em: Principal

Dez pessoas, entre políticos, advogados e empresários foram alvo da Operação Papiros de Lama deflagrada hoje em Campo Grande, delação premiada feita pelo pecuarista Ivanildo da Cunha Miranda, ex-operador do suposto esquema de propinas. Conforme o site Midiamax, a Polícia Federal pediu prisão preventiva de todos, mas o juiz federal Fábio Luparelli Magajewski só concedeu o mandado no caso do ex-governador André Puccinelli e de seu filho Jr., advogado. Foram alvos de prisão temporária de cinco dias, os advogados João Paulo Calves e Jodascil Gonçalves Lopes, do Instituto Ícone. Foram conduzidos coercitivamente à depor na PF: o ex-secretário de Fazenda de MS, André Luiz Cance; os empreiteiros João Amorim e João Baird; o dono da gráfica Alvorada, Mirched Jafar Júnior; o dono da PSG Antônio Cortez; e o engenheiro João Maurício Cance. Estes seis investigados que não foram presos estão impedidos de sair da cidade por mais de 10 dias sem autorização, não podem sair de casa após às 21h e devem comparecer mensalmente à Justiça, sob pena de prisão caso descumpram as ordens judiciais.




Deixe seu comentário