Campo Grande, Quinta-Feira , 22 de Fevereiro - 2018


Email: marcoeusebio@marcoeusebio.com.br

A culpa é dele, ele coloca no Bernal que quiser

A culpa é dele, ele coloca no Bernal que quiser

Postado por Marcia Scherer (*) , 18 Janeiro 2018 às 10:20 - em: Artigos

Caiu um meteoro nos EUA, as imagens mostraram o objeto celeste cruzando o céu e causando até tremores. De quem é a culpa pelo meteoro? Está fazendo um frio congelante em várias partes do mundo, chegando a menos 60 graus na Rússia. Advinha de quem é culpa? O pantanal pode ter a maior cheia de todos os tempos. Você já sabe de quem é a culpa, né?
 
Do Bernal, é claro!
 
Nos últimos anos têm sido assim aqui pelas bandas da cidade Morena. Fez cagada, errou, não gostou, foi acusado? Culpa o Bernal, ué.
 
Essa história de “culpa do Bernal” já até meio que virou brincadeira entre as pessoas que fazem parte das relações mais próximas dele, de tão esdrúxula que ela é.
 
Mas ela tem um lado cruel, pois além de massacrar uma pessoa, com acusações, mentiras, dedos apontados, ela ainda mostra o lado covarde e desumano de quem não é capaz de assumir suas próprias responsabilidades e procura escapar da opinião pública, simplesmente culpando o Bernal.
 
Agora, a culpa dos “erros” na taxa do lixo também é do Bernal.
 
Mesmo ele tendo saído há mais de um ano da prefeitura, mesmo ele tendo cancelado o contrato com a empresa de lixo, mesmo ele tendo passado por tudo o que passou e provado, uma a uma, que suas ações estavam corretas, mesmo com o golpe, com as perseguições, com a falta de apoio da classe política, mesmo assim, ainda tentam o culpar por algo em Campo Grande.
 
Eu não gosto nem um segundo da atual administração. Acho ela fraca, ruim mesmo, mas eles acabaram de acrescentar algo no meu desgosto: a covardia. Detesto covardes! São os piores tipos, porque não medem esforços para se eximir de qualquer responsabilidade. Se escondem nas sombras e quando são chamados à luz, simplesmente fogem. Detesto covardes!
 
Por isso admiro Bernal. Ele tem coragem. Assume o que precisa. Mostra as causas, mas não foge da responsabilidade. Ele fica firme, corrige o que é preciso, melhora o que é necessário e assume o seu papel.
 
Esse é o verdadeiro papel de um líder: assumir, ficar firme e aguentar. Líderes não se escondem em desculpas esfarrapadas. Líderes não permitem que outros sejam responsabilizados. O verdadeiro líder assume os erros, ainda que tenham sido cometidos por seus subordinados.
 
Voltando à taxa do lixo. É muita cara de pau da atual administração querer culpar o Bernal. O projeto foi todo criado, apresentado e aprovado em 2017. Todos os servidores comissionados que fazem parte dessa administração são contratados por essa administração. Nunca houve acordo para contratação de ninguém, isso foi dito pelo próprio atual prefeito para diversos veículos de comunicação.
 
O compromisso de apoio de Bernal ao atual gestor foi assinado em público, nunca citou a contratação de ninguém, mas firmou compromissos importantes, entre eles a não contratação de pessoas denunciadas ou envolvidas na operação coffee break, e não está sendo cumprido.
 
Será que já não está na hora da atual gestão assumir suas responsabilidades? Já faz mais de um ano que estão na prefeitura. Eles têm apoio e recursos do Governo do Estado. Têm apoio irrestrito da Câmara Municipal, que aprova tudo o que enviam em tempo recorde, inclusive a famigerada taxa do lixo. Estão usando recursos da Agereg, Agetran, Cosip, que até 2016 eram carimbados e portando não podiam ser usados em outras áreas, com o que querem, sem virar notícia negativa, ou alguém entrar com ação contra.
 
O atual prefeito até saiu de férias para descansar.
 
Os veículos de imprensa, na sua maioria, têm sido complacentes com a atual administração. Ações que eram cobradas, com agressividade, da administração Bernal, agora não são nem citadas. Situações que eram tidas como “culpa do Bernal”, agora são culpa do povo, que joga lixo nos terrenos, que não paga, que faz algo errado... 
 
Ainda assim, com todas essas facilidades, o atual prefeito não mostrou a que veio. Não está dando conta do recado. E para piorar tudo, não quer assumir suas “cagadas”, prefere usar apoiadores e veículos de comunicação de amigos para jogar a culpa no Bernal.
 
Se bem que é como disse uma colega: a culpa é do Marquinhos e ele joga em quem ele quiser, nesse caso na “geni de alguns políticos campo-grandenses”, o Bernal. 
 
(*Marcia Scherer é publicitária, especialista em marketing político, foi superintendente de comunicação na administração Alcides Bernal)



Deixe seu comentário