Campo Grande, Segunda-Feira , 20 de Novembro - 2017


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

Montoro vive, ainda bem!

Montoro vive, ainda bem!

Postado por Diego Mariano (*) , 13 Setembro 2017 às 15:00 - em: Artigos

"Para a América Latina a opção é clara: integração ou atraso."
(André Franco Montoro)
 
Mato Grosso do Sul tem sido palco de discussões importantes e que deixariam orgulhoso o ex-governador paulista André Franco Montoro, tendo em vista que se fundam em ideais pelos quais dedicou a quase totalidade de sua vida pública.
 
Montoro tinha grande paixão por um tema caro a nós sul-mato-grossenses, que é a integração da América Latina, em destaque atualmente pelo projeto da Rota Biocêanica, colocado como prioridade do Governador Reinaldo Azambuja, que representará uma transformação logística e social ao Brasil, mas sobretudo ao Mato Grosso do Sul. Em outra frente, vemos o Secretário de Cultura e Cidadania de MS, Athayde Nery, promover a importante integração cultural e cidadã entre nosso estado e os países fronteiriços ao nosso território, no escopo do Festival da América do Sul-Pantanal.
 
Vimos também a Câmara Municipal de Campo Grande debater, por iniciativa dos vereadores Dr. Lívio, João Rocha e Ademir Santana, a criação de hortas comunitárias em vazios urbanos, públicos e privados, medida que, se implantada, vai garantir alimentos de qualidade, e algum incremento de renda, às famílias da capital, isso sem falar no ganho com a ocupação de espaços que hoje são problemas, e passarão a ser importantes ferramentas da construção de uma sociedade melhor.
 
Estes e outros debates são mostra da imortalidade das ideias defendidas por aquele que certamente foi um dos maiores políticos brasileiros. Em tempos tão rasos, beber na fonte do legado de Franco Montoro é inspiração para olhar o futuro do Brasil e da América Latina com otimismo.
 
Na aridez do atual debate público nacional, resgatar Franco Montoro é renovar as esperanças de que há caminho. Montoro debatia, desde as décadas de 40 e 50, questões que ainda hoje não estão resolvidas e apontava soluções ainda atuais para os problemas que vemos, como a sustentabilidade, a descentralização administrativa, os espaços para participação da sociedade, o ensino em tempo integral. Em todas estas áreas, Montoro deixou uma imensa folha de ações e mais ainda, ideias a serem implementadas.
 
Com isso, ver Mato Grosso do Sul retomando, com ações concretas, bandeiras históricas do Governador Franco Montoro é um sopro de esperança. Suas ideias permanecem ativas, pulsantes, e nelas, Montoro vive!
 
(*Diego Mariano da Silva Souza é coordenador estadual do Movimento Franco Montoro, e foi subsecretário de Políticas Públicas para a Juventude do Governo de MS)



Deixe seu comentário