Campo Grande, Terça-Feira , 23 de Janeiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br


A suprema força contra a Lava Jato

Reprodução A suprema força contra a Lava Jato
Gilmar, nomeado pelos tucanos, e Tóffoli, pelos petistas: a força da Suprema Corte usada em decisões que só beneficiam o chamado 'sistema'

Postado por Marco Eusébio , 20 Dezembro 2017 às 09:00 - em: Principal

Decisões tomadas nesta semana por dois integrantes do Supremo, Gilmar Mendes, nomeado pelo PSDB por meio de FHC, e Dias Tóffoli, nomeado pelo PT por meio de Lula, abalam a Lava-Jato. 
 
Após rejeitar denúncias contra deputados e senadores, soltar empresários e a ex-primeira dama do Rio, Adriana Ancelmo, e suspender inquérito contra o governador Roberto Richa (PR); a Corte tirou do juiz Sergio Moro o inquérito sobre o "quadrilhão do PMDB" e Gilmar proibiu as conduções coercitivas de investigados. 
 
Por mais que o pomposo linguajar jurídico que costumam usar para parecer doutos possa dificultar o entendimento do cidadão comum; é evidente o benefício que proporcionam à casta de integrantes do chamado "sistema".
 
As críticas de Gilmar e Toffoli às investigações tiveram resposta na própria Corte. O ministro Luís Roberto Barroso defendeu a Lava Jato dizendo que "a tragédia da corrupção se espalhou de alto a baixo". Infelizmente, apesar das palavras bonitas de Barroso, o que vale são as decisões majoritárias, que pesam nessa nada justa balança da suprema corte da Justiça brasileira.



Deixe seu comentário